Página inicial OceaniaFiji O que fazer em Fiji: 5 ilhas e praias que são imperdíveis

O que fazer em Fiji: 5 ilhas e praias que são imperdíveis

por Escolha Viajar
Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Primeiramente, vamos às apresentações: brasileiros, estas são as ilhas Fiji; ilhas Fiji, estes são os brasileiros. Isso porque é raro ver compatriotas tupiniquins neste longínquo país da Oceania, ou mesmo conhecer alguém que sonhe passar as férias em Fiji. O que é uma pena, já que este conjunto de arquipélagos do Pacífico Sul abriga algumas das praias mais lindas do planeta. Entre elas, as ilhas onde foram filmados ‘A Lagoa Azul’ e ‘Náufrago’. O lugar é muito popular entre europeus e norte-americanos, além de ser um dos principais destinos do mundo para casais que sonham com uma lua-de-mel no paraíso. Mas é para reverter este quadro que estamos aqui: mostrar aos brasileiros o que fazer em Fiji e, apesar de a viagem até lá ser bem longa, vale cada minuto passado dentro do(s) avião(ões).

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM FIJI e pagar pouco em ilhas lindas
⇒ GUIA DE VIAGEM FIJI: Tudo o que você precisa saber!

A República das Ilhas Fiji é um país de colonização inglesa e indiana, composto por 332 ilhas que fazem fronteira marítima com Tuvalu, Vanuatu, Tonga, Ilhas Salomão e com os territórios franceses de Nova Caledônia, Wallis e Futuna. Soa como o fim do mundo? Quase, mas na verdade o acesso a Fiji é muito fácil desde dois países bastante populares entre brasileiros que viajam à Oceania: a Nova Zelândia e a Austrália.

Há voos diretos até os arquipélagos saindo de diversos aeroportos – como Sydney, Melbourne, Auckland e Christchurch – e que chegam a Fiji em apenas quatro horas. Você pode pousar na capital, Suva, ou em Nadi, cidade que fica no litoral e cuja marina de Denarau é a porta de entrada para aquelas praias paradisíacas que falamos mais acima.

Quem quer conhecer as famosas águas mornas, calmas e transparentes dos mares do sul deve optar por circular entre os arquipélagos de Yasawa – considerado o mais bonito de Fiji – e das Mamanuca. Já quem busca outro setor em que Fiji tem renome mundial, o do surfe, pode ir à Coral Coast, localizada na ilha principal de Viti Levu, entre as cidades de Nadi e Suva.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Você pode optar por ficar em um único desses lugares e se internar por lá quantos dias tiver vontade, afinal, o que fazer em Fiji além de relaxar e aproveitar o sol e o mar? Mas se quiser explorar a diversidade de belezas deste país, vale a pena comprar um passe de barco das companhias Awesome Fiji ou South Sea Cruises e se deslocar pelas inúmeras ilhas de Yasawa e Mamanuca quantas vezes quiser. Ambas também oferecem reservas de tours e hotéis nos arquipélagos.

Antes de saber o que fazer em Fiji, é importante explicar como se deslocar em Fiji. Os ferries operam no mesmo esquema que os ônibus de turismo ‘hop on, hop off’: você compra um bilhete válido por determinado número de dias e desce na ilha escolhida, podendo pegar o barco novamente e seguir caminho quando ele passar no dia seguinte ou ficar mais tempo. Você também pode comprar bilhetes com datas fechadas de ida e volta ou para um único trajeto (consulte os sites das empresas para informações sobre rotas e horários).

Mas existe uma condição importante: não é permitido subir a bordo na marina de Denarau sem que você tenha reserva em um hotel nas ilhas, seja para estadia, seja para uma ‘day trip’. Depois, quando embarcar de uma ilha para a outra, é possível fazer a reserva a bordo do ferry – são aceitos cartões de crédito, mas é preciso rezar para que a máquina capte o sinal -, ficando sujeito apenas à disponibilidade de vagas. Isso acontece porque não existem píeres na maioria das ilhas, e cada hotel precisa enviar um barco até o ferry pra buscar seus hóspedes.

Depois de saber como se deslocar por Fiji, vamos a o que fazer em Fiji. Para escolher quais ilhas serão o seu destino, é preciso pesquisar bastante, pois normalmente só existe um hotel em cada ilha, e ele pode acabar sendo simples demais (quarto compartilhado e luz à base de gerador) ou caro demais (alguns dos hotéis cinco estrelas mais exclusivos do mundo). O Escolha Viajar passou por algumas delas e dá as dicas. Saiba o que fazer em Fiji entre cinco ilhas e praias imperdíveis:

O que fazer em Fiji – Apresentando o Arquipélago das Yasawa

O arquipélago das Yasawa é considerado o mais bonito de Fiji. O conjunto de vinte ilhas vulcânicas está localizado no lado oeste do país e ocupa uma área de 135 quilômetros quadrados. Algumas das ilhas são habitadas apenas por hotéis, e outras contam com pequenos vilarejos onde há igrejas e escolas primárias. Para se deslocar de uma ilha a outra, você pode contratar voos de hidroavião ou embarcar no ferry Yasawa Flyer, que percorre a rota duas vezes ao dia.

Há acomodações de todas as categorias nas Yasawa, desde simples pensões familiares com quartos compartilhados, luz elétrica fornecida por gerador e sem água tratada; até resorts cinco estrelas dotados de todos os luxos imagináveis e preços nas alturas. O que não muda é a paisagem paradisíaca.

O que fazer em Fiji: Arquipélago das Yasawa

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Ilha de Matacavalewu (Arquipélago das Yasawa)

Se você busca hospedagem econômica e não se importa com pouco conforto, a ilha de Matacavalewu é o seu lugar nas Yasawa. Ela está localizada a quatro horas de ferry de Nadi e abriga a mais longa praia de areia do arquipélago, a Long Beach. O lugar é lindo, cercado de águas mornas, límpidas e verdes – que se tornam quase transparentes na maré baixa e tom de esmeralda na maré alta.

Em meio às palmeiras, cinco bangalôs sem luz elétrica recebem os hóspedes (os geradores são desligados às 22h). Sinal de internet nem pensar. Também não há mercado ou qualquer outro tipo de construção na ilha que não seja a pousada – o Long Beach Resort -, portanto leve tudo o que precisar com você desde Nadi.

O que fazer em Fiji - Ilha de Matacavalewu (Arquipélago das Yasawa)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Ao longo do dia, as atividades em Matacavalewu são o que fazer em Fiji de melhor: banho de mar, se bronzear nas espreguiçadeiras, dormitar nas redes e dar caminhadas pela areia muito branca. À noite, beber cerveja no deck do bangalô, admirando as estrelas. Os mais corajosos podem participar da caça aos caranguejos junto com os moradores locais. Os crustáceos saem do mar à noite e são capturados para ir para a panela ou para os mercados.

Em Matacavalewu não é possível ver o pôr do sol em todas as épocas do ano, mas o amanhecer sobre a praia compensa o esforço de acordar muito cedo. Outra atividade disponível é alugar um barco para conhecer a Blue Lagoon, uma outra parte da ilha onde se pratica snorkel e que tem uma praia belíssima.

O que fazer em Fiji - Ilha de Matacavalewu (Arquipélago das Yasawa)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Ilha Drawaqa (Arquipélago das Yasawa)

A Ilha Drawaqa oferece opções econômicas e também mais luxuosas de hospedagem para quem quer visitar as Yasawa. Localizada a três horas de barco de Nadi, ela abriga duas praias e vários pontos de snorkel. Em Drawaqa você pode ficar em quartos compartilhados ou bangalôs particulares, todos com luz elétrica. O hotel da ilha – o Barefoot Manta Island – oferece, além das acomodações básicas, acesso à internet (caríssimo!), um bar onde é possível pedir drinks, cerveja e lanches, além de um centro de snorkel e mergulho.

Quem não quiser gastar com os passeios de barco pode ver muitos peixes e corais coloridos bem na beira de uma das praias da ilha, a Sunrise Beach. Aliás, essa é uma das grandes vantagens de Drawaqa: uma faixa de areia é voltada para o amanhecer e, outra, para o pôr do sol, sendo as duas belíssimas. Isso quer dizer que você pode se bronzear ‘full time’ se assim o desejar, bastando ir de um lado da ilha para o outro a apenas 100 metros de distância.

O que fazer em Fiji - Ilha Drawaqa (Arquipélago das Yasawa)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Além de dourar o corpo, mergulhar nas águas mornas e dormitar nas redes, você pode flutuar em boias gigantes ou mesmo participar das partidas de vôlei diárias com o pessoal do hotel. Ainda para quem gosta de atividades físicas mesmo sob o calor opressivo de Fiji, existe uma trilha que leva a um mirante – 30 minutos de caminhada – ou a uma praia do outro lado da ilha – 1h30 de caminhada.

À noite, depois de assistir ao espetáculo do pôr do sol em Sunset Beach, há promoções de ‘happy hour’ e atividades em grupo no bar, inclusive a cerimônia da kava, uma bebida típica feita de raiz e que, reza a lenda, tem propriedades alucinógenas. Na realidade, o aspecto é de água suja e o gosto, de chá preto bem amargo. Quem não temer os caranguejos noturnos, pode encerrar o dia com uma caminhada pela praia sob a luz das estrelas.

O que fazer em Fiji - Ilha Drawaqa (Arquipélago das Yasawa)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Apresentando o Arquipélago das Mamanuca

O arquipélago das Mamanuca é o mais popular de Fiji por estar localizado próximo da cidade de Nadi, ao sul do vizinho Yasawa. A ilha mais distante pode ser alcançada em apenas três horas de barco, o que permite passeios de bate-volta para quem prefere ficar hospedado na cidade, onde há supermercados e opções de hospedagem bem mais econômicas do que nas ilhas.

Mamanuca é composto por cerca de 20 delas, sendo que algumas são cobertas pela maré cheia e não podem ser habitadas. O transporte de ferry – feito pela empresa South Sea Cruises – cobre 10 ilhas, entre elas South Sea, Bounty, Teasure, Beachcomber, Mana (na foto), Malolo e a famosa Modriki, cenário do filme ‘Náufrago’.

O que fazer em Fiji - Apresentando o Arquipélago das Mamanuca

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Sendo muito mais populares e de fácil alcance para os turistas, as ilhas Mamanuca oferecem menos opções econômicas de hospedagem do que as Yasawa. Na verdade, só existe um albergue neste conjunto de ilhas, localizado em Mana. Quem quiser economizar nas acomodações vai ter que ficar em Nadi, fazendo passeios de bate-volta pelo arquipélago. Não é o fim do mundo, já a que a porção de terra mais próxima, a ilha South Sea, fica a apenas 30 minutos de ferry da cidade, enquanto a mais distante não passa de três horas a bordo. Mas o ideal para realmente aproveitar as praias paradisíacas de Fiji é ficar nas ilhas.

As Mamanuca têm um visual muito diferenciado das suas vizinhas do norte, as Yasawa, sendo menores e mais planas, quase sem montanhas, embora todas tenham sido formadas a partir de erupções vulcânicas. A mais popular das Mamanuca é a ilha Malolo que, por ser a maior delas, abriga vários resorts. A preferida dos turistas, especialmente os que viajam com crianças, é a South Sea, não só por sua proximidade com Nadi mas porque ela é tão pequena que mais parece uma ilha de brinquedo.

O que fazer em Fiji - Apresentando o Arquipélago das Mamanuca

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Ilha de Mana (Arquipélago das Mamanuca)

A ilha mais econômica do arquipélago é Mana, onde existe o resort mais antigo das Mamanuca e também um hostel com quartos particulares e privados: o Mana Lagoon Backpackers. As habitações deste último são muito simples, assim como a comida, mas a beleza da ilha compensa qualquer desconforto. Afinal, ninguém viaja até Fiji para ficar dentro do hotel, e sim para desfrutar de suas belas praias, coisa que Mana tem de sobra. Além disso, que não gostar do menu incluído na diária pode pedir pratos à la carte no restaurante mantido pelo próprio hostel.

Além da faixa de areia principal, existe outra praia na ilha que pode ser alcançada a pé e que tem todos os requisitos para ser um dos lugares mais lindos do mundo: a Sunset Beach. Aqui, aquele seu sonho de olhar para trás e ver apenas suas pegadas na areia branca imaculada se torna realidade. Deserta, banhada por águas transparentes e cercada de palmeiras, ela é quase irreal. A não ser pelo fato de que está ao alcance dos seus pés e máquina fotográfica.

O que fazer em Fiji - Ilha de Mana (Arquipélago das Mamanuca)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Ilha de Modriki (Arquipélago das Mamanuca)

Quem se hospeda em Nadi ou qualquer ilha das Mamanuca não pode perder a oportunidade de visitar a porção de terra mais famosa de Fiji: a pequena Modriki. Ela foi o cenário do filme ‘Náufrago’, em que Tom Hanks se vê sozinho em uma ilha isolada no Pacífico após um acidente de avião. Para visitá-la, você pode alugar um barco pequeno com os moradores locais ou fazer parte do tour diário operado pela empresa South Sea – a mesma do ferry -, e que se chama Seaspray Day Sailing Adventure.

A primeira opção é muito mais econômica e passa o dia todo na ilha, enquanto a segunda oferece comida e bebida liberados – inclusive champanhe -, mas fica apenas uma hora em Modriki, tendo outras paradas no itinerário. Mas você também não precisa de tanto tempo assim, já que o lugar é pequeno e não tem muito o que oferecer além de fotos com o letreiro de pedras ‘Help me Wilson’ – ‘Ajude-me Wilson’, frase repetida por Tom Hanks no filme – e banhos de sol e mar. Seja qual for a sua escolha para conhecer a ilha, você com certeza ficará com uma pergunta martelando na cabeça: por que diabos Tom Hanks quis fugir de um lugar tão lindo como esse???

O que fazer em Fiji - Ilha de Modriki (Arquipélago das Mamanuca)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


O que fazer em Fiji – Coral Coast (Ilha de Viti Levu)

A Coral Coast é uma região litorânea de 80 quilômetros na ilha principal, Viti Levu, localizada a cerca de uma hora e meia de carro de Nadi. Você pode solicitar um transfer até o seu hotel, mas também há ônibus locais muito econômicos que fazem o trajeto entre Nadi e Suva e que param na Coral Coast.

Assim como nas ilhas, há todo tipo de acomodação disponível, desde populares albergues até resorts ‘all inclusive’. Embora também tenha bons trechos de praias tranquilas e mornas, esta região não desfruta da beleza estonteante das ilhas Mamanuca ou Yasawa. O negócio na Coral Coast é o surfe, sendo Fiji um lugar mundialmente famoso para a prática do esporte.

O que fazer em Fiji - Coral Coast (Ilha de Viti Levu)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Há pequenos ‘breaks’ – pontos de surfe – ao longo da Coral Coast e perto do rio Sigatoka, como o Hideaways. Nada que se compare aos renomados pontos Cloudbreak e Restaurants, mas diversão garantida para quem surfa apenas como parte das férias. Ao mesmo tempo, os preços na Coral Coast saem bem mais em conta do que os praticados nos arquipélagos, além de ser uma região muito frequentada por jovens e cheia de alto astral.

Se o seu orçamento de viagem não comporta muitos dias nas ilhas, ficar por aqui pode ser uma boa opção para relaxar sem perder de vista a maior atração de Fiji: o mar. E o pôr do sol nesta parte do país é lindo! Confira a sugestão de hospedagem do Escolha Viajar na Coral Coast aqui.

O que fazer em Fiji - Coral Coast (Ilha de Viti Levu)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Fiji em janeiro de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

2 comentários

Rodrigo 4 de janeiro de 2017 - 14:20

Esqueceram de dizer que o surf em Sigatoka é pra quem tem muita experiência e preparo físico. Onda fortíssima com muita correnteza e ninguém por perto.

Responder
Escolha Viajar 5 de janeiro de 2017 - 03:02

Obrigada pela colaboração, Rodrigo.

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais