Página inicial EuropaIrlanda Confira 10 dicas da Irlanda que você precisa saber antes de viajar

Confira 10 dicas da Irlanda que você precisa saber antes de viajar

por Escolha Viajar
Dicas da Irlanda que você precisa saber

Encontrar um brasileiro que esteja com as malas prontas para ir para a Irlanda não é difícil. Seja para fazer turismo, seja para estudar e trabalhar neste que é um dos dois únicos países do mundo que permite combinar aulas com ganhar algum dinheiro. Por isso, sempre é útil reunir algumas dicas da Irlanda para ajudar quem está embarcando para uma viagem de alguns dias ou de alguns anos. A boa notícia é que não há nada o que temer na Irlanda, a não ser o céu carrancudo dos dias de frio e a neve, essa ilustre desconhecida da nossa vida brazuca. Nada que um bom casaco não resolva, não é mesmo?

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA IRLANDA e gastar pouco
⇒ GUIA DE VIAGEM IRLANDA: Tudo que você precisa saber!

De resto, a Irlanda é um país pequeno, amigável, dotado de belas paisagens semi-selvagens, com inglês de sotaque difícil e onde se bebe muita cerveja. Nem é preciso dizer que a preferência nacional é a Guinness, a cerveja escura mais famosa do mundo. Mas visitar sua fábrica em Dublin pode decepcionar os turistas cervejeiros. E apreciá-la em excesso pode causar alguns probleminhas estomacais e de embriaguez, hehe. ‘Problemas’ que você vai tirar de letra com algumas dicas da Irlanda e a bênção das ‘fairy trees’, as árvores sagradas dos antigos celtas.

Ficou curioso? Confira estas e outras dicas da Irlanda que você precisa saber antes de viajar:

Dicas da Irlanda – Muito mais do que Dublin

A maioria dos turistas que vai à Irlanda se limita a incluir a capital, Dublin, dentro de algum roteiro de viagem pelo Reino Unido. Dois dias, uma visita à fábrica da Guinness, uma voltinha pelo centro histórico, uma noitada em um pub e adeus! Mas a Irlanda é muito mais do que Dublin. Aliás, a principal cidade do país tem até bem pouco para oferecer aos viajantes em termos de atrações turísticas. As maiores belezas da Irlanda são suas paisagens naturais semi-selvagens, seus pequenos vilarejos de cinema, seus castelos – restaurados ou em ruínas -, suas ‘fairy trees’ etc.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

⇒ Vai para Galway? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Se quiser ver tudo isso – ou pelo menos ter uma boa amostra – reserve ao menos seis dias para visitar o país, incluindo no roteiro, além de Dublin, a cidade de Galway. Ela serve de base para vários destes passeios, entre eles até os Cliffs of Moher, uma sensacional sequência de penhascos junto ao Oceano Atlântico, na costa oeste (confira aqui esta e outras coisas imperdíveis na Irlanda). Se puder, dê ainda uma esticada até Cork, no sul, ou mesmo até Belfast, capital da Irlanda do Norte e outra fonte de paisagens cinematográficas a apenas uma hora e meia de ônibus de distância.

Dicas da Irlanda - Atrações

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – A ‘fábrica’ da Guinness

Considerada a atração turística mais popular da Irlanda, a Guinness Storehouse, em Dublin, pode decepcionar quem espera fazer uma visita ao local onde é fabricada a cerveja escura mais famosa do mundo. Embora esteja localizada na fábrica St. James’s Gate Brewery, a Guinness Storehouse NÃO é um passeio pelo seu interior. É sim, uma espécie de museu interativo moderno e gigantesco sobre a chamada ‘Black Stuff’, ou ‘coisa preta’ em tradução livre. A estrutura que abriga seus sete andares de restaurantes, exposições e atividades é, na verdade, o maior pint de cerveja do mundo.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Ao longo deles, você visitará lojas de souvenires, mostras sobre como era e é feito o processo de fabricação da cerveja, sobre a publicidade da marca desde seu remoto início em 1778, salas para minicurso de degustação, aulas rápidas de como tirar a Guinness da torneira de forma correta, restaurantes com preços salgados e, no topo de tudo, um bar com vista em 360 graus da cidade. O lugar tem sua validade como atração turística, principalmente para quem não é lá muito fã dos meandros cervejeiros. Mas nada de fábrica de verdade, nem de ver a cerveja sendo feita de verdade, snif.

Dicas da Irlanda - Guinness Storehouse

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Uma viagem econômica

Assim como a Grécia, a Irlanda é um dos países da zona do euro que passou por turbulências econômicas nos últimos anos. Por isso, é mais barato fazer turismo por lá do que em outros lugares do Velho Continente. Nada que se compare ao custo de vida do leste europeu, é claro, mas também longe dos inflacionados vizinhos britânicos. A grande vantagem da Irlanda é que não há uma ou outra coisa mais barata: é possível encontrar todo o conjunto de necessidades de um viajante (hospedagem, transporte, alimentação, diversão e passeios) por preços muito razoáveis.

⇒ Vai para Dublin? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Você consegue fazer uma viagem pela terra de Saint Patrick e da ‘Santa Guinness’ por cerca de US$ 50 ao dia, desde que esteja disposto a abrir mão de alguns confortos. Ser um país de estudantes é um dos fatores que ajuda no custo: onde há muitos alunos também costuma haver muita comida, bares e hospedagem a preços baixos. Em Dublin, por exemplo, uma cama em dormitório compartilhado pode sair por US$ 15 a noite, valor comparável ao de albergues da América Latina. Confira aqui o relato completo de quanto custa viajar para Irlanda.

Dicas da Irlanda - Custos

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Cuidado com a cerveja

Os pubs são uma instituição cultural na Irlanda, lar de praticamente toda e qualquer atividade social dos irlandeses. Eles vão aos pubs para comer, beber, conversar, ouvir música, dançar, ver partidas esportivas, comemorar aniversários ou outras datas etc. O frio contribui muito para que eles estejam sempre correndo para os pubs, antes, durante ou depois do trabalho. Tanto tempo dentro de bares desenvolveu também no sangue irlandês uma boa tolerância etílica, principalmente se considerarmos que as cervejas escuras – as preferidas das ilhas britânicas – tem um teor alcoólico mais elevado.

Por isso, se você é um brasileiro acostumado com cerveja clara e que só costuma beber nos finais de semana, recomendamos cuidado ao encarar o ritmo de bar irlandês. Para começar, a cerveja é servida em pints (470 ml), e não no copo de 300 ml que estamos acostumados por aqui. Segundo, há uma infinidade de tipos e marcas diferentes da bebida, e a tentação de sair provando tudo pode ser grande. Terceiro, como dissemos, as cervejas escuras podem ser um soco no seu estômago, não só pelo teor de álcool mas também pela densidade e ingredientes diferenciados das cervejas loiras. E, se exagerar, não precisa ficar envergonhado: a ressaca é outra instituição cultural irlandesa, hehe.

Dicas da Irlanda - Cerveja

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – As ‘Fairy Trees’

Pelo interior da Irlanda ainda é possível ver as ‘Fairy Trees’, ou árvores de fadas, uma tradição local que sobreviveu desde os tempos da religião pagã celta e não desapareceu nem mesmo depois que ilha se tornou fervorosamente devota do cristianismo. Embora hoje elas sejam mais simbólicas e turísticas do que verdadeiramente adoradas, até os anos 1960 a construção de estradas era desviada quando se encontrava uma árvore dessas, e mortes em série em uma família eram atribuídas ao fato de uma ‘fairy tree’ ter sido cortada na propriedade. Muitos tours pelo interior da ilha param em ‘fairy trees’ para que os turistas possam fotografá-las cobertas de mensagens e presentes para o espírito que as habitam.

Dicas da Irlanda - 'Fairy trees'

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Fuja dos pubs turísticos

Você já entendeu que vai passar muito tempo em pubs quando for à Irlanda, certo? A melhor maneira de curtir esses bares como os locais fazem é fugir dos estabelecimentos muito turísticos. O melhor exemplo disso é o Temple Bar, o pub mais famoso de Dublin e da Irlanda. Embora tenha seu valor fazer uma visita rápida ao Temple e rir da turistada se acabando de beber Guinness e dançando música irlandesa, este é um pub com preços bem acima da média e que está sempre superlotado. E só de estrangeiros. Você dificilmente verá um grupo de amigos irlandeses por lá.

Para quem prefere algo um pouco mais ‘roots’, embora não desprovido de turistas na totalidade, o Escolha Viajar recomenda outros dois pubs de Dublin. O primeiro é o Porterhouse (Parliament Street, 16-18), que oferece uma carta sensacional de cervejas artesanais na torneira, tanto de fabricação da casa como convidadas. Esse é um bar um pouco mais intimista, voltado para quem quer ver esportes na TV ou bater um papo gostoso.

A música ao vivo começa mais tarde, por volta das 22h, a não ser nos finais de semana, quando inicia entre 19h e 20h (você pode conferir a programação completa no site do bar, aqui). O segundo é o O’Neill’s (Suffolk Street, 2), que, além de muita comida e uma infinidade de torneiras de cerveja, ainda recebe os visitantes todas as noites com shows de música e dança irlandesa.

Dicas da Irlanda - Pubs

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Quando viajar (clima)

Quem já ouviu falar do clima nas ilhas britânicas deve estar ciente de que dias ensolarados como esse da foto são raros. É muito mais provável dar de cara com neve, chuva e nevoeiro, sem falar no frio. A Irlanda contabiliza mais de 200 dias de chuva por ano! Para tentar evitar o aguaceiros anote que os meses mais secos são de abril a junho, e os mais úmidos, de novembro a janeiro. Se o seu objetivo é encarar os termômetros próximos de zero e ver neve, os meses com maior concentração de dias de flocos brancos são janeiro e fevereiro. No inverno – dezembro a março-, as temperaturas médias em Dublin ficam entre 2ºC e 10ºC. Já o verão – junho a setembro – registra oscilações mais amenas, de 9ºC a 20ºC.

Dicas da Irlanda - Clima

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – O temido sotaque irlandês

Para brasileiros – que em sua grande maioria aprendem inglês com norte-americanos ou, no máximo, canadenses -, o sotaque irlandês pode ser muito, mas muito difícil de entender. Às vezes, até parece que eles estão falando gaélico, a antiga língua dos celtas, e não inglês! Se fôssemos fazer uma escala de sotaques, o britânico seria ruim de compreender, o australiano e o escocês seriam bastante ruins; o irlandês e o neozelandês seriam super ruins; e o norte-irlandês seria praticamente indecifrável, hehe. Mas bastam alguns dias na terra de Saint Patrick e algum papo com locais para que você acostume seus ouvidos e comece a entender mais e mais palavras. Na dúvida, a velha e boa mímica sempre ajuda 😉

Dicas da Irlanda - Sotaque

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Um país de brasileiros

Não é só o inglês carregado de sotaque que você vai ouvir nas ruas da Irlanda, mas também o tão familiar português. A Irlanda é um país onde estuda e mora uma grande quantidade de conterrâneos. Eles se concentram na capital, Dublin, onde você vai identificá-los em cada esquina, mas também em outras cidades grandes, como Cork e Galway. Isso porque a Irlanda é um dos dois únicos países do mundo que aceitam que pessoas com visto de estudante também possam trabalhar um determinado número de horas por semana. O outro é a Austrália. Isso leva brasileiros a se matricularem em cursos de inglês para poderem trabalhar na Irlanda e fazer uma poupança em euros. Muitos acabam nem voltando.

Dicas da Irlanda - Brasileiros

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Irlanda – Brasileiros não precisam de visto

Brasileiros não precisam de visto para viagens a turismo, por até 90 dias. Mas é necessário ter em mãos uma série de documentos para comprovar que você não está imigrando ou planejando passar mais tempo que os 90 dias permitidos. Leve com você um passaporte válido, a passagem de saída da Irlanda, comprovantes de hospedagem e de que possui renda para pagar a viagem (dinheiro, extrato dos cartões de débito ou carta do banco especificando o limite do cartão de crédito). Além disso, é obrigatório contratar um seguro de saúde internacional com cobertura no valor de 30 mil euros.

Dicas da Irlanda - Brasileiros não precisam de visto

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve na Irlanda em setembro de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

4 comentários

Johnnie Lustoza 19 de agosto de 2019 - 10:22

A Irlanda é fantástica e a região do Temple Bar é sensacional, mesmo sendo superlotada de turistas. Uma pequena correção é que o Porterhouse tem música ao vivo todos os dias, mas é mais a noite. Aos sábados geralmente são duas bandas se apresentando por lá, daí a música começa mais cedo. Quando morei em Dublin eu ia todas as segundas no Porterhouse por causa da música e da cerveja. Cheers e parabéns pelo post.

Responder
Escolha Viajar 31 de agosto de 2019 - 12:47

Olá, Johnnie!
Você tem toda razão, já corrigimos o erro e pedimos desculpas pelo engano. Estivemos lá algumas vezes durante a semana, mas sempre antes das 22h. Daí, achamos que não tinha música. Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Jhony 22 de abril de 2018 - 12:17

Um seguro de saúde no valor de 30 mil euros?

Responder
Escolha Viajar 1 de maio de 2018 - 13:31

Olá, Jhony!
O seguro saúde deve ter cobertura no valor de 30 mil euros. Trocamos o texto para que fique mais claro.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais