Página inicial Dicas de viagem Saiba quando a bagagem é de graça e quando precisa pagar em voos

Saiba quando a bagagem é de graça e quando precisa pagar em voos

por Escolha Viajar
Como levar bagagem de graça - Novas regras

As regras de bagagens em voos de companhias aéreas brasileiras são uma das grandes polêmicas entre os viajantes. A discussão tomou boa parte de 2019 entre mudanças propostas por deputados federais e vetos presidenciais, deixando os consumidores com dificuldade para encontrar as respostas certas para levar bagagem de graça em voos.

⇒ COMO LEVAR REMÉDIOS EM VIAGEM INTERNACIONAL? Saiba aqui
⇒ VACINA CONTRA FEBRE AMARELA? Veja quais países exigem

Tudo começou quando a Câmara de Deputados aprovou uma medida provisória para acabar com a cobrança de tarifa extra e determinou que as companhias aéreas deveriam incluir uma bagagem despachada de até 23 kg em suas passagens.

Isso aconteceu justamente no momento em que as companhias aéreas, por meio da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), apertavam o cerco aos passageiros. Elas passaram os meses de abril e maio fazendo uma triagem nos aeroportos para explicar aos passageiros que as bagagens que não respeitassem os padrões estabelecidos não poderiam ser levadas na cabine.

Um mês depois de a Câmara aprovar a medida provisória, o presidente Jair Bolsonaro vetou a proposta e manteve a cobrança de tarifa extra para o despacho de bagagens. Em setembro de 2019, finalmente, a Câmara manteve o veto presidencial, assegurando a determinação inicial da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), datada de 2016. Com isso, o passageiro deverá pagar por cada peça de bagagem que quiser despachar.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Diante das regras determinadas e da prometida rigidez das empresas aéreas no controle, o viajante precisa de cuidado na hora de reservar seu assento. Se no momento do embarque, a companhia perceber e comprovar que a bagagem de mão não se enquadra nos requisitos exigidos, o passageiro terá de despachá-la no balcão de check in, pagando o preço devido.

Com isso, o melhor para o passageiro é saber o tamanho e peso de sua bagagem com antecedência para evitar que ela seja barrada na hora do embarque. O preço a ser pago pelo despacho de última hora é mais caro do que o realizado via internet ou na compra do bilhete.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

E para saber como são as regras, confira como cada companhia trata o uso de bagagens de mão e despachada e saiba como será possível levar sua bagagem de graça em um voo:

Em tempo: Quem tem programas de milhagem deve consultar se a empresa aérea ao qual é filiado oferece como levar bagagem de graça. E nunca esqueça de conferir as regras da sua passagem antes de arrumar a mala, pois há países que podem fazer exigências específicas sobre a bagagem de mão ou despachada.

Regras de bagagem da LATAM

Bagagem de mão

É sempre gratuita e não precisa ser despachada na hora do check in, pois vai com você na cabine. Mas ela será pesada para que a companhia se certifique que está dentro do limite adequado. É permitida apenas uma mala que pode ter no máximo 55 centímetros de altura, 35 de largura e 25 de profundidade ou espessura (na foto abaixo). O peso máximo é de 10 quilos para classe Economy em voos nacionais, de 8 quilos para classe Economy em voos internacionais e de 16 quilos para as classes Business e Premium em voos internacionais. Quem extrapolar o limite será obrigado a despachar a bagagem. Confira todas as regras da LATAM aqui.

Lembre-se sempre que há regras específicas para o que pode ou não pode levar na bagagem de mão. Não são permitidos objetos perfuro-cortantes – como lixas de unha de metal ou tesourinhas de unha -, armas, substâncias inflamáveis, explosivas nem nada que possa oferecer risco dentro da cabine. Se o voo for internacional, também é preciso observar as regras específicas para líquidos: eles devem ser colocados em frascos de no máximo 100 ml e acondicionados em uma embalagem plástica transparente vedada de até 20 cm X 20 cm. O mesmo vale para cremes, pastas, sprays e aerosóis – isso inclui desodorantes, batons, base e rímel. O total de produtos não pode exceder 1 litro.

A LATAM também adverte que será cobrado um preço caso a bagagem de mão extrapole as dimensões exigidas. Nesse caso, o valor é de R$ 140. Se a bagagem de mão tiver o tamanho e peso estabelecidos, mas não houver espaço na cabine, a LATAM pode fazer o despacho para o bagageiro, mas sem cobrança de valores.

Como levar bagagem de graça - LATAM

Bagagem despachada

A LATAM tem duas classes de tarifa – ‘Promo’ e ‘Light’ – em que não é permitida NENHUMA bagagem despachada de graça. Essas duas tarifas são vendidas apenas para voos nacionais no Brasil, Chile, Peru, Argentina, Colômbia e Equador. Quem comprar passagens ‘Promo’ ou ‘Light’ e quiser levar sua mala no bagageiro precisa pagar e há um preço diferente para cada quantidade de malas e dependendo da forma como é comprada. Primeiro, note que cada peça por ter até 23 quilos e tamanho máximo de 158 centímetros somando altura, largura e profundidade/espessura.

Nos Brasil, a primeira mala custa R$ 59 se comprada até três horas antes do voo; e R$ 120 se for comprada apenas na chegada ao aeroporto. A segunda mala sai por R$ 99 até três horas antes da viagem; e R$ 140 se for comprada apenas na chegada ao aeroporto. Da terceira bagagem em diante (o número máximo é de 10 por pessoa), os preços ficam em R$ 139 e R$ 220 respectivamente.

Nos voos entre o Brasil e países da América do Sul, países da América Central e o México, é permitida uma mala de até 23 quilos na classe ‘Plus’ e duas malas com até 23 quilos cada na tarifa ‘Top’. Nas categorias ‘Promo’ e ‘Light’, é preciso pagar US$ 30 até seis horas antes do voo para despachar uma bagagem de até 23 kg; ou US$ 60 no balcão do check in para voos que têm América do Sul e Central como destino. Se o voo for para o México, o preço é de US$ 40 até seis horas antes da viagem ou US$ 80 no balcão.

Já voos com origem ou destino nos Estados Unidos incluem na passagem duas malas de até 23 quilos cada em todas as categorias. Os voos com destino na Europa têm uma mala de até 23 quilos na categoria ‘Plus’ e duas na classe ‘Top’. Para as categorias ‘Promo’ e ‘Light’, não existe franquia de bagagem. O preço da primeira bagagem com até 23 quilos é de US$ 55 até seis horas antes da viagem ou US$ 75 no balcão de check in. Nos voos entre América do Sul e Oceania, há duas bagagens de até 23 quilos incluídas no preço da passagem de todas as categorias. A terceira peça tem o custo de US$ 200.

Para quem viaja as rotas intenacionais sobe as tarifas Business e Premium Economy, há três bagagens de até 23 quilos cada incluídas no preço da passagem. Confira todas as regras da LATAM aqui.

Como levar bagagem de graça - LATAM

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Regras de bagagem da GOL

Bagagem de mão

É sempre gratuita e não precisa ser despachada na hora do check in, pois vai com você na cabine. Mas ela será pesada para que a companhia se certifique que está dentro do limite adequado. É permitida uma mala que pode ter no máximo 55 centímetros de altura, 35 de largura e 25 de profundidade ou espessura. O peso máximo é de 10 quilos, e quem extrapolar o limite será obrigado a despachar a bagagem. O passageiro também poderá levar na cabine um item pessoal, como uma bolsa, uma pasta de notebook ou uma sacola com produtos do free shop. Confira todas as regras da Gol aqui.

Lembre-se sempre que há regras específicas para o que pode ou não pode levar na bagagem de mão. Não são permitidos objetos perfuro-cortantes – como lixas de unha de metal ou tesourinhas de unha -, armas, substâncias inflamáveis, explosivas nem nada que possa oferecer risco dentro da cabine. Se o voo for internacional, também é preciso observar as regras específicas para líquidos: eles devem ser colocados em frascos de no máximo 100 ml e acondicionados em uma embalagem plástica transparente vedada de até 20 cm X 20 cm. O mesmo vale para cremes, pastas, sprays e aerosóis – isso inclui desodorantes, batons, base e rímel. O total de produtos não pode exceder 1 litro.

Bagagem despachada

A Gol tem duas classes de tarifa – ‘Promo’ e ‘Light’ – em que não é permitida NENHUMA bagagem despachada de graça. Quem quiser levar sua mala no bagageiro em voos nacionais precisa pagar R$ 60 por cada primeira peça de até 23 quilos na compra online (no balcão do check in o preço é R$ 120); a segunda sai por R$ 100 online (R$ 140 no balcão) e da terceira em diante, R$ 130 online (R$ 220 no balcão). Já nos voos internacionais, a primeira mala sai por R$ 60 online (R$ 120 no balcão), a segunda por R$ 115 (R$ 230 no balcão) e, da terceira em diante, o custo sobe para R$ 300 cada uma online (R$ 600 no balcão).

Nas demais tarifas da Gol, quem comprar tickets da tarifa ‘Plus’ pode despachar uma mala de até 23 quilos sem pagar nada. Quem voar pela Max (voos nacionais) ou pela Premium Economy (internacionais) pode despachar duas malas de até 23 quilos cada sem custos adicionais. Confira todas as regras da Gol aqui.


Regras de bagagem da AZUL

Bagagem de mão

É sempre gratuita e não precisa ser despachada na hora do check in, pois vai com você na cabine. Mas ela será pesada para que a companhia se certifique que está dentro do limite adequado. É permitida apenas uma mala que pode ter no máximo 55 centímetros de altura, 35 de largura e 25 de profundidade ou espessura. O peso máximo é de 10 quilos, e quem extrapolar o limite será obrigado a despachar a bagagem. Também é permitido ao passageiro levar um item pessoal (pasta de notebook ou bolsa feminina, por exemplo). Porém, ele deverá ser colocado sob o banco do passageiro que estiver à frente. Além disso, as dimensões não podem ultrapassar os limites de 45 centímetros de altura, 35 de comprimento e 20 de largura. Confira todas as regras da Azul aqui.

Lembre-se sempre que há regras específicas para o que pode ou não pode levar na bagagem de mão. Não são permitidos objetos perfuro-cortantes – como lixas de unha de metal ou tesourinhas de unha -, armas, substâncias inflamáveis, explosivas nem nada que possa oferecer risco dentro da cabine. Se o voo for internacional, também é preciso observar as regras específicas para líquidos: eles devem ser colocados em frascos de no máximo 100 ml e acondicionados em uma embalagem plástica transparente vedada de até 20 cm X 20 cm. O mesmo vale para cremes, pastas, sprays e aerosóis – isso inclui desodorantes, batons, base e rímel. O total de produtos não pode exceder 1 litro.

Bagagem despachada

Desde 1º de junho de 2017, a Azul criou uma nova classe de tarifa – que se chama ‘Azul’ – em que não é permitida NENHUMA bagagem despachada de graça. Em voos nacionais, quem quiser levar sua mala no bagageiro precisa pagar R$ 60 por cada peça de até 23 quilos até duas horas antes da decolagem do avião. Se a compra for feita no aeroporto, no momento do check-in, o preço sobe para R$ 120. Já o passageiro que comprar a passagem sob a tarifa ‘Mais Azul’ tem a garantia de uma bagagem de até 23 kg despachada gratuitamente. A segunda peça custa R$ 100 até duas horas antes do voo ou R$ 140 no aeroporto

Em voos para outros países da América do Sul, a tarifa ‘Azul’ não dá direito a bagagem despachada. Se precisar mandar uma peça para o bagageiro, o passageiro precisará pagar US$ 20 (na cotação do dia do embarque) até duas horas antes do voo. Se tiver de fazer a compra no aeroporto, o valor sobe para US$ 30. A tarifa ‘Mais Azul’ dá direito a uma bagagem despachada de até 23 kg. A segunda peça custa US$ 40 com antecedência e US$ 60 no aeroporto.

Nos voos para Estados Unidos e Europa, é permitido despachar duas malas de 23 quilos cada na classe Economy e três malas com até 23 quilos cada na classe Business. Confira todas as regras da Azul aqui.

Como levar bagagem de graça


Regras de bagagem da AVIANCA BRASIL

Bagagem de mão

É sempre gratuita e não precisa ser despachada na hora do check in, pois vai com você na cabine. Mas ela será pesada para que a companhia se certifique que está dentro do limite adequado. É permitida apenas uma mala que pode ter no máximo 55 centímetros de altura, 35 de largura e 25 de profundidade ou espessura. O peso máximo é de 10 quilos, e quem extrapolar o limite será obrigado a despachar a bagagem. Também é permitido levar na cabine um item pessoal (bolsa ou pasta de notebook, por exemplo). Ele tem de ser abrigado sob o banco do passageiro à frente e não pode ultrapassar os seguintes limites de tamanho: 45 centímetros de largura, 35 de altura e 20 de profundidade. Confira todas as regras da Avianca Brasil aqui

Lembre-se sempre que há regras específicas para o que pode ou não pode levar na bagagem de mão. Não são permitidos objetos perfuro-cortantes – como lixas de unha de metal ou tesourinhas de unha -, armas, substâncias inflamáveis, explosivas nem nada que possa oferecer risco dentro da cabine. Se o voo for internacional, também é preciso observar as regras específicas para líquidos: eles devem ser colocados em frascos de no máximo 100 ml e acondicionados em uma embalagem plástica transparente vedada de até 20 cm X 20 cm. O mesmo vale para cremes, pastas, sprays e aerosóis – isso inclui desodorantes, batons, base e rímel. O total de produtos não pode exceder 1 litro.

Bagagem despachada

Desde 24 de setembro de 2017, a Avianca Brasil criou uma nova classe de tarifa para voos dentro do Brasil – que se chama “Promo” – em que não é permitida NENHUMA bagagem despachada de graça. Quem quiser levar sua mala no bagageiro precisa pagar R$ 60 por cada peça de até 23 quilos até seis horas antes da decolagem. Depois desse período, o preço sobe para R$ 120. A segunda peça tem o custo de R$ 100 até seis horas antes da decolagem e R$ 120 após este limite.

As outras duas categorias de passagens da Avianca Brasil (Economy e Flex) dão direito a uma bagagem despachada de 23 kg. A mesma lógica serve para as bagagens de bebês com menos de dois anos de idade. Os que estiverem dentro da passagem Promo não têm direito a bagagem despachada. Os da categoria Economy e Flex contam com uma franquia de bagagem despachada de até 10 kg.

Já nos voos internacionais de todos os tipos de tarifas, os passageiros podem despachar bagagem gratuitamente. Na ‘Promo’, ‘Economy’ e ‘Flex’ é permitida uma mala de até 23 quilos para viagens dentro da América Latina. Nas classes ‘Business Promo’ e ‘Business’, são liberadas duas malas de até 23 quilos para voos na América Latina. A bagagem deve ter tamanho máximo de 158 centímetros somados (altura + largura + profundidade/espessura). Confira todas as regras aqui.

Como levar bagagem de graça

 COMECE A SUA VIAGEM AGORA!
⇒ VIAJE GASTANDO POUCO! 12 destinos entre R$ 2.600 e R$ 5.000
⇒ CARTEIRA DE MOTORISTA INTERNACIONAL passo a passo
⇒ FOTOS DE VIAGEM boas com qualquer câmera? 10 dicas essenciais
⇒ QUANTO CUSTA CERVEJA PELO MUNDO? Veja preços em 38 países
⇒ VEJA 100 PRAIAS PELO MUNDO que você deveria conhecer

Posts relacionados

Deixe um comentário