Página inicial AméricaArgentina 10 dicas de Buenos Aires que você precisa saber antes de viajar

10 dicas de Buenos Aires que você precisa saber antes de viajar

por Escolha Viajar
10 dicas de Buenos Aires que você precisa saber antes de viajar

Seja pela sua proximidade com nosso país, seja pelo seu charme, a capital da Argentina é sempre uma cidade muito procurada por brasileiros. Por isso, muita gente busca ou pede dicas de Buenos Aires, sendo que não há nenhum mistério em viajar para lá. Se fala o espanhol, se entende muito bem o português, o clima é agradável e muito semelhante ao do sul do Brasil, ninguém precisa de visto ou vacina… Enfim, é muito simples e fácil viajar para Buenos Aires. Mesmo assim, decidimos listar algumas coisinhas que podem ajudar você a planejar qual a época ideal para conhecer a cidade, como economizar na viagem, quantos dias ficar etc.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM BUENOS AIRES e gastar pouco dinheiro
⇒ GUIA DE VIAGEM BUENOS AIRES: Tudo que você precisa saber!

Sem elas, você não saberia que há muitas atrações turísticas que são gratuitas, por exemplo, e acabaria gastando uma nota preta para ir a show de tango sendo que você nem gosta tanto assim da dramática música tradicional argentina. Não saberia que, apesar do clima ameno, Buenos Aires é uma cidade bastante chuvosa e que é bom ter uma capa ou impermeável na mala dependendo da estação em que você for viajar. Sem elas, você trocaria seu dinheiro antes de sair do Brasil, como se faz em 99% das viagens, pagando uma cotação bem mais alta do que a praticada na capital argentina. Confira estas e outras dicas de Buenos Aires que é bom você saber antes de embarcar!

Dicas de Buenos Aires – Câmbio favorável

Você não precisa trocar seus reais ou dólares antes de ir para Buenos Aires. A capital argentina é um dos poucos lugares do mundo onde é mais vantajoso fazer o câmbio in loco do que antes de embarcar. E não estamos falando de troca clandestina, mas de casas de câmbio oficiais, com nota e tudo o mais. Leve com você do Brasil apenas alguns pesos emergenciais e deixe para trocar o restante quando chegar ao centro da cidade. Há dezenas de casas de câmbio a poucos metros uma das outras na Calle Florida e arredores, o que torna ainda mais fácil fazer comparações e chegar ao seu valor ideal.

Elas abrem inclusive aos domingos. Mas atenção: troque dinheiro apenas em estabelecimentos oficiais e exija o recibo da operação! Você verá muitos homens na rua oferecendo câmbio negro a preços sensacionais, só que eles não te darão nenhuma nota ou garantia. Além de estar fazendo algo ilegal, você ainda corre o risco de estar recebendo dinheiro falso ou caindo em algum outro tipo de golpe. Os valores de troca nos estabelecimentos oficiais já são bons o suficiente, você não precisa correr esse risco. Na dúvida, pergunte no seu local de hospedagem se eles recomendam alguma casa de câmbio.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Dicas de Buenos Aires - Câmbio favorável

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Tango quase de graça

Se você é um grande fã de tango ou se realmente tem curiosidade de ver um dos famosos shows da cidade – normalmente acompanhados de churrasco argentino, muito vinho e preços estratosféricos -, vá em frente. Mas se só quer vivenciar um pouco da cultura argentina, sem grandes gastos, pompa e circunstância, procure pelos dançarinos de rua. Muitos são profissionais do tango que hoje estão desempregados e encontraram nas rodas de turistas uma forma de se sustentar. Na Calle Florida, no centro de Buenos Aires, eles podem ser vistos a partir do fim da tarde. Vários grupos costumam se apresentar ao longo da peatonal – calçadão apenas para pedestres -, e você pode escolher aquele que lhe agradar mais.

Tem caixas de som, apresentador, roupas brilhantes e tudo o mais que compõem a mística do tango de Buenos Aires. Só não seja mão de vaca de fugir de fininho na hora que eles passarem o chapéu, hein? Outro ponto da cidade onde você pode ver dançarinos de rua é no Caminito, no bairro La Boca. Neste tradicional point turístico, o movimento comercial é quase inexistentes e eles podem atuar com ainda mais liberdade e espaço que na Calle Florida. Por isso, estão lá o dia todo, e não apenas no fim da tarde. Há quem não apenas dance, mas também dê lições rápidas de tango e vista você com todos os acessórios para tirar a tradicional foto imitando um dançarino. É claro que tudo é cobrado, mas com certeza é um custo ínfimo perto um show tradicional!

Dicas de Buenos Aires - Tango quase de graça

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Atrações de graça

Não é apenas pelo tango que você vai pagar muito pouco ou mesmo R$ 0 para ver em Buenos Aires. A grande maioria das atrações turísticas da cidade não custa absolutamente nada. Percorrer o Caminito, admirar o Obelisco, fazer um piquenique na Plaza de Mayo, visitar o interior da Casa Rosada, passear pelo Puerto Madero, se perder pelo labiríntico Cemitério da Recoleta, fazer ‘footing’ pelas ruas de San Telmo ou do centro histórico, conhecer a Floralis Genérica, relaxar no Jardim Botânico… é tudo free! Nos históricos Café Tortoni e Café de la Poesía, você só vai gastar o que quiser consumir. Os dois únicos locais onde você não vai escapar de pagar ingresso são o Teatro Colón (US$ 16) e o Estádio La Bombonera (US$ 12).

Dicas de Buenos Aires - Atrações de graça


Dicas de Buenos Aires – Uma viagem barata

Aquela das dicas de Buenos Aires que as pessoas mais esperam: é caro ou barato viajar para lá? Depende muito de como você quer viajar e do quanto está disposto a economizar, é claro. Mas, no geral, pode-se dizer que a capital argentina é um lugar barato de se visitar. Para começar, tem todas essas atrações gratuitas que citamos anteriormente. Só isso já alivia bastante os custos de qualquer viagem! Além disso, há opções de hospedagem com ótimo custo-benefício, principalmente no bairro boêmio de San Telmo. Lá, você encontra quartos privados para duas pessoas pela bagatela de US$ 32, com café da manhã (confira aqui nossa sugestão de onde ficar em Buenos Aires e gastar pouco).

Comida não é algo tão barato assim em Buenos Aires, mas você consegue equilibrar o orçamento se aproveitar as maravilhosas padarias argentinas para abastecer o estômago pelo menos uma vez ao dia. Dois sanduíches e dois sucos em um estabelecimento da Calle Florida saem por meros US$ 10 e são uma refeição completa! Já no popular Café de La Poesía, também em San Telmo, dois pratos completos acompanhados de quatro pints de cerveja artesanal vão custar por volta de US$ 40. Por outro lado, se deslocar usando transporte público, e não táxis, ajuda a fazer uma bela economia na viagem. Uma passagem de metrô custa apenas US$ 0,50, e o ticket de ônibus, US$ 0,80.

Dicas de Buenos Aires - Uma viagem barata

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Fica logo ali

Buenos Aires é um dos destinos internacionais mais baratos e de fácil acesso que se pode encontrar a partir do Brasil (dependendo de onde você mora, é claro). De São Paulo, são apenas 2h55 de voo direto. Do Rio, 3h25. De Porto Alegre, 1h45. Da capital gaúcha também é possível alcançar a capital argentina de ônibus. A jornada – operada pela empresa JBL Turismo – dura 20 horas e custa R$ 333 a poltrona convencional e R$ 431 a leito (preço de dezembro de 2017). De carro, são 1.300 quilômetros de distância de Porto Alegre.

Desde Chuí, a cidade gaúcha que faz fronteira com o Uruguai ao sul, são 600 quilômetros de estrada (embora esta não seja a rota mais rápida apontada pelo Google Maps para se chegar à Argentina). Outra boa ideia é conhecer Buenos Aires dando uma esticada em sua viagem a Montevidéu. A capital uruguaia está logo do outro lado do Rio da Prata e o deslocamento entre as duas cidades é feito com os ferries da empresa Buquebus. A viagem direta dura 2h15, enquanto via Colonia del Sacramento são 4h30. As passagens custam a partir de R$ 202 (preço de dezmebro de 2017).

Dicas de Buenos Aires - Fica logo ali

Imagem: Google Maps/Reprodução


Dicas de Buenos Aires – Viagem para fim de semana/feriado

O fato de estar tão próxima do Brasil faz de Buenos Aires um destino perfeito para ser conhecido em um fim de semana ou feriado. Asim, você pode guardar suas férias para visitar locais mais distantes. É claro que uma visita de dois dias é um pouco corrida, mas se tiver três você já poderá ver as principais atrações da cidade sem perder o fôlego. É tempo suficiente para visitar o melhor do centro histórico, Recoleta, Puerto Madero, La Boca e San Telmo.

Reserve o primeiro dia para a Casa Rosada, Plaza de Mayo, Café Tortoni, Obelisco, Teatro Colón, Galerías Pacífico e Calle Florida. No segundo, vá para o bairro La Boca conhecer o Caminito e o Estádio La Bombonera, seguido por um passeio pelas ruas e bares do bairro boêmio de San Telmo. Para o terceiro dia ficam a Floralis Genérica (na foto), Cemitério da Recoleta, Torre Monumental e Puerto Madero. Confira aqui nossa sugestão completa de roteiro em Buenos Aires.

Dicas de Buenos Aires - Viagem para fim de semana/feriado

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Mães da Plaza de Mayo

Elas já fazem parte da história de Buenos Aires e são tão importantes para se saber mais da cultura local quanto ir a um show de tango. O movimento das Mães da Plaza de Mayo é composto não apenas por mães, mas por irmãos, avós, tios e todo tipo de parente que busca por pessoas desaparecidas durante a ditadura. Sua principal bandeira é encontrar os filhos de pessoas mortas nos porões militares e que tinham filhos pequenos na época. Muitas dessas crianças foram dadas em adoção para outras famílias e até hoje não sabem quem são seus verdadeiros pais e avós.

Em 2014, a presidente do movimento, Estela de Carlotto, finalmente encontrou seu neto, Guido, por quem procurava havia 36 anos. O primeiro protesto das mães na praça ocorreu em 1977 e, até hoje, todas as quintas-feiras, às 15h, elas se reúnem em frente à Casa Rosada para fazer uma manifestação, buscando manter o desaparecimento de seus filhos vivo na memória de todos os argentinos. Se estiver por lá neste dia da semana, saiba que é emocionante e vale a pena separar meia hora da sua visita a Buenos Aires para acompanhar o ato!

Dicas de Buenos Aires - Mães da Plaza de Mayo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Quando viajar (clima)

Buenos Aires é uma cidade com clima agradável para viajar quase o ano todo, já que possui quatro estação bem definidas – basta escolher a que lhe agrada mais. As chuvas também são bem distribuídas ao longo do ano, sendo março o mês mais úmido na capital argentina, e maio o mais seco. Os verões na cidade são de calor intenso e boa quantidade de chuva, estando sujeitos a tempestades levadas pelo vento chamado de ‘sudestada’. Nesta época do ano – dezembro a fevereiro – os termômetros costumam oscilar, em média, entre os 18ºC e os 30,5ºC. Ou seja, se decidir viajar no verão argentino, leve roupas muito leves para encarar o calor úmido e, também, um casquinho e um impermeável para quando a chuva cair.

Já no outono (de março a maio) e na primavera (setembro a novembro), o clima costuma ser instável, ameno e bastante ventoso. Na primeira estação, os termômetros costumam oscilar, em média, entre os 18ºC e os 27ºC. Na segunda, variam de 10,5ºC a 26ºC. Quem vai viajar no inverno com esperança de ver neve, pode tirar o cavalinho da chuva. Ou da neve. Embora seja possível, é um evento muito raro de se ver na capital argentina mesmo nos meses mais frios. Nesta época do ano – junho a agosto – o clima fica relativamente seco na cidade e os termômetros não baixam tanto quanto os amantes de frio gostariam. As temperaturas médias oscilam entre os 7,5ºC e os 17,5ºC.

Dicas de Buenos Aires - Quando viajar (clima)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Use filtro solar

Não, não estamos recitando aquele poema ridículo do Pedro Bial. Essa é uma dica VITAL para quem vai a Buenos Aires, ou qualquer outro lugar do norte da Argentina, mesmo na época mais fria do ano. Não existe mais camada de ozônio sobre esta parte do continente – assim como no sul do Brasil e no Uruguai – e o sol pode provocar queimaduras drásticas, mesmo em quem vem de Estados mais quentes e acha que não pode ser afetado pelo clima dos pampas. A questão em Buenos Aires não é quantos raios solares você está pegando, mas de qual tipo. E é o que mais queima e causa câncer. Por isso, NÃO abra mão do protetor quando for visitar a capital da Argentina.

Mesmo quando sopra aquele ventinho refrescante – o pampero, que é o vento seco do verão local – e você ache que nem está tão quente assim. É pior, porque você não sente o quanto a sua pele está torrando! E não caia no conto da chuva, porque em Buenos Aires as tempestades costumam passar rapidamente no verão e se transformar em lindos dias de sol. No inverno, embora os níveis de radiação sejam bem mais baixos, o frio e o vento também podem causar queimaduras nas partes do corpo que ficam para fora da roupa. Dicas de Buenos Aires de ouro, principalmente para quem tem pele muito clara e/ou sensível ao sol (eu, por exemplo sofro de alergia e tenho que viver fugindo do astro-rei).

Dicas de Buenos Aires - Use filtro solar

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Buenos Aires – Brasileiros não precisam de visto

Por último, sempre a melhor das dicas de Buenos Aires! Brasileiros não precisam de visto para viagens de turismo à Argentina, por até 90 dias. Ao entrar no país, você deve apresentar apenas um passaporte válido ou RG. Além disso, não é preciso fazer nenhuma vacina para viajar à Argentina.

Dicas de Buenos Aires - Brasileiros não precisam de visto

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Buenos Aires em dezembro de 2016 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais