Página inicial AméricaBrasilGalinhos (RN) O que fazer em Galinhos: roteiro para 1 ou 2 dias de viagem

O que fazer em Galinhos: roteiro para 1 ou 2 dias de viagem

por Escolha Viajar
Mulher caminha pela praia principal de Galinhos

Vai viajar e ainda não sabe o que fazer em Galinhos, no Rio Grande do Norte? Não se preocupe, porque preparamos um roteiro super bacana para quem vai passar 1 ou 2 dias lá – com mapa! Aliás, recomendamos ficar muito mais tempo para relaxar e curtir de verdade essa que é uma das praias mais lindas do Brasil e ainda ficar longe de muvuca, som alto e multidões. Mas para conhecer todas as atrações que circundam essa cidadezinha minúscula, 1 ou 2 dias são o bastante.

⇒ Reserve já seu hotel em Galinhos e garanta os melhores preços! ⇐

Primeiro, vamos explicar onde fica e como é possível chegar a Galinhos. Trata-se de uma cidade menos de 3.000 habitantes localizada em uma península de areia no litoral norte do Rio Grande do Norte. Não é uma ilha, mas não há estrada até Galinhos ou até Galos, que é o distrito de 500 habitantes que fica junto na mesma península. Ela está situada a 160 quilômetros de Natal, a 85 de São Miguel do Gostoso (RN), a 410 de Fortaleza (CE) e a 260 de Canoa Quebrada (CE).

Para chegar a Galinhos você pode dirigir seu próprio veículo (ou alugar um, faça sua cotação aqui!) até o Estacionamento Pratagil, na RN-402. Esse estacionamento é administrado pela prefeitura e você pode deixar seu carro lá por quantos dias quiser de graça. Depois, é só se dirigir ao píer com sua bagagem e pegar um barco privado ou da prefeitura para a viagem de 10 minutos pelo braço de mar que separa a península de Galinhos do resto do continente.

O barco privado sai quando você quiser. A partir de oito passageiros, o barqueiro cobra R$ 4 por pessoa. Se estiver viajando em menos de oito pessoas e não quiser esperar aparecer mais gente, é só fechar a embarcação por R$ 30. Os barcos da prefeitura partem a cada 30 minutos até as 17h – depois, os intervalos ficam mais longos, mas eles nunca param. NINGUÉM precisa pagar passagem, mas os barqueiros cobram dos turistas mesmo assim. São R$ 4 por pessoa.

Se você não tem ou não quer alugar um carro para conhecer Galinhos, há mais duas opções. A primeira delas é ônibus. A Expresso Cabral faz a rota Natal-Macau com uma parada no Pratagil. O Escolha Viajar entrou em contato com a empresa para saber preços e horários atualizados, mas não obteve resposta. Segundo o Viaje na Viagem (leia mais aqui), em 2016 a linha operava sexta, domingo e segunda. O ônibus sai de Natal às 6h e chega às 9h. A volta é às 17h15, com chegada às 20h15 na capital. A passagem custa R$ 32,10 e pode ser comprada nos guichês da rodoviária de Natal.

SEGURO SAÚDE com 5% de desconto
O Seguro Saúde é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e recomendado em viagens para o exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Mas a forma mais comum de visitar Galinhos é contratando um passeio de um dia que vai e volta de Natal. Você pode reservar o seu aqui. O custo é de R$ 250 por pessoa. Se você só tem um dia para conhecer a cidade, essa é sem dúvida a forma mais prática e com melhor custo-benefício. Você pode beber e não precisa se preocupar em dirigir no fim do dia. Mas, ao mesmo tempo, é um roteiro ‘preso’, com horário para tudo e tendo que acompanhar o grupo.

Nós não curtimos nenhum um pouco esse tipo de turismo. Por isso, vamos detalhar logo mais uma opção de roteiro de um dia em Galinhos para quem não quer saber de viajar com agência. Mas o que recomendamos mesmo é que você fique ao menos dois dias por lá, para curtir a atmosfera desse paraíso do amanhecer até as estrelas surgirem no céu. Ou três dias, quatro, uma semana… Não muito o que fazer em Galinhos, mas há beleza para admirar até os olhos cansarem!

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
Placa indica a praia principal de Galinhos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


O que fazer em Galinhos – Dia 1

Se você só tem 1 ou 2 dias para conhecer Galinhos, é bom começar seu passeio no máximo às 10h. Se for sair de carro da sua cidade de origem, acorde cedo para pegar a estrada. De Natal, parta por volta das 7h30 (ou às 6h se for de ônibus). De Canoa Quebrada, às 6h. De São Miguel do Gostoso, outra praia turística muito popular na região, às 8h. Mas se a saída for de Fortaleza ou outras localizadas mais distantes, é melhor chegar no dia anterior e dormir em Galinhos.

Aproveite e confira aqui nossa sugestão de hospedagem boa e barata na cidade! Mas vamos falar melhor dela mais adiante. Uma vez no Estacionamento Pratagil, você já sabe o que fazer. Leve sua bagagem, se tiver, e vá para o píer para pegar o barco. São 10 minutos navegando pelo que os habitantes locais chamam de ‘rio’, mas que na verdade é um braço de mar que circunda a península. Após desembarcar no píer de Galinhos, temos algumas opções de roteiro.

O colorido píer de Galinhos, que recebe os barcos vindos do estacionamento Pratagil

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Quem vai ficar mais dias na praia e tiver bagagem leve pode ir andando até a sua pousada para fazer o check in e deixar as suas coisas. Galinhos é muito, muito pequena e você chega em qualquer ponto da cidade em 10 minutos andando. Quem vai ficar mais dias na praia e tiver bagagem grande ou pesada pode contratar uma charrete por R$ 10 para levar suas malas até a hospedagem. Até porque algumas ruas da cidade ainda são de areia e as rodinhas podem atolar, hehe.

Quem vai passar apenas o dia 1 em Galinhos e não tem bagagem, pode aguardar o primeiro passeio do dia no próprio píer. Isso porque você vai fazer um passeio de canoa que percorre as atrações turísticas situadas ao longo do braço de mar. E não apenas isso: o tour inclui ostras vivas, ceviche e outros petiscos de peixe feitos na hora! Para marcar esse passeio, você pode falar com a sua pousada ou então com o barqueiro mais famoso da região: o Júnior Tubarão (84-91102965).

A praia da Duna do Capim, com os geradores de energia eólicos ao fundo

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

O importante é que o passeio seja agendado previamente e que a canoa espere por você no horário combinado no píer. Primeiro, você vai visitar a área de manguezal e observar a flora e fauna locais. Depois, passa ao largo das famosas salinas de Galinhos para avistar de longe as montanhas brancas de sal. A terceira parada é na praia da Duna do Capim – na foto acima. Enquanto você toma banho, o barqueiro prepara os petiscos de peixe e frutos do mar para servir em redes na água.

O cenário do lugar é incrível, com as turbinas gigantes do parque eólico ao fundo! Enquanto espera o almoço ficar pronto, contrate um dos buggies que ficam esperando pelos turistas que chegam de barco à Duna do Capim. O custo é de R$ 140 por carro para até quatro pessoas. No passeio, você percorrerá as areias por cima, chegará bem perto das turbinas, visitará a Duna do André e sua incrível vista do braço de mar, assim como o Mirante das Dunas – na foto abaixo.

Mar aberto e muito azul visto do alto do Mirante das Dunas

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Por fim, uma voltinha pela minúscula vila de Galos, que tem apenas 500 habitantes. Muita gente para para almoçar na Pousada Peixe Galo, a única do lugar, mas a vista não é bonita e ela está quase sempre cheia de turistas (quer conhecer a pousada? Clique aqui). De volta à Duna do Capim, se delicie com a refeição preparada pelo barqueiro e os drinques, vinho ou cerveja. O passeio de canoa custa a partir de R$ 250 por casal e as bebidas são pagas à parte.

Por fim, a embarcação retorna ao píer de Galinhos passando ao largo da Duna do André – na foto abaixo – e de Galos. A duração total do tour é de cerca de três horas, mas ele pode ficar mais longo com o passeio de buggy. Do píer, você pode cruzar a pé a cidade até a outra ponta, onde fica a praia principal de Galinhos. Aproveite para dar uma voltinha pelas poucas ruas, algumas ainda de areia, e curtir o clima de lugar perdido no tempo. O transporte é feito por buggy ou charrete.

Braço de mar que circunda Galinhos visto do alto da Duna do André

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Na praia, admire o mar muito azul da baía, com o farol de Galinhos ao fundo. Procure pelo Bar Nativus, o melhor da cidade, para sentar com os pés na areia e curtir o visual até o fim da tarde. Eles servem água de coco, cervejas, drinques, petiscos e refeições completas de peixe ou carne de sol, caso seu estômago esteja pedindo por algo mais substancial, hehe. Nós adoramos o lugar, tanto pelos preços quanto pelo sabor da comida e pela localização.

Se você puder, fique até a hora do pôr do sol, que é mágico em Galinhos. Mas lembre-se que, se tiver que ir embora, os barcos para o Pratagil circulam de meia em meia hora só até as 17h, depois será preciso esperar mais. Não descuide do horário principalmente se for voltar de ônibus! Recomendamos que você fique e aprecie o espetáculo que é sempre lindo e que, de junho a agosto, fica ainda mais especial pela posição do sol, que desce logo ao lado do farol…

Caipirinha e petisco de macaxeira do Bar Nativus

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Nos outros meses, o astro-rei vai indo cada vez mais para a esquerda, se pondo entre as dunas. Nesse caso, a opção é assistir ao entardecer do farol, e não da praia principal. Charretes levam duas pessoas por R$ 30 ida e volta. Depois que o sol desce, ou você vai encerrar seu único dia em Galinhos ou vai para a sua hospedagem se for ficar para o segundo ou mais dias. Nesse caso, recomendamos que se hospede no Chalé Mar Rio.

É um pousada simples, aconchegante e com custo-benefício excelente. Clique aqui para saber mais e fazer a sua reserva! A noite em Galinhos costuma ser muito tranquila, principalmente fora da alta temporada de férias. Há alguns restaurantes pela cidade, mas nós sempre preferimos fazer refeições mais simples e econômicas. Para isso, recomendamos a lanchonete da Família Silva, bem ao lado da praça. Pizza por R$ 7, bauru por R$ 5 e amabilidade sem preço dos donos!

Pôr do sol ao lado do farol visto da praia principal de Galinhos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


O que fazer em Galinhos – Dia 2

Depois de uma noite relaxante nesta cidade tão calma, você estará pronto para seu segundo dia em Galinhos. Se seguir nosso conselho e se hospedar na Chalé Mar Rio, você vai acordar com uma deliciosa cesta de café da manhã para tomar na varanda. Com direito ao tradicional trio ovo frito, queijo coalho assado e tapioca. Uma delícia! Quando estiver pronto para sair, dirija-se de novo à praia principal de Galinhos.

Aproveite para tirar muitas fotos, pois é pela manhã que as águas da baía ficam ainda mais azuis. No lado direito, depois da Pousada Brésil Aventure, há uma minúscula enseada muito boa para um refrescante banho matinal. Não se pode negar que a água do mar de Galinhos é fria, mas como o calor também é muito intenso o ano todo, uma coisa acaba compensando a outra. Quando estiver pronto para seguir com o passeio, comece a atravessar a baía em direção ao farol.

Enseada ao lado da Pousada Brésil Aventure, na praia principal de Galinhos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

A ideia é andar até a Praia do Pontal, que fica no encontro do mar com o ‘rio’, bem na ponta da península. É uma caminhada longa, então leve água e lanches com você. Tanto a Pontal como a Praia do Farol são desertas e não há nada para comprar pelo caminho. Se você andar direto, sem parar, vai levar uma hora para chegar até a Pontal. Mas a ideia é ir com calma, admirando a paisagem de areias brancas e águas azuis que só vai ficando cada vez mais bonita.

Você também vai parar muito para fotografar e tomar banho, já que o calor é forte. A primeira praia do caminho é a do Farol. A construção de 1930 dá um colorido legal ao local com sua mescla de branco e vermelho. Logo depois do farol se formam deliciosas piscinas naturais quando a maré baixa. Seguindo por mais 20 ou 25 minutos você chega à Praia do Pontal. Ali também se formam piscinas naturais quando a maré baixa.

A isolada Praia do Farol

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Além disso, dá para ver o contraste de cores das águas do mar aberto, muito claras e transparentes, com as do braço de mar, bem mais escuras. Aproveite o lugar pelo tempo que quiser, muito provavelmente não haverá mais ninguém lá para perturbar seu sossego. Quando o sol tiver baixado um pouco, comece a caminhada de volta. O ponto de chegada é o Bar Nativus, é claro, onde você poderá se refrescar com água de coco ou cerveja e repor as energias com um belo almoço.

Curta o resto da tarde com os pés na areia até a hora de admirar outro belíssimo pôr do sol. Quem não quiser repetir o programa do dia anterior pode optar por assistir ao espetáculo no terraço da Pousada Brésil Aventure, mas alertamos que os preços dos petiscos e bebidas aqui são bem mais salgados (quer conhecer a pousada? Clique aqui). Para a noite, quem não quiser repetir a Lanchonete da Família Silva pode comer no espetinho logo em frente.

Piscinas naturais se formam na Praia do Pontal na maré baixa

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

As coisas em Galinhos são tão rústicas que ele não tem nem nome, hehe. Mas é uma delícia e custa R$ 3,50 cada espeto acompanhado de farofa e vinagrete! Há ainda os trailers de comida da praça, mas a maioria só abre nas noites de sexta e sábado. Outra boa opção é passar na Família Silva, pedir sua janta para viagem, pegar uma canga e estender na praia. Ela fica iluminada à noite e você pode encerrar seu roteiro com chave de ouro com esse piquenique à beira-mar!

Como dissemos lá no início, não há muito o que fazer em Galinhos e você pode percorrer o circuito completo de atrações da península em apenas dois dias. Mas o lugar é tão lindo e agradável que recomendamos de coração que você fique tanto quanto quiser e puder. É raro encontrar praias do Nordeste brasileiro que sejam tão bonitas e ainda estejam a salvo do turismo de massa. Sem lixo, sem ambulantes, sem som alto. Em Galinhos, você pode relaxar e tirar férias de verdade!


Veja todos os posts de Galinhos

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se ainda tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que o Escolha Viajar responde. Aproveite, também, para ler outros textos nossos sobre Galinhos (RN).

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM GALINHOS (RN) e gastar pouco dinheiro

Pôr do sol ao lado do farol visto da praia principal de Galinhos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Galinhos em agosto de 2019 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário