Página inicial AméricaChile Roteiro no Atacama: O que fazer em 1, 2 ou 3 dias de viagem

Roteiro no Atacama: O que fazer em 1, 2 ou 3 dias de viagem

por Escolha Viajar
Roteiro no Atacama - Valle de la Luna

Desde que o dólar começou a ficar caro demais para fazer viagens pela Europa e Estados Unidos com muita frequência, o Chile e outros vizinhos da América Latina têm sido cada vez mais eleitos como destino de viagem pelos brasileiros. Um dos locais que mais chama a atenção por lá é, sem dúvidas, o Deserto do Atacama, o mais alto e mais seco deserto do mundo. Localizado no extremo norte do país, na fronteira com a Bolívia e a Argentina, é um lugar que pode ser visitado dentro de uma viagem pelo Chile todo, combinado apenas com o Salar do Uyuni (Bolívia), ou mesmo sozinho, como destino de feriadão. Nossa recomendação? Vá para ficar ao menos 7 dias e conheça tudo por lá, pois o lugar é sensacional. Mas sabemos que os viajantes costumam ter menos tempo disponível, então elaboramos um roteiro no Atacama para quem tem 1, 2 ou 3 dias no deserto.

⇒ QUANTO CUSTA VIAJAR PARA O ATACAMA? Prepare seu bolso
⇒ GUIA DE VIAGEM ATACAMA: Tudo que você precisa saber!

A cidade usada como base para visitar o deserto é San Pedro do Atacama, uma minúscula vila de casas baixas de barro vermelho e preços um tanto quanto salgados. Para chegar até ela é preciso voar para Calama e, de lá, pegar um ônibus de linha ou contratar um transfer para percorrer os 101 quilômetros de distância que a separam do Atacama. San Pedro está 2.400 metros acima do nível do mar e é possível que você venha a sofrer do mal de altitude ao chegar lá. Os sintomas são dor de cabeça, náuseas, cansaço e dificuldade para respirar. Por isso, recomendamos que você  desembarque pelo menos 24 horas antes de começar os passeios, assim seu corpo terá tempo para se adaptar. E você também poderá percorrer a ruazinha central da vila pesquisando os preços dos passeios e escolhendo o que cabe melhor no seu bolso.

Se puder, peça recomendações de agências que tenham sido usadas por amigos ou pesquise na internet, pois são muitas opções e nem todas são boas. Se não puder chegar a tempo de escolher você mesmo os passeios, peça ao seu hotel que faça a reserva pelo menos do primeiro tour, pois eles saem bem cedo. Dica: comprar os tours todos juntos na mesma agência costuma render um belo desconto. Nesta sugestão de roteiro no Atacama, as atrações estão em ordem de importância e de possibilidade de combinação, pois há passeios que só saem pela manhã e passeios que só saem pela tarde. Por isso, se você tem apenas 24 horas para fazer a visita ao deserto, sugerimos que siga as dicas que estão no ‘Dia 1’ e assim sucessivamente. Mas note que esta não é uma ordem obrigatória: você pode ler os três dias e escolher aquele ou aqueles que mais lhe interessam.

Se o seu tempo é de apenas 24 horas, mas você curtiu mais a programação do ‘Dia 3’, vá em frente sem medo. Você não tem que visitar as mesmas coisas que outras pessoas, pois gosto é coisa que não se discute, hehe. Note também que todas as atrações são visitadas a bordo de excursões porque apenas uma delas – o Valle de la Luna – fica a uma distância que poderia ser percorrida a pé ou de bicicleta (são 12 quilômetros desde o centro de San Pedro do Atacama, confira no mapa abaixo). Mas, partindo do pressuposto de que a maioria prefere fazer o trajeto de carro tanto pelo conforto quanto pelo fato de agilizar o dia e deixar mais tempo para ver outros pontos turísticos, sugerimos que você visite o vale com um tour também. Agora é só conferir nossa sugestão de roteiro no Atacama e escolher o seu:

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Roteiro no Atacama: Dia 1 – Geysers del Tatio e Valle de la Luna

Para o primeiro dia de roteiro no Atacama, sugerimos duas atrações que são sensacionais e proporcionam cenários que não temos no Brasil. Para isso, infelizmente, será preciso acordar muito, muito cedo, pois o tour parte às 4h30. Mas é por um bom motivo e garantimos que vai valer a pena! O destino é o campo geotérmico dos Geysers del Tatio, que está localizado 80 quilômetros ao norte de San Pedro do Atacama e 4.300 metros acima do nível do mar. Por isso, atenção ao mal de altitude! Se estiver sofrendo dos sintomas, é melhor adiar este passeio para o último dia ou trocá-lo por outra atração.  Nos Geysers del Tatio, há mais de 70 aberturas no solo de onde saem jatos de vapor que dão origem a piscinas de água fervente na superfície.

O melhor momento para ver a erupção dos geysers é durante o amanhecer, quando é possível admirar o contraste entre o céu azul e os vapores. Durante a visita também será servido o café da manhã, então não precisa se preocupar em levar o lanchinho na bolsa ou em acordar ainda mais cedo para comer. Mas um coisa que você precisa fazer é se agasalhar muito bem, pois a temperatura na região do campo geotérmico é negativa antes do sol nascer em qualquer época do ano! No caminho de volta para San Pedro, o tour fará ainda algumas paradas para fotos e no povoado de Machuca, onde os moradores vivem da venda de artesanato e produtos típicos para os turistas. O preço do tour varia entre 22.000 (US$ 33,30) e 27.000 pesos chilenos (US$ 40,85), dependendo da agência e do pacote fechado.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Fora isso, é preciso pagar um ingresso de 10.000 pesos chilenos (US$ 15,15) na entrada dos geysers. Por volta das 12h, você estará de volta a San Pedro e terá tempo suficiente para almoçar, trocar de roupa e se abastecer de água e lanchinhos para o próximo passeio. O segundo tour do primeiro dia do roteiro no Atacama parte entre 15h e 16h. O destino é o Valle de la Luna, principal ponto turístico do Deserto do Atacama. Pelo nome, você já deve imaginar que a paisagem formada pela erosão das rochas vermelhas e áreas cobertas de sal lembra a superfície da Lua, não é mesmo? Primeiro, você será levado para conhecer uma caverna onde é possível ver o sal brotando da terra. Depois, seguirá para a formação de pedra chamada de Três Marias. Então será levado para caminhar pelo vale, em meio a todo o cenário surreal que descrevemos antes.

Roteiro no Atacama - Geysers del Tatio

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Por fim, subirá pela Grande Duna, de onde terá uma visão do lugar de tirar o fôlego e poderá ver nitidamente a formação rochosa chamada de Anfiteatro. Aqui terminar a primeira parte do passeio. Depois disso, você será levado para um rápido passeio pelo Vale de la Muerte, que fica logo ao lado, e, então, voltará ao Valle de la Luna para ver o pôr do sol. Essa com certeza é a cereja do bolo de qualquer roteiro no Atacama, não importa de quantos dias for! O ponto de onde se descortina o entardecer é um mirante natural chamado de Pedra do Coiote. Vai haver uma longa fila para tirar fotos empoleirado na ponta da pedra, então entre nela logo se você quiser uma.

Depois, se acomode um pouco mais distante da multidão para assistir ao verdadeiro espetáculo: ver o disco de ouro do sol descer sobre a Cordilheira de Sal de um lado, enquanto colore de vermelho a Cordilheira dos Andes, do outro lado. É lindo de chorar no cantinho! O tour termina por volta das 19h-20h. O preço varia entre 10.000 (US$ 15,15) e 20.000 pesos chilenos (US$ 30,25), dependendo da agência e do pacote fechado. Fora isso, é preciso pagar um ingresso de 3.000 pesos chilenos (US$ 4,55) na entrada do vale. De volta ao centro de San Pedro, é só escolher um bom restaurante para jantar e se preparar para uma boa noite de sono, pois no dia seguinte seguimos nosso roteiro no Atacama.

Roteiro no Atacama - Valle de la Luna

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro no Atacama: Dia 2 – Piedras Rojas, Lagunas Altiplanicas, Salar do Atacama e Observatório Astronômico

Para o segundo dia do roteiro no Atacama não é preciso acordar tão cedo e nem se agasalhar tanto, embora você vá visitar novamente lugares que estão a mais de 4.000 metros de altura. Por isso, de novo, atenção ao mal de altitude! Se estiver sofrendo dos sintomas, é melhor adiar este passeio para o último dia ou trocá-lo por outra atração. O tour para Piedras Rojas, Lagunas Altiplanicas e Salar do Atacama dura o dia todo e sai às 7h. No trajeto de 150 quilômetros para o sul de San Pedro, você fará uma parada para café da manhã e descortinará belíssimas paisagens do altiplano chileno. A primeira parada será em Piedras Rojas. Trata-se de um mirante natural de onde é possível admirar as pedras vulcânicas avermelhadas que dão nome ao lugar, adornadas por lagos e belas montanhas.

Este é o lugar mais lindo de todo o roteiro no Atacama, na nossa modestíssima opinião. Depois, é hora de rodar até as Lagunas Altiplanicas. Miscanti e Miñiques são habitat de aves aquáticas e outros animais, como raposas-coloradas e vicunhas. Tudo novamente envolto por um belíssimo cenário de montanhas nevadas. Já iniciando o caminho de volta para San Pedro, haverá uma parada para almoço. O terceiro local a ser visitado neste ‘day tour’ é o Salar do Atacama, o maior do Chile e terceiro maior do mundo. Entre picadas abertas em meio ao sal e pequenos espelhos d’água, esta a Laguna Chaxa, habitat de três espécies de flamingos que vão encher seus olhos e o cartão de memória da sua câmera. Por fim, o passeio faz uma parada no vilarejo de Toconao, construído com pedras de origem vulcânica.

Roteiro no Atacama - Piedras Rojas

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

O preço do tour varia entre 45.000 (US$ 68,10) e 55.000 pesos chilenos (US$ 83,25), dependendo da agência e do pacote fechado. Fora isso, é preciso pagar um ingresso de 3.000 pesos chilenos (US$ 4,55) na entrada das lagunas e um de 2.500 pesos chilenos (US$ 3,80) na entrada do salar. O passeio chega ao fim por volta das 17h, mas este não precisa ser também o fim do seu dia. Para dar sequência ao perfeito roteiro no Atacama, sugerimos que você faça uma pausa para jantar e se apronte para tomar parte no famoso tour astronômico. Por que famoso? Porque este deserto chileno é considerado um dos melhores locais do mundo para se observar estrelas e abriga complexos telescópicos gigantescos!

Duas recomendações: o passeio não sai em dias nublados ou de lua cheia e é melhor reservá-lo com antecedência, pois as vagas se esgotam rapidamente. A empresa mais popular é a SPACE, mas você pode pesquisar outras na internet ou mesmo pedir ajuda ao seu hotel para fazer a reserva. O horário do passeio varia muito conforme a época do ano e qual agência você escolhe, podendo sair das 19h00 à 0h40! O tour dura duas horas e vai levar você para observar o espaço a olho nu e também através de diferentes tipos de telescópios e binóculos. O custo fica entre 17.000 (US$ 25,75) e 25.000 pesos chilenos (US$ 37,85). Quem quiser saber mais sobre os diferentes tipos de tours astronômicos pode acessar aqui um excelente texto do Quero Viajar Mais.

Roteiro no Atacama - Salar do Atacama

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro no Atacama: Dia 3 – Termas de Puritama e Laguna Cejar

O terceiro dia de roteiro no Atacama será dedicado ao ‘tchibum’, hehe. Isso porque sugerimos que você visite três locais onde é possível tomar banho. O primeiro deles são as Termas de Puritama, localizadas a 30 quilômetros de San Pedro. Suas águas nascem na Cordilheira dos Andes e atingem temperaturas altas por causa da proximidade com materiais vulcânicos. Depois, emanam até a superfície no Rio Puritama, originando oito piscinas naturais, rodeadas de morros e vegetação nativa. O complexo conta com local para trocar de roupa, banheiros e terraços em cada uma das piscinas. A temperatura média das águas termais é de 33 °C.

Nada melhor do que relaxar na água quentinha depois de tantos dias batendo perna pelo deserto, não é mesmo? O tour parte entre 8h e 9h e retorna por volta das 13h. O preço varia entre 12.000 (US$ 18,15) e 20.000 pesos chilenos (US$ 30,25), dependendo da agência e do pacote fechado. Fora isso, é preciso pagar um ingresso salgado de 19.500 pesos chilenos (US$ 29,50) na entrada das termas. Ele pode ser comprado com antecedência através do site oficial.  De volta a San Pedro, almoço e preparação para o tour da tarde. Desta vez, o ‘tchibum’ será em águas bastante diferentes. O último passeio do último dia de roteiro no Atacama será para a Laguna Cejar, que inclui também os Ojos de Salar e a Laguna Tebinquinche.

Roteiro no Atacama - Laguna Cejar

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

O horário de partida varia entre 15h e 16h e vai levar você ao coração do Deserto do Atacama, a 25 quilômetros de San Pedro. A primeira parada será na Laguna Cejar, uma lagoa de água mais salgada que a do Mar Morto e rodeada por vulcões. É claro que o barato aqui é entrar na água e boiar, pois você não afunda devido à quantidade de sal. Mas cuidado com os olhos: não deixe pingar água neles de jeito nenhum, pois o sal pode queimá-los! O mesmo se aplica a câmeras, celulares e outros equipamentos eletrônicos. Note ainda que a sensação do sal na pele não é das melhores e é melhor tomar um banho de água doce antes de voltar para o tour – há chuveiros ao ar livre disponíveis. A segunda parada será nos  Ojos del Salar, dois poços de água doce escavados no meio do deserto.

O banho neles é livre, mas o tempo é curto, apenas para um ou dois mergulhos. O fim do passeio é na Laguna Tebinquinche, onde será servido um aperitivo enquanto se contempla o pôr do sol. O lugar é muito bonito, embora esteja do lado contrário do entardecer, e pode-se admirar o reflexo da Cordilheira dos Andes nas águas ao mesmo tempo em que o céu funde-se com a brancura do sal. Nada poderia fechar melhor o seu roteiro no Atacama do que este cenário! O preço do tour é de 20.000 pesos chilenos (US$ 30,25). Fora isso, é preciso pagar um ingresso de 15.000 pesos chilenos (US$ 22,70) na entrada da Cejar e de 2.000 (US$ 3,05) na Tebinquinche. Findo este passeio, por volta das 19h, é só curtir a última noite em San Pedro com boa comida e muito pisco sour.

Roteiro no Atacama - Laguna Tebinquinche

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve no Deserto de Atacama em dezembro de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais