Página inicial AméricaChile Confira 10 dicas da Ilha de Páscoa que você precisa saber antes de viajar

Confira 10 dicas da Ilha de Páscoa que você precisa saber antes de viajar

por Escolha Viajar
Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Embora pertença ao território do Chile, a Ilha de Páscoa tem cultura polinésia, sol forte como o Brasil e preços exorbitantes de Europa. Essa mistura toda se concentra em diminutos 170 quilômetros quadrados tão distantes de qualquer outro pedaço de terra que a ilha é considerada o lugar mais isolado do planeta. Portanto, é bom pesquisar algumas dicas da Ilha de Páscoa antes de empreitar uma viagem até lá, pois será difícil percorrer de volta os 3.800 quilômetros que a separam da costa da América do Sul caso algo fique faltando!

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA ILHA DE PÁSCOA e pagar barato
⇒ GUIA DE VIAGEM ILHA DE PÁSCOA: Tudo que você precisa saber!

Não que viajar até a Ilha de Páscoa seja difícil ou complicado. Apesar da distância, há voos diários até lá saindo de Santiago do Chile, a língua oficial é o espanhol e a moeda é o relativamente barato peso chileno (US$ 1 = 651,50 pesos). Mas é bom ter uma carteira internacional de motorista, protetor solar e outras coisinhas na mala que você vai levar até os confins do Oceano Pacífico. Confira 10 dicas da Ilha de Páscoa que você precisa saber antes de viajar.

Dicas da Ilha de Páscoa – Dinheiro e câmbio

O aeroporto da ilha é apenas um pavilhão de madeira e não tem casa de câmbio, então troque uma parte do seu dinheiro por pesos chilenos antes de embarcar. Caso não consiga, o dólar é aceito como moeda corrente, mas você sempre acaba perdendo um pouco com a conversão não oficial praticada pelos locais. E o troco sempre será dado em pesos. Uma vez na ilha, você pode trocar dinheiro na loja de conveniência do único posto de gasolina local, que pratica uma cotação bem honesta, ou sacar com seu cartão de débito/crédito internacional em um caixa ATM.

Dicas da Ilha de Páscoa – Transporte

A maioria dos hotéis, hostels e pousadas oferece transfer gratuito desde o aeroporto porque a ilha é muito pequena. Consulte se o seu não faz isso antes de chegar e encarar as caras tarifas praticadas pelos taxistas locais. Trajetos do centro até qualquer ponto da ilha não saem por menos de 12.000 pesos chilenos, ou cerca de US$ 18,5. Ida e volta são 15.000 pesos (US$ 23).

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Ilha de Páscoa – Policiamento

Embora seja discreto, o policiamento na ilha é muito eficiente e adora abordar turistas desavisados para arrecadar com as multas. Portanto, não tente dirigir um carro sem habilitação internacional (saiba como fazer a sua aqui) ou entrar nos locais que são considerados parte do Parque Nacional Rapa Nui sem ter comprado o ticket. A ausência de uma bilheteria pode aguçar a vontade de alguns de não pagar os caros US$ 60 de entrada, mas se você fizer isso e for abordado por um policial, terá que pagar uma multa de três vezes o valor do ingresso.

Dicas da Ilha de Páscoa – Prepare seu bolso

Os preços praticados na ilha são padrão Europa: altos. Sendo isolada do mundo e tendo pouquíssima produção local, quase tudo por lá é importado e precisa chegar de avião, inclusive a água, o que encarece muito as mercadorias. Uma simples refeição com duas empanadas e duas cervejas sai por 10.000 pesos, ou US$ 15,3. Uma cama em quarto compartilhado de hostel, US$ 35. Portanto, recheie bem seu ‘porquinho’ antes de planejar uma visita à ilha.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Ilha de Páscoa – Snorkel e mergulho

O mar da Ilha de Páscoa é considerado um dos mais cristalinos do mundo e muito procurado por praticantes de snorkel e mergulho. Se for o seu caso, não deixe para fazer o passeio no último dia. O vento que sopra o tempo todo sobre a ilha pode mudar as condições do tempo de uma hora para outra, cancelando as atividades no mar.

Dicas da Ilha de Páscoa – Sobe e desce dos termômetros

Ainda sobre o clima da ilha, prepare-se para viradas bruscas de temperatura antes do amanhecer e ao entardecer. Sem a presença do sol, o vento frio predomina e derruba os termômetros em mais de 10ºC rapidamente, mesmo nos meses de verão. Isso vale principalmente se você for ver o nascer do sol no Ahu Tongariki, ou o pôr do sol em Tahai. Use calças compridas, tênis e um bom casaco, deixando uma muda de roupa mais fresquinha por baixo.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Ilha de Páscoa – Sol de Brasil

Passe protetor solar o tempo todo, mesmo que você ache que está acostumado com o sol forte do Brasil. E não estamos falando de fator 15, mas de 50 para cima. O astro rei é inclemente na ilha e, como o vento constante refresca a pele, você não sente o quanto está sendo queimado. Como tudo na ilha é muito caro, recomendamos que você leve o seu na mala desde o Brasil, para não sofrer um ‘rombo’ no orçamento tendo que comprar o seu por lá. Se for adepto, use chapéu ou boné.

Dicas da Ilha de Páscoa – Pé na lama

Se escolher fazer alguns dos passeios pela ilha a pé, como a trilha até a caverna Ana Kakenga ou a subida ao vulcão Rano Kau, prepare-se para andar por estradas de terra bem poeirentas. Nada de usar chinelos ou meias claras porque tudo vai ficar muito sujo e é quase impossível de limpar. Até mesmo da pele dos pés é difícil tirar as manchas de terra.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Ilha de Páscoa – Respeite o patrimônio

Nunca suba ou toque nos famosos moais, as estátuas de pedra gigantescas que representam os ancestrais do povo original da ilha, os Rapa Nui. Há vários conjuntos de moais – ou ‘ahus’ – sem qualquer tipo de vigilância ou fiscalização, e a tentação de tirar uma foto pertinho de um desses gigantes fica grande. Mas, ao contrário de outros lugares do mundo, na Ilha de Páscoa a população realmente se importa em preservar seu maior patrimônio histórico e alguém vai chamar sua atenção se tentar fazer isso, mesmo sendo apenas uma pessoa que esteja passando na rua. Respeite as placas de sinalização para não passar vexame.

Dicas da Ilha de Páscoa – Siga viagem

A Ilha de Páscoa é parada obrigatória do único voo que sai da América do Sul para a Polinésia Francesa, operado pela LATAN. Aproveite a ida ao lugar mais isolado do mundo para emendar mais cinco horas de viagem até este conjunto de arquipélagos considerado um dos lugares mais lindos do planeta. O voo sai de Santiago do Chile nas segundas-feiras, para na Ilha de Páscoa por uma hora e retorna da Polinésia nas terças, fazendo o mesmo ‘pit stop’.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve na Ilha de Páscoa em novembro de 2014 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

3 comentários

Rubens A. Sica 1 de novembro de 2018 - 16:20

Estamos pretendendo viajar brevemente para a Ilha de Pascoa e estas dicas foram excelentes. Obrigado!

Responder
Escolha Viajar 5 de novembro de 2018 - 09:16

Olá, Rubens!
Ficamos felizes em ajudar na sua viagem.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Fernanda Scafi 2 de abril de 2015 - 02:43

Eu que o diga essa história do protetor solar!!! Quando fui pra Ilha de Páscoa no começo de 2013 não existia essa info em nenhum lugar da internet mas o sol de lá queima muito mais do q tô acostumada no Brasil!!! Quase tive uma insolação! E joguei minhas meias fora depois dos passeios na ilha, mas já tinha levado meias velhas pra isso mesmo…

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais