Página inicial AméricaArgentina Tudo que você precisa saber antes de viajar para a cidade do ‘fim do mundo’

Tudo que você precisa saber antes de viajar para a cidade do ‘fim do mundo’

por Escolha Viajar
Montagem mostra fotos do Glaciar Vinciguerra, dos pinguins de Isla Martillo e Ushuaia vista do mar

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Durante muitos anos, Ushuaia ostentou o título de ‘cidade mais austral do mundo’ e o apelido carinhoso de ‘fim do mundo’. Localizada na Terra do Fogo, no extremo sul da Argentina, era o local habitado mais próximo da Antártica onde se podia chegar. Com isso, a minúscula vila que se ergueu ao redor de um presídio cresceu e se tornou um próspero polo turístico hoje habitado por 70.000 pessoas e visitado por outras milhões ao ano. O que as leva até lá?

⇒ Reserve já seu hotel em Ushuaia e garanta os melhores preços! ⇐

Além da inevitável foto com a placa ‘Bem-vindos ao fim do mundo’, Ushuaia é uma cidade encantadora onde o frio intenso e a neve esculpiram uma natureza exuberante! ‘Prensada’ entre o Canal de Beagle e a Cordilheira dos Andes, é cheia de restaurantes que servem renomados pratos patagônicos, como a merluza-negra e a gigantesca ‘centolla’. Não faltam hotéis aconchegantes espalhados pelas ladeiras coalhadas de agências de tours e lojinhas charmosas.

É lá que você pode andar na ferrovia mais austral do planeta, o famoso Trem do Fim do Mundo. Antigamente, a linha transportava os prisioneiros para os campos de trabalho, mas hoje só serve para alegres passeios turísticos. O fim dessa linha é o Parque Nacional Terra do Fogo, onde a natureza desse extremo do mundo se agiganta na beleza da Baía Lapataia e da Enseada Zaratiegui. É lá que fica o ‘Correio do Fim do Mundo’, onde se carimba o passaporte.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

No inverno, esqui, trenó, snowboard e todo tipo de esporte na neve está disponível nas belíssimas montanhas que circundam Ushuaia. Nas estações em que o frio é menos rigoroso, pode-se fazer belíssimos trekkings. Os mais populares são o que sobe até a Laguna Esmeralda, formada pelo degelo do Glaciar Ojo del Albino; e o que chega até a Laguna de Los Tempanos, formada pelo degelo do belíssimo Glaciar Vinciguerra.

Não perca ainda o passeio de barco pelo Canal de Beagle, onde se pode avistar a Ilha dos Pássaros, o Farol Les Eclaireurs e, com sorte, até mesmo algumas baleias. Completa o roteiro de tours na cidade a visita à histórica Estância Harberton e à Ilha Martillo. Nela, milhares de pinguins se abrigam nos meses mais quentes do ano para acasalar e chocar seus ovos, dando a oportunidade para que pequenos grupos de turistas cheguem bem pertinho das novas famílias.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Cá entre nós, Ushuaia não é mais oficialmente o ‘fim do mundo’ – perdeu o título em 2019 para a chilena Puerto Williams – mas garantimos que essa é uma aventura que você não vai querer perder por nada! Neste Guia de Viagem Ushuaia, vamos te ensinar como montar seu roteiro, quais atrações visitar, onde ficar hospedado, quanto custa a viagem, dar dicas essenciais, contar como é o clima, quando é melhor viajar, mostrar belíssimas fotos e muito mais!

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

LIGAÇÕES TELEFÔNICAS:
DDI da Argentina – 54
DDD de Ushuaia – 11
Ligações a cobrar via Embratel (Brasil Direto) – 08009995500, 08009995501, 08009995503 ou 08005555500

VOLTAGEM E TOMADAS: 220 volts, com tomadas de dois furos chatos lado a lado – em ângulo inclinado –, podendo existir ou não um terceiro furo chato no meio e abaixo (tipo I). Todos os aparelhos brasileiros precisam de adaptador. Para ver os tipos e saber mais sobre as tomadas de cada país clique aqui.

COMO CHEGAR: Ushuaia é a capital da província da Terra do Fogo, Antártica e Ilhas do Atlântico Sul, no extremo sul da Argentina e do continente americano. A capital, Buenos Aires, fica a cerca de 3.000 quilômetros de distância ao norte. A cidade está localizada na Ilha Grande da Terra do Fogo, separada do resto do país por um pedaço do Chile. Mesmo com uma posição geográfica tão extrema, é muito fácil chegar em Ushuaia, hoje um grande polo turístico.

A cidade é dotada de um aeroporto internacional que recebe voos diretos de Buenos Aires (3h25 de viagem) e da vizinha turística localidade de El Calafate (1h20). Você pode sair de qualquer ponto do Brasil, fazer escala na capital argentina e desembarcar em Ushuaia tranquilamente. A viagem desde São Paulo, por exemplo, dura 10 horas com parada no Aeroparque. Embora voar seja a maneira mais rápida e fácil de chegar, não é a única.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Muita gente opta por fazer a viagem de carro ou motocicleta. Sim, é uma distância considerável! Desde Chuí, a cidade mais ao sul do Brasil, são 3.700 quilômetros. Não é um trajeto que se possa fazer em um feriado, são necessários no mínimo 15 dias para equilibrar entre horas ao volante e apreciar as atrações pelo caminho. Considerando-se os custos com combustível e hospedagem, é provável que acabe saindo mais caro que as passagens de avião.

Mesmo assim, é uma rota muito popular pela beleza das paisagens e pelas estradas famosas que levam ao sul do mundo. Neste trajeto, você pode dirigir pela Ruta 3, que percorre todo o litoral argentino, pela mítica Ruta 40, que corta o interior do país, ou ainda pela rústica Carretera Austral, no Chile. Sem falar que a Patagônia é uma região cheia de atrativos, tanto do lado chileno quanto do argentino, e você pode ir de uma para outra com mais liberdade.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Para empreender essa viagem de carro ou motocicleta, você deve estar atento às exigências de trânsito dos países pelos quais vai passar. Para circular na Argentina, é preciso o seguro Carta Verde. Além disso, para chegar a Ushuaia você vai ter que cruzar a fronteira com o Chile também, então é necessário o seguro específico daquele país – o SOAPEX. Os dois podem ser feitos junto a sua seguradora brasileira ou na internet, e só jogar no Google.

 

Se for viajar no inverno, compre correntes para os pneus para poder circular nas lisas estradas congeladas. Se for de moto, lembre-se que venta MUITO na Patagônia e pode ser necessário parar a viagem em algum momento. Fique alerta aos aplicativos de previsão do tempo e consulte pessoas locais se ele se mostrar excessivo. São emitidos alertas quando não é recomendado que motos e veículos leves circulem nas rodovias, pois podem virar.

Pode-se ainda viajar de Punta Arenas (470 km, no Chile) e El Calafate (880 km) para Ushuaia de ônibus. No momento, os serviços estão suspensos por conta da pandemia. Por fim, existe um cruzeiro da empresa Australis que faz o trajeto Ushuaia-Punta Arenas ou vice-versa. O passeio é caro – US$ 1.600, mas dura quatro dias e revela incríveis paisagens geladas.

Foto: RAYANDBEE/Wikimedia Commons

QUANDO VIAJAR (CLIMA): Ushuaia é um lugar muito frio na maior parte do tempo, sujeito a ventos fortíssimos, chuva, neve e mudanças bruscas de temperatura. As estações ocorrem nos mesmos meses que as do Brasil, mas com temperaturas muito mais baixas! No verão, o termômetro oscila em média entre 5ºC e 14ºC. A chance de nevar é mínimas e apenas os glaciares e o topo das montanhas mais altas permanecem brancos.

Os dias são extremamente longos, com entre 15 e 17 horas de sol. No inverno – junho a agosto -, prepare-se para encarar muita neve e temperaturas médias entre -2ºC e 6ºC. As horas de luz reduzem para entre 7,5 e 9,5 ao dia e o cenário fica todo branquinho! A chuva é bem distribuída ao longo do ano, mas os meses mais úmidos são março, abril e maio. Os mais secos são julho, outubro e novembro. O vento forte é uma constante em todas as estações em Ushuaia.

Mas ele costuma ser mais ameno em outubro/novembro e março/abril. A temporada de neve vai oficialmente de junho a agosto, mas é possível que ela já dê uma passadinha pela cidade em maio, despedindo-se definitivamente em setembro. Como você pode notar, o clima sofre alterações extremas ao longo do ano em Ushuaia. Isso significa que há passeios turísticos que só se pode fazer no verão e passeios turísticos que só se pode fazer no inverno!

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Atividades ao ar livre em geral acontecem apenas entre setembro e abril, quando não neva. Entre elas os passeios de caiaque ou canoa, algumas modalidades de excursão para a ‘pinguinera’ da Ilha Martillo, os trekkings do Glaciar Vinciguerra e do Parque Tierra del Fuego. A temporada de observação de pinguins de Magalhães vai de outubro a março.A agência dos Correios ‘do fim do mundo’, que fica dentro do parque, fecha de 15 de maio a 15 de outubro.

Já os esportes de inverno só acontecem no auge da temporada de neve, entre o fim de junho e fim de agosto. Nessa época do ano, pode-se passear de trenó, andar de moto de neve, praticar snowboard, fazer caminhadas no gelo e esquiar. As estações de esqui do Cerro Castor e do Cerro Martial estarão em pleno funcionamento, assim como o teleférico até o topo do Glaciar Martial. Pode-se fazer o trekking até a Laguna Esmeralda, mas ela estará congelada.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Além do clima e dos passeios, é preciso acrescentar na sua equação que a cidade estará lotada durante o verão e no auge da neve – períodos que coincidem com as férias escolares no Brasil e na Argentina. Se você faz questão do ‘calor’ e não se importa com pontos turísticos cheios, com certeza deve viajar na alta temporada de verão. Mas lembre-se que vai perder o cenário branquinho e os esportes de inverno. Se quer muito frio e cidade cheia, seu mês é julho.

Mas vai perder alguns passeios e os pinguins. Se quer evitar multidões e tem disponibilidade em qualquer data, prefira os meses da baixa temporada: abril e maio no outono; ou setembro, outubro e novembro na primavera. O clima não é tão agradável quanto no verão e possivelmente não haverá atividades de inverno, mas pode-se ver montanhas nevadas e quase todos os passeios estarão disponíveis. Talvez haja neve em maio e setembro. Além disso, venta menos!

FUSO HORÁRIO: Mesmo horário de Brasília. Durante o horário de verão brasileiro, Buenos Aires fica com 1 hora a menos.

QUANTO TEMPO FICAR: Recomendamos que você fique ao menos dois dias. Um para navegar pelo Canal de Beagle e visitar a ‘pinguinera’ da Isla Martillo, outro para conhecer o Parque Nacional Tierra del Fuego. Mas quatro é o ideal. Um para fazer o famoso trekking da Laguna Esmeralda. E o quarto para o trekking do Glaciar Vinciguerra no verão; ou para um dia de esqui, trenó, snowboard ou qualquer outro esporte de neve no inverno, quando a caminhada não ocorre.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

MOEDA: Peso argentino, sendo que US$ 1 = 98,21 ARS e R$ 1 = 18,79 ARS no câmbio oficial (cotações de setembro de 2021). No caso da Argentina, existe o vantajoso câmbio paralelo, que é ilegal, mas amplamente praticado com conhecimento do governo e sem nenhum tipo de restrição. O melhor negócio é levar reais, dólares ou euros em espécie e trocá-los lá.

Em Ushuaia não é comum encontrar cambistas de rua, como na Calle Florida de Buenos Aires, mesmo assim recomendamos não trocar seu dinheiro com eles. Prefira uma casa de câmbio paralela. Peça indicação de uma com boas cotações e que seja de confiança no seu local de hospedagem, agência de turismo ou para outros viajantes que já tenham trocado moeda no país. Assim, você evita receber notas falsas, embora isso seja algo raro de acontecer.

DOCUMENTOS: Brasileiros não precisam de visto para viagens de turismo, por até 90 dias. Ao entrar na Argentina, você deve apresentar um passaporte válido ou RG.

VACINAS: Não é exigida nenhuma vacina para viajar à Argentina. Isso no que se refere a doenças que não a COVID-19! As exigências de cada país em relação ao coronavírus mudam a toda hora e não faria sentido escrevê-las aqui. Para saber as atuais normas, consulte aqui o site da Embaixada da Argentina.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

ONDE SE HOSPEDAR: O melhor lugar para ficar em Ushuaia para quem não está de carro ou moto é o centro da cidade, onde estão o comércio turístico, os restaurantes mais populares, o píer do qual saem os passeios de barco e o ponto de ônibus que leva ao Parque Nacional Tierra del Fuego. É possível encontrar hotéis e pousadas muito bem avaliados no site de reservas Booking e com localização central por entre US$ 60 e US$ 150 a diária para o casal.

Entre elas o MIL810 Ushuaia Hotel, por US$ 74 a diária (reservas aqui); o Los Calafates B&B, por US$ 48 a diária (reservas aqui); e a Posada Del Fin Del Mundo, por US$ 50 a diária (reservas aqui). Se você quer economizar mais e não se importa em ficar longe do centro, recomendamos o Departamentos Temporarios Ushuaia 2. É um minúsculo apartamento para duas pessoas que nos recebeu em nossa viagem e atendeu perfeitamente nossas necessidades.

Mas a distância de 2,5 quilômetros até o centro pode ser um problema para quem quer fazer compras nas lojas turísticas ou comer nos restaurantes mais famosos de Ushuaia. Então, só o recomendamos para quem estiver viajando de carro, moto ou para quem não se importa em comprar comida no mercadinho ou ‘parrillas’ simples nas proximidades. É possível fazer uma bela economia! A diária custou apenas US$ 29 para duas pessoas. Mais informações e reservas aqui.

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

O que fazer em Ushuaia – 6 atrações que você não pode perder:

Vai viajar e não sabe o que fazer no Ushuaia? Listamos 6 atrações do ‘fim do mundo’ que você não pode perder, quanto custam e como visitá-las.

⇒ O QUE FAZER EM USHUAIA: 6 atrações que são imperdíveis ⇐

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Quanto custa viajar para Ushuaia? Saiba como gastar pouco:

Está planejando as férias e quer saber quanto custa viajar para Ushuaia? Confira os nossos números e como gastar só US$ 72 por pessoa ao dia!

⇒ QUANTO CUSTA VIAJAR PARA USHUAIA? Prepare o seu bolso ⇐

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

10 dicas de Ushuaia que você precisa saber antes de viajar:

Não vá viajar sem ler estas 10 dicas de Ushuaia! Saiba como é o clima no fim do mundo, quando viajar, quanto custa, como ver pinguins e mais.

⇒ 10 DICAS DE USHUAIA que você precisa saber antes de viajar ⇐

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Roteiro em Ushuaia para 1, 2, 3 ou 4 dias de viagem [com mapas]:

Vai viajar e não sabe como montar seu roteiro em Ushuaia? Confira nossas sugestões para 1, 2, 3 ou 4 dias, passo a passo, com preços e mapas!

⇒ ROTEIRO EM USHUAIA: O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias ⇐

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Veja 60 fotos do Ushuaia para querer embarcar agora!

Veja 60 fotos de Ushuaia e descubra a charmosa cidade do fim do mundo, onde o frio intenso esculpiu uma natureza exuberante aos pés dos Andes.

⇒ 60 FOTOS DE USHUAIA para querer embarcar agora mesmo! ⇐

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

 

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais