Página inicial AméricaCuba O que fazer em Cuba: 10 atrações que você não pode perder

O que fazer em Cuba: 10 atrações que você não pode perder

por Escolha Viajar
O que fazer em Cuba - Havana Vieja

A procura por informações sobre como viajar para a eterna ilha de Fidel Castro e sobre o que fazer em Cuba não para crescer desde a morte do líder revolucionário. As coisas já vinham mudando muito por lá nos últimos anos com a política de abertura promovida pelo ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, mas a expectativa dos turistas agora é que as facilidades do mundo capitalista desembarquem ainda mais em breve nas areias brancas da ilha. Impensáveis até pouco tempo atrás, promoções de passagem para Cuba se multiplicam na internet, assim como o número de turistas americanos e dos populares cruzeiros caribenhos. E esta é a maior ilha do Caribe, então tem muita gente embarcando com uma só ideia na cabeça: PRAIA!

⇒ QUANTO CUSTA VIAJAR PARA CUBA? Prepare seu bolso
⇒ GUIA DE VIAGEM CUBA: Tudo que você precisa saber!

Há quem voe diretamente para os refúgios ‘capitalistas’ da ilha, como Varadero e Cayo Guillermo, sendo que neste último sequer é permitida a entrada de cidadãos cubanos – assim como nas outras ilhotas de Cuba. Nem param em Havana e sequer pensam em percorrer o interior pobre da ilha. Mas, se você quer conhecer a fundo o país, e não apenas a parte construída ainda no comunismo só para turista ver, é bom incluir na sua lista de viagem algumas atrações históricas, cidade minúsculas e praias desertas.

Mesmo que você tenha ojeriza aos princípios socialistas, a visita a este país tão singular será muito mais proveitosa se ela ajudar a compreender um pouco o que levou a ilha de Fidel à revolução, ao isolamento e como vivem os cubanos fora das vitrines dos resorts. Com certeza, uma viagem assim vai acabar com muitos mitos e preconceitos que a gente cria na mente quando se fala de um lugar para onde, há até pouco tempo, viajar não era turismo, mas uma grande aventura. Mas é claro que ninguém é de ferro. Então, além de história, também tem muita praia, rum e música entre as coisas imperdíveis o que fazer em Cuba, hehe:

O que fazer em Cuba 1 – Havana Vieja

O famoso e agitado centro histórico da capital, chamado de Havana Vieja, pode não ser o melhor lugar da cidade para se hospedar, mas com certeza é o mais cheio de atrações para visitar. Comece dando uma passada pelo Capitólio (na foto abaixo) e, depois, siga para o Museu de la Revolución, que conta a história da tomada do poder pelos revolucionários liderados por Fidel Castro. Apesar de ser uma exposição velha e empoeirada de objetos e fotos em vitrines antiquadas, esta é uma das coisas imperdíveis o que fazer em Cuba para entender um pouco mais da sua história e ver como o regime de Fidel se fez retratar ao longo dos mais de cinco décadas de governo.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Além disso, o prédio de 1917 é muito bonito e ainda apresenta nas paredes as marcas de tiros de um dos ataques sofridos durante a revolução. O museu abre das 9h às 16h todos os dias, menos segundas-feiras. A entrada custa 8 CUCs, ou quase US$ 9. Logo ao lado do museu fica o Memorial Granma, onde está o iate usado pelo grupo rebelde para chegar à ilha, além de outros artefatos de guerra. Alguns foram capturados depois da derrota dos americanos que tentaram invadir a ilha um anos depois de Fidel Castro tomar o poder.  A entrada é livre.

O que fazer em Cuba - Havana Vieja

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Depois de quase derreter dentro do museu – cujo único sistema de ventilação é abrir as janelas -, siga pela Calle Obispo, a rua de pedestres que reúne restaurantes, bares e lojinhas. Ao fim dela, você alcançará a Plaza de Armas, antigo marco central da cidade. Admire a beleza dos prédios históricos e o Castillo de la Real Fuerza, logo ao lado da praça. Aproveite a feira de antiguidades para comprar souvenires. Apenas duas quadras adiante fica a Catedral de Havana. Dê ainda uma passada por outra praça simpática do centro, a Plaza Vieja (na foto abaixo). Ironicamente, ela é um dos únicos lugares restaurados que se pode ver em Havana Vieja.

O lugar é cercado de restaurantes e uma ótima pedida para o almoço. A uma curta caminhada da Plaza Vieja fica a bela fachada do Convento de San Francisco de Asís. Por fim, visite o Museo del Ron Havana Club, também localizado nas proximidades e onde você poderá degustar e apender um pouco sobre a bebida mais famosa de Cuba, além de comprar algumas garrafas para levar para casa. Sobre os famosos bares El Floridita e La Bodeguita del Medio, que também ficam no centro histórico, vamos falar mais adiante…

O que fazer em Cuba - Havana Vieja

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 2 – Cayo Las Brujas

Quer viajar para Cuba e ter uma praia todinha para você e de graça? Então Cayo las Brujas tem que estar no seu roteiro de viagem. O lugar antes era de acesso restrito aos hóspedes do único hotel da ilhota, mas hoje pode ser visitado por quem fica em Remedios, uma cidade minúscula localizada a 55 quilômetros de distância. A viagem de uma hora de táxi custa 40 CUCs ida e volta, o que equivalente a 40 euros (preço de novembro de 2015). Combine o transporte com o dono da casa em que você estiver hospedado, pois ele pode falar com vizinhos para ver se encontra outros turistas com que você consiga dividir o carro (cabem até seis pessoas).

A entrada no cayo é gratuita, mas você precisa apresentar passaporte para provar que não é cubano. Os táxis deixam os turistas no trecho da praia mais distante do hotel, assim evitam problemas de você entrar em alguma área restrita aos hóspedes. E você terá a areia branca e o mar muito verde quase só para si, dividindo-a apenas com os poucos viajantes independentes que costumam fugir dos preços dos resorts. Mas leve tudo com você para passar o dia na praia, pois não há nada no Cayo las Brujas além de sol, mar, beleza e tranquilidade.

O que fazer em Cuba - Cayo Las Brujas

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 3 – Museu e Memorial de Che

O Mausoléu, Museu e Memorial de Che é a grande atração da pequena cidade de Santa Clara, localizada literalmente no coração de Cuba e a 180 quilômetros de Havana. O conjunto fica na saída da cidade e ao lado da estação rodoviária, o que é muito conveniente para quem quer fazer apenas um passeio de bate-volta desde a capital ou seguir caminho no mesmo dia até o popular Cayo Santa María. Para quem está hospedado no centro de Santa Clara o acesso também é fácil em uma caminhada de 20 a 25 minutos, ou pegando uma das charretes que ficam esperando passageiros na praça.

Do lado de fora do mausoléu fica o famoso monumento com a estátua de Che Guevara e a réplica da carta do herói da revolução cubana. No de dentro, onde não é permitido tirar fotos, existe um bom museu – com ar condicionado – sobre a história de Che. Este com certeza é um dos locais históricos mais importantes para se visitar em Cuba, pois nos mostra como aquele estudante de medicina da classe média argentina saiu de casa para percorrer a América Latina e se emocionou tanto com a miséria do seu continente que decidiu pegar em armas para tentar ajudá-lo.

O acervo tem muitas fotos, textos e objetos históricos que pertenceram a Che e a seus companheiros mais próximos. Este é também o local onde seus restos mortais, assim como de vários outros guerrilheiros, foram enterrados. Por isso, tenha uma postura respeitosa ao visitar o local, pois ele é importante para os cubanos. O ingresso no mausoléu é gratuita, mas é preciso deixar bolsas, mochilas e câmeras no locker da recepção para entrar (100% seguro, não é preciso se procupar). O monumento abre diariamente das 9h30 às 16h, menos nas segundas-feiras.

O que fazer em Cuba - Museu e Memorial de Che

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 4 – Cayo Santa María

Outro cayo que fica próximo da cidade de Remedios é o Santa María (70 quilômetros). Bem mais famoso e procurado por turistas que o Las Brujas, ele abriga vários resorts. Mas não precisa desanimar. Existe uma praia onde os turistas que não estão hospedados na ilhota podem entrar: a Playa de las Gaviotas, que fica em uma reserva natural do governo. O táxi deixa você no portão do parque, onde se paga uma pequena taxa de entrada de 2 CUCs (menos de US$ 3) e começa a trilha até a areia. Passe muito repelente, pois a caminhada de 20 minutos no meio da mata tropical vai transformar você em presa fácil para os mosquitos.

Além do repelente, leve tudo o mais que precisar para passar o dia com você, pois não há nada na reserva além de areia e mar. A exceção são algumas cabaninhas de madeira construídas para que os turistas possam se abrigar do sol forte, já que não há árvores na Playa de las Gaviotas. Não se espante se passar algum turista pelado a caminho dos resorts próximos, pois Cuba é um destino de nudistas por excelência! Combine o retorno com o motorista para em torno das 16h, pois depois disso será praticamente impossível sobreviver aos ataques de mosquito ao passar pela trilha.

O que fazer em Cuba - Cayo Santa María

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 5 – Plaza de la Revolución

A Plaza de La Revolución, em Havana, é uma das maiores praças do mundo com 72.000 m². É lá que ocorriam os famosos discursos de Fidel Castro e onde os papas realizam missas campais quando visitam Cuba. E o tamanho das coisas é a grande atração por aqui. A praça abriga o gigantesco Memorial do escritor e filósofo José Martí, herói nacional cubano de tempos anteriores à revolução, cuja estátua do lado de fora tem 8 metros de altura. A torre do memorial mede 109 metros e é um dos pontos mais altos de Havana. É possível entrar para conhecer o memorial e subir até o mirante do alto da torre, mas é preciso pagar um ingresso de 3 CUCs (quase US$ 4).

O monumento abre de segunda a sábado, das 9h30 às 16h. Do terraço do memorial também e possível ter uma bela vista – e boas fotos – dos prédios dos ministérios do Interior e das Comunicações cubanos. É nas suas fachadas que ficam as famosas esculturas de aço gigantescas dos rostos de dois heróis da revolução cubana. Uma delas é de Che Guevara, acompanhada de sua frase mais emblemática: ‘Hasta la victoria siempre’. A outra é personagem menos famoso fora de Cuba, mas quase tão adorado na ilha quanto Che: Camilo Cienfuegos, com a frase ‘Vas bien, Fidel’. Por causa desses dizeres, muita gente acredita que o rosto na praça seja de Fidel, e não de Camilo.

O que fazer em Cuba - Plaza de la Revolución

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 6 – Cidade colonial de Trinidad

Trinidad é a cidade mais turística de Cuba e está localizada bem no meio da ilha, a 360 quilômetros de Havana, e voltada para o tão procurado Mar do Caribe (calma, falaremos de praia mais adiante). Fundada em 1514, quando o Brasil ainda nem tinha saído das fraldas, foi um importante centro de produção de açúcar dos tempos de domínio espanhol. Da riqueza que circulava por lá nasceu uma bela cidade de ladeiras de pedra, casinhas baixas coloridas, praças convidativas e as sempre presentes igrejas. Patrimônio da Unesco, é considerada uma das localidades coloniais mais bem preservadas do Caribe.

Reserve pelo menos um dia de viagem para curtir os recantos coloniais de Trinidad sem pressa e sem compromisso. Caminhe devagar pelas ruas de pedras irregulares, tire muitas fotos das fachadas coloridas, desfrute dos bancos da praça, faça uma pequena visita à igreja e visite as muitas lojinhas de souvenires, artesanato e obras de arte. Aproveite para almoçar ou jantar em um dos vários restaurantes deliciosos e quase capitalistas (só falta aceitar cartão de crédito).  À noite, todos se encontram na escadaria da Casa de la Musica, o bar mais popular de Trinidad e onde ocorrem shows de salsa até altas horas todos os dias.

O que fazer em Cuba - Cidade colonial de Trinidad

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 7 – El Malecón

Reserve uma tarde em Havana para percorrer o Malecón, o calçadão à beira-mar que começa no bairro residencial de El Vedado e termina só em Havana Vieja. Esse é o programa de nove entre 10 habitantes da cidade todos os dias, no fim da tarde, quando sentam na mureta para conversar, namorar, beber cerveja e até pescar. Ao longo do caminho, você passará por alguns pontos turísticos da cidade: o Hotel Nacional, a Embaixada dos Estados Unidos (reaberta em 2015), além de praças e monumentos. É possível admirar também o Castillo De Los Tres Reyes Del Morro, do outro lado do canal. Ao entardecer, faça como os cubanos: compre uma cerveja e sente na mureta para ver a vida passar.

Só tome cuidado com duas coisas: um, com as ondas fortes que podem atingir alguns trechos do Malecón, passando por cima da mureta. Dois, com os ‘jineteros’, pequenos golpistas que tentam enganar estrangeiros. Em Havana, o ponto favorito deles é exatamente o calçadão. Tudo começa com uma conversa mansa e aparentemente desinteressada, mas não caia nessa. Os papos mais comuns são convidar você a ver um membro do Buena Vista Social Club tocar em um restaurante próximo, a conhecer uma cooperativa de charutos onde lhe darão desconto, a ir a um festival de salsa etc. Eles ganham comissões por isso ou tentam vender produtos falsos.

O que fazer em Cuba - El Malecón

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 8 – Memorial do Trem Blindado

Não é à toa que Santa Clara, a  180 quilômetros de Havana, é chamada de a cidade de Che. Além de abrigar seu museu e mausoléu – como já vimos acima -, há por lá também um pequeno memorial ao feito do guerrilheiro que é considerado o ponto de virada na luta contra a ditadura de Fulgencio Batista. Foi no exato local onde hoje está o memorial que, em 1958, Che e seus homens comandaram um ataque vitorioso contra um trem blindando do governo. Usando uma retroescavadeira, eles interromperam a linha e tomaram o comboio e todo o armamento que estava a bordo.

O episódio, que mais parece cena de cinema, é lembrado no memorial, onde estão alguns dos vagões do trem e até mesmo a retroescavadeira usada no ataque. Dentro dos vagões há uma pequena exposição, mas que conta muito pouco de uma história tão surreal – é melhor se informar antes ou fazer um tour com guia. De qualquer forma, é um lugar que não vai tomar quase nada do seu tempo – menos de uma hora – e que fica a 10 minutos do centro de Santa Clara. O memorial funciona todos os dias, menos domingos, das 8h30 às 17h. A entrada custa o valor simbólico de 1 CUC.

O que fazer em Cuba - Memorial do Trem Blindado

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 9 – Praia Maria Aguilar

Após se deliciar com as belezas coloniais de Trinidad, como já vimos mais acima, recomendamos que você passe um dia estirado em uma das praias da região. A grande maioria dos turistas vai para a famosa Ancón, onde há inclusive resorts para se hospedar, mas o Escolha Viajar recomenda uma opção bem menos muvucada e turística: a Playa Maria Aguilar, uma das mais lindas e agradáveis que já tivemos a oportunidade de visitar pelo mundo!  A pequena faixa de areia calcária branca é pontilhada por árvores frondosas e palapas, que você pode alugar para passar o dia.

Há duas barraquinhas na praia que vendem bebida gelada e trazem lanches de um restaurante próximo. E o mar é aquela maravilha caribenha de águas azuis, translúcidas e quentinhas. Se você vai a Cuba esperando praia, Maria Aguilar não vai te decepcionar! Ela está localizado a apenas 20 minutos de carro do dentro histórico de Trinidad, de onde você pode pegar um táxi coletivo por 2 CUCs ou um carro privado. Outra alternativa é alugar uma bicicleta, coisa que a maioria dos europeus faz, mas não parece muito agradável cobrir toda essa distância debaixo do sol do Caribe…

O que fazer em Cuba - Praia Maria Aguilar

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Cuba 10 – La Bodeguita e El Floridita

Embora estejam localizados em Havana Viena, o centro histórico da capital, os bares La Bodeguita del Medio e El Floridita merecem um tópico próprio entre coisas imperdíveis o que fazer em Cuba. Ambos eram frequentados pelo boêmio escritor Ernest Hemingway, que viveu em Havana e era bem chegado em uma birita. Quando queria beber o melhor mojito da cidade, ia à Bodeguita. Quando queria o melhor daiquiri de Havana, ia ao Floridita. Nenhuma dos dois locais é reduto de intelectuais hoje, sendo dois disputados pontos turísticos da cidade.

Principalmente a Bodeguita, cujo bar é minúsculo e ainda comporta músicos em certos horários. Muita gente acaba bebendo e ouvindo música sentado do lado de fora, na calçada mesmo. Construído em 1942, o estabelecimento, que é também restaurante típico, mantém o estilo antigo, todo em madeira. Ele fica na rua Empedrado, a poucos passos da Catedral de Havana, e funciona das 11h à 0h. Mas prepare o bolso porque, enquanto em qualquer outro lugar de Cuba um mojito sai por 2 CUCs, o da Bodeguita custa 5 CUCs (quase US$ 6).

O Floridita é ainda mais inflacionado, cobrando 7 CUCs (quase US$ 8) pelo seu famoso daiquiri. Construído em 1817, ele mantém seu grande salão, onde funcionam bar e restaurante, no estilo original, com muita madeira escura e decoração em vermelho. No canto esquerdo do bar, fica ‘sentada’ uma estátua de bronze em tamanho real de Hemingway. A visita é super divertida – sempre há músicos tocando lá dentro – e o daiquiri, realmente delicioso, mas não espere nada de cubano ali. O bar é tão ‘capitalista’ que tem até WiFi e aceita cartão de crédito, hehe. O Floridita fica na Calle Obispo esquina com a Monserrate e abre das 11h à 0h.

O que fazer em Cuba - La Bodeguita e El Floridita

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Cuba em novembro de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais