Página inicial OceaniaAustrália Roteiro de viagem pela Austrália: 22 dias de Cairns até Melbourne

Roteiro de viagem pela Austrália: 22 dias de Cairns até Melbourne

por Escolha Viajar
Imagem: Google Maps/Reprodução

Em se tratando de um país de dimensões tão continentais quanto o Brasil, não é fácil montar um roteiro de viagem pela Austrália que caiba no seu bolso e tempo disponível de férias. Para conhecer algumas das principais atrações do país sem extrapolar nenhum dos dois, é preciso limitar a viagem a uma região que é bastante ampla, mas, ao mesmo tempo, fácil de conhecer de ônibus ou avião, formando um roteiro que é praticamente uma linha reta de norte a sul. Estamos falando da costa leste australiana, onde estão localizadas belas praias, ilhas fantásticas, zoos incríveis, estradas cênicas e metrópoles cheias de vida, como Sydney e Melbourne.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA AUSTRÁLIA gastando pouco
⇒ GUIA DE VIAGEM AUSTRÁLIA: Tudo que você precisa saber!

Esta sugestão de roteiro tem 22 dias de duração e percorre todas as atrações das cidades de Cairns, no extremo norte; Airlie Beach, Rainbow Beach, Byron Bay, Sydney e Melboune, quase no extremo sul. Estamos falando de uma distância de quase três mil quilômetros, mas, mesmo assim, é preciso considerar a hipótese de percorrê-la toda de ônibus. Passagens de avião são algo caro na Austrália, mesmo nas companhias ‘low cost’. Os ônibus também não são lá muito baratos, mas existem algumas empresas – como a Greyhond – que oferecem passes turísticos que possibilitam percorrer toda uma região sem ter que ficar comprando passagens toda hora.

Seja no conforto do avião, seja no sacolejo do ônibus, vale a pena encarar a incrível aventura que é percorrer a costa leste da Austrália de norte a sul. Confira nossa sugestão e monte seu roteiro de viagem pela Austrália:

Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 1: Cairns

Cairns é uma cidade do Estado de Queensland, no norte da Austrália, considerada o portão de entrada para o melhor local de mergulho do mundo: a Grande Barreira de Corais, ou ‘Great Barrier Reef’. Além das atrações em alto-mar, é bom reservar um dia para passear em terra firma também. Cairns é uma cidade simpática e que conta com uma gigantesca piscina pública, chamada de ‘Lagoon’, onde você pode se refrescar do calor tórrido dos trópicos.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Além disso, Queensland é um dos Estados australianos que permite que você toque em animais como cangurus e colaras. Portanto, aproveite o dia livre para ir a um dos pequenos zoos situados nos arredores de Cairns para tirar sua foto abraçadinho com um coala ou alimentar um canguru.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 2: Cairns

No seu segundo dia em Cairns, pegue um tour para passar o dia em Green Island. Essa ilha minúscula é uma das atrações locais por suas águas cristalinas e areia branquinha, combinação perfeita para passar o dia fazendo piquenique, praticando snorkel e relaxando ao sol. De volta à cidade, vá jantar e beber algumas cervejas no pub P.J.O’Brien’s. A comida e deliciosa, os preços são honesto e o ambiente, super descontraído.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
Foto: Wouter Hagens/Wikimedia Commons (CC BY SA 3.0)

Foto: Wouter Hagens/Wikimedia Commons (CC BY SA 3.0)


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 3: Grande Barreira de Corais (Cairns)

No terceiro dia, é finalmente hora de embarcar para a Grande Barreira de Corais. Você pode pegar um tour que vai e volta no mesmo dia, mas nós recomendamos que você pegue um passeio que passe pelo menos uma noite no mar. Nesse tipo de tour, estão incluídas todas as refeições e equipamento de snorkel ou de mergulho de cilindro (que custa mais caro, é claro).

São pelo menos três paradas para mergulho por dia, sendo que você não faz basicamente nada além de ver peixes e corais multicoloridos – ou, se usar cilindro, tubarões, tartarugas e outros animais maiores -, comer e desmaiar na cama.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 4: Grande Barreira de Corais (Cairns)

No quarto dia, você ainda amanhece no barco e tem mais três paradas para mergulhar e se deliciar com os peixes e corais multicoloridos da Grande Barreira de Corais. Depois do almoço, quem comprou o tour de apenas uma noite é transferido para uma embarcação menor, que volta para Cairns, onde chega por volta das 16h. Provavelmente, você estará tão exausto de tanto nadar que só conseguirá pensar na cama do hotel para encerrar o dia.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 5: Cairns/Airlie Beach

O quinto dia é dedicado a fazer o primeiro deslocamento pela costa leste da Austrália. De Cairns até Airlie Beach, ainda no Estado de Queensland, são 620 quilômetros de distância. Se tiver orçamento, você pode voar do aeroporto de Cairns até o de Proserpine em apenas uma hora e, de lá, pegar um transfer de cerca de 45 minutos para Airlie Beach. Se o dinheiro estiver apertado, o jeito é encarar as cerca de oito horas de estrada de uma cidade até a outra.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 6: Whitsundays (Airlie Beach)

Airlie Beach é uma pequena cidade da costa de Queensland que serve como porta de entrada para o Arquipélago das Whitsundays. É claro que você pode se hospedar nas próprias ilhas, mas essa é uma alternativa bem mais cara e cujo deslocamento extra não compensa se o seu objetivo aqui é apenas visitar Whitehaven Beach.

Considerada uma das praias mais lindas do mundo, ela está localizada em Whitsunday Island e pode ser visitada em tours de barco de meio dia – combinada com outras ilhas da região -, um dia inteiro ou ainda de hidroavião. Recomendamos o tour de um dia inteiro, pois as outras Whitsundays não chegam aos pés da beleza inigualável de Whitehaven. Esse passeio inclui uma parada na enseada de Hill Inlet, cujo mirante proporciona uma das vistas mais fotografadas da Austrália.

Conforme a maré sobe ou desce, a areia é deslocada pela água cristalina, criando uma fusão de branco, verde e azul que lembra mais uma pintura impressionista do que um cenário real e palpável. Depois, você é levado para outro trecho dos 7 quilômetros de areias completamente brancas de Whitehaven para passar o restante da tarde. No fim do dia, o barco retorna para Airlie Beach.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 7: Airlie Beach/Rainbow Beach

Mais um dia de deslocamento pela Austrália, desta vez de Airlie Beach até Rainbow Beach, ainda dentro do Estado de Queensland, mas a longos 960 quilômetros de distância. Se o seu orçamento permitir, você pode pegar um transfer de 40 minutos até Proserpine e, de lá, voar até Brisbane, de onde partem ônibus que percorrem o trajeto restante até Rainbow em três horas. Caso contrário, são cerca de 12 horas de estrada entre uma praia e outra.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 8: Rainbow Beach

Seu primeiro dia em Rainbow Beach já começará bem cedinho. Isso se você quiser alimentar com a mão os golfinhos do Barnacles Dolphin Centre. O lugar é uma das atrações da região, mas é preciso pegar o tour às 7h, pois os animais só podem ser vistos das 8h às 9h e a fila é grande.

De volta ao centro da cidade, você terá o resto do dia livre para curtir a praia e visitar a Carlo Sandblow, a gigantesca duna de areias coloridas que deu nome ao lugar (‘rainbow’ significa arco-íris). O pôr do sol é o momento mais adequado para visitar a duna, pois o calor não queima mais os pés e a paleta de cores das areias fica ainda mais variada com o sol descendo por trás.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 9: Fraser Island (Rainbow Beach)

Mas a grande atração de Rainbow Beach não fica em Rainbow Beach. A praia é a porta de entrada para Fraser Island, a maior ilha de areia do mundo. Você pode fazer o passeio por conta própria, mas é preciso alugar um veículo 4X4, o que não é uma coisa barata na Austrália. Por isso, recomendamos que você faça um tour de dois dias pela ilha. Nesse passeio, já estão inclusos transporte, refeições e hospedagem.

No primeiro dia na ilha, você vai conhecer o incrível Lago McKenzie, com suas areias muito brancas e águas super azuis; vai caminhar pela ‘Seven Miles Beach’, ou Praia de Sete Milhas; subir o rochedo de Indian Head, para ter uma vista panorâmica; e mergulhar nas ‘Champagne Pools’, piscinas naturais nas pedras junto ao mar.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 10: Fraser Island (Rainbow Beach)

No segundo dia de tour por Fraser Island, você vai caminhar pelas dunas até chegar ao Lago Wabby, que surge muito verde em meio ás areias, em outra paisagem surreal da ilha. Vai tirar algumas fotos com o naufrágio do navio de carga neozelandês SS Maheno e, por fim, terá algumas horas para banho e diversão no cristalino riacho Eli Creek (não é possível entrar no mar em Fraser Island por conta das arrais, águas-vivas e tubarões). No fim da tarde, o tour leva você de volta para Rainbow Beach.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 11: Rainbow Beach/Byron Bay

Mais um dia dedicado a se deslocar pela Austrália, dessa vez de Rainbow Beach até Byron Bay, agora já no Estado de New South Wales e a pouco mais de 400 quilômetros de distância. Novamente, você pode pegar um ônibus de três horas até Brisbane e, de lá, voar para o aeroporto da Gold Coast, de onde partem ônibus e transfers que chegam a Byron Bay em 45 minutos. Mas, se quiser gastar menos e também não ter tanto trabalho, basta pega um ônibus de uma praia até a outra. São cerca de cinco horas de estrada.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 12: Byron Bay

Byron Bay é um encantador balneário que reúne neo hippies, surfistas e muitos jovens em busca de areias mais sossegadas e festas mais baratas do que as da badalada vizinha Surfer’s Paradise. A cidade é pequena e charmosa, cheia de lojinhas, restaurantes e bares para curtir de dia ou à noite. A praia é longa e cercada por vegetação nativa, pois está, em parte, localizada em uma área de preservação natural.

Aproveite seu primeiro dia para relaxar nas areias, sendo que você pode se abrigar melhor do vento e do sol nos rochedos que ficam no fim, à direita (é proibido usar guarda-sol nas praias australianas, apenas barracas). Ali também há um mirante de onde é possível monitorar os surfistas e ter uma boa visão da praia. Se curte surfe, qualquer hotel tem pranchas para alugar.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 13: Byron Bay

No segundo dia em Byron Bay, aproveite o frescor da manhã para fazer a cênica caminhada até o farol, a ‘Cape Byron Walking Track’. São quase quatro quilômetros entre ida e volta, passando por penínsulas, rochedos e pequenas praias, até chegar ao farol. Você também conhecerá o mirante localizado no ponto mais leste de toda a Austrália.

Na volta, pare e uma pequena enseada chamada ‘The Pass’. Há um restaurante delicioso para almoçar e uma praia onde se refrescar e passar o resto da tarde. Além disso, a faixa de areia está localizada em um ângulo que permite uma belíssima visão do pôr do sol no mar!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 14: Byron Bay/Sydney

Mais um dia de deslocamento, desta vez para, finalmente, chegar à maior cidade e coração pulsante da Austrália: Sydney! Para percorrer o trajeto de 770 quilômetros, você pode pegar um transfer de 45 minutos até o aeroporto da Gold Coast e, de lá, voar para Sydney em uma hora e meia. Ou, como de costume, economizar e enfrentar as nove horas de estrada dentro de um ônibus.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 15: Sydney

Sydney é uma grande metrópole, então e bom dividir seus passeios por regiões para maximizar o tempo. Comece pela belíssima Baía de Sydney e todas as suas atrações: suba no mirante do pilar da Harbour Bridge, visite a icônica Opera House e aproveite o sol nos gramados do Jardim Botânico. Além de oferecer uma vista panorâmica da Harbour Bridge e da Opera House juntas, o parque também tem lindos canteiros floridos e uma concentração gigantesca de cacatuas e morcegos.

É claro que ninguém quer morcegos voando no seu cangote, mas eles costumam ficar apenas bem no alto das árvores. Já as cacatuas são muito mansas e acostumadas com a presença de humanos, sendo possível atraí-las para a sua mão com biscoitos ou barra de cereal. O problema é que elas não vão querer largar você depois, hehe.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 16: Sydney

O segundo dia em Sydney será dedicado a conhecer a região central da cidade, onde você pode visitar o inusitado shopping em estilo vitoriano Queen Victoria Building (ou QVB), subir ao topo da Sydney Tower Eye e relaxar no gramado do Hyde Park. Depois, basta se dirigir à região vizinha de Darling Harbour, que fica a poucas quadras de distância. Lá, você pode visitar o aquário da cidade, o Jardim Chinês, a fonte Tidal Cascades e aproveitar o fim de tarde na ‘happy hour’ de um dos inúmeros bares e restaurantes localizados ao redor da baía.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 17: Sydney

Seu quarto dia em Sydney, e décimo sétimo na Austrália, será dedicado a duas atrações bastante distintas: animais e boemia! Pela manhã, vá até a Baía de Sydney e pegue um ferry até o Taronga Zoo, o maior zoológico da cidade e um dos mais populares do país. O lugar é tão grande que há até um teleférico de leva de um portão ao outro, para que você não tenha que fazer o caminho duas vezes. Entre as atrações, estão os animais australianos, únicos na fauna mundial, como o ornitorrinco, o demônio da Tasmânia, cangurus, crocodilos e os fofíssimos coalas.

De volta à cidade grande, é hora de passear pelo The Rocks, o bairro boêmio de Sydney e que fica logo à esquerda da baía. O lugar é cheio de bares, restaurantes e baladas, alguns com terraços e vista para a Harbour Bridge e a Opera House iluminadas. Recomendamos o The Glenmore Hotel para drinques com visão panorâmica, e o Australian Hotel para pizzas deliciosas harmonizadas com boas cervejas.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 18: Sydney

No último dia em Sydney, é hora de conhecer duas de suas famosas praias. Da Baía de Sydney saem ônibus que levam você até o subúrbio da cidade, onde está localizada Coogee Beach. Esta é uma praia grande, com ‘rock pools’ – ou piscinas de pedra – dos dois lados da baía. Elas são comuns nas faixas de areia da cidade porque o mar costuma ser agitado demais para os banhistas comuns, sendo mais frequentado por surfistas. Assim como todas as faixas de areia de Sydney, Coogee conta com infraestrutura completa: banheiros, chuveiros, lugar para trocar de roupa e até churrasqueiras a gás de uso público e gratuito.

Passe a manhã em Coogee e, depois, siga até a ponta esquerda da praia, onde começa um caminho costeiro chamado ‘Bondi to Coogee Walk’. Só que você estará fazendo o trajeto inverso, indo de Coogee para Bondi, a praia mais popular de Sydney. São seis quilômetros andando entre rochedos e pequenas praias, de onde se descortinam belas vistas do litoral da cidade. Ao fim, você chega a Bondi pelo lado direito da baía, onde fica a ‘rock pool’ local. Você pode aproveitar para se refrescar do exercício e, depois, descer para a praia e encerra o dia morrendo na areia.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 19: Blue Montains (Sydney)

Dedique seu décimo nono dia na Austrália para fazer um passeio bate-volta até as Blue Montains, uma das atrações turísticas mais populares da Austrália. Você deve pegar um trem cedinho até a pequena cidade de Katoomba, a duas horas de distância, onde está localizado o parque nacional. Uma vez lá, é preciso pegar um ônibus no esquema ‘hop on, hop off’ para chegar até as montanhas, que ficam fora do perímetro urbano. A grande atração do parque é a formação rochosa conhecida como ‘Three Sisters’, mas há muito mais para ver ao longo do dia.

Quem tiver orçamento de viagem mais folgado tem possibilidade de aproveitar as atrações do ‘Scenic World’, um parque em que você pode pegar o trem mais íngreme do mundo para subir a montanha, fazer canopi ou atravessar o vale no alto de um ‘cable car’ (um bondinho aéreo, como o do Pão de Açúcar). Quem está com as moedinhas contadas tem 140 quilômetros de trilhas, cachoeiras e uma infinidade de mirantes para percorrer de graça dentro do parque. No fim do dia, é só pegar o trem de volta para Sydney.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 20: Sydney/Melbourne

Este é o último dia do roteiro de viagem pela Austrália dedicado a deslocamento de uma cidade para outra. De Sydney, você irá para Melbourne, no Estado de Victoria e a 890 quilômetros de distância. Há inúmeras opções de voos diretos disponíveis, já que são dois grandes centros urbanos do país, e a viagem dura apenas duas horas e meia. De ônibus, são mais de nove horas de estrada. Se tiver tempo, você pode quebrar o trajeto em duas partes e passar um dia extra em Camberra, a capital da Austrália. Se não, siga direto para Melbourne.
Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 21: Melbourne

O primeiro dia em Melbourne será dedicado a conhecer a cidade, muito mais calma do que Sydney e que exibe um certo ar europeu. Não existem grandes atrações turísticas a se visitar, apenas caminhar e admirar os prédios históricos, modernos, os parques muito verdes e floridos, o Rio Yara e o complexo esportivo Rod Laver, onde anualmente ocorre o torneio de tênis Australian Open. No fim do dia, aproveite a ‘happy hour’ no Ponyfish Island, um bar que fica na pilastra da ponte de pedestres Southbank e produz cervejas artesanais próprias.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Austrália – Dia 22: Great Ocean Road (Melbourne)

O último dia do roteiro de viagem pela Austrália não poderia deixar de envolver um passeio incrível. Estamos falando da Great Ocean Road, a estrada costeira considerada uma das mais cênicas do mundo! Você pode fazer o passeio por conta própria, alugando um carro, ou pegando um dos inúmeros tours que saem de Melbourne em duas modalidades: dia inteiro ou pôr do sol. Dos dois, recomendamos o que inclui o entardecer, pois a visão do sol se ponto da formação rochosa ‘Twelve Apostles’ é realmente inesquecível.

Mas, bem antes de chegar lá, você vai passar por inúmeros outros pontos turísticos pelo caminhos, como a praia de Bells Beach, a Apollo Bay, o farol de Split Point – de onde é possível ver a formação rochosa conhecida como ‘Eagle Rock’ por ter a forma de uma águia -, uma caminhada pela floresta tropical, parada para ver coalas na beira da estrada, os rochedos de Loch Ard Gorge e, finalmente, os ‘Twelve Apostles’, ou doze apóstolos. Depois que o sol de põe, o ônibus retorna para Melbourne, e você terá certeza de que encerrou seu roteiro de viagem pela Austrália com chave de ouro!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve na Austrália em março de 2012 e entre dezembro e janeiro de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

12 comentários

Ralph 2 de outubro de 2018 - 23:02

Parabens à vossa tentativa de explorar a Austrália em apenas 22 dias. Sou Australiano e sei precisamente quão difícil deveria ter sido fazer uma viagem dessas. Há muito deste país que ainda não vi. Como vocês disseram, a Austrália é um país gigantesco e levaria vários meses para se ir ver todos os lugares que valem a pena visitar. Acho que conseguiram ver uma boa amostra do que há para ver mas ainda há muito que resta para visitar. Espero que vocês tenham uma oportunidade de voltar algum dia.

Responder
Escolha Viajar 7 de outubro de 2018 - 08:54

Olá, Ralph!
Obrigada por compartilhar sua experiência conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Ana 27 de março de 2018 - 08:09

Bom dia! Adorei o trajeto de vocês. Não sei se será possivel fazer Cairns e Arlie Beach. Qual vcs aconselham? Vi que em Arlie Beach também tem o passeio para a barreira de corais. Qual empresa vcs contrataram em Cairns? Obrigada.

Responder
Escolha Viajar 31 de março de 2018 - 19:59

Olá, Ana!
Sim, é possível visitar a barreira em Airlie, mas não é nem de perto a mesma coisa que em Cairns porque é o finzinho dela, e não o coração. Se você gosta de belezas naturais, não deixe de ir a nenhum dos dois lugares, pois são sensacionais. Já fomos duas vezes e voltaríamos facilmente uma terceira. Não sabemos o nome da empresa em Cairns, contratamos o passeio na recepção do nosso hostel.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
adriana 17 de março de 2018 - 01:10

Queria saber se vcs recomendam ir a Barreira de Corais para quem não gosta de entrar no mar pois tenho medo e fobia mas ouvi falar de barco com chao de vidro, valeria a pena? Bjs

Responder
Escolha Viajar 17 de março de 2018 - 21:24

Olá, Adriana!
O barco com chão de vidro é mais um passeio para crianças pequenas e dá para ver muito pouco dos encantos da Barreira de Corais. Não recomendamos ir até Cairns apenas para isso. Mas, se a cidade já faz parte do seu itinerário por outros motivos, você pode aproveitar os tours de um dia ou meio dia até ilhas próximas, como Fitzroy ou Green Island, onde há os barcos com chão de vidro. Mas note que são apenas passeios curtos nas proximidades das ilhas, não há grandes embarcações desse tipo que partam para o mar aberto, que é onde está a grande beleza da barreira.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Carolina 2 de setembro de 2017 - 19:52

Olá,
Muito legal o roteiro de vocês, estou cogitando fazer. Vocês teriam uma estimativa de preço do roteiro que passaram?
Obrigada.
Carol

Responder
Escolha Viajar 3 de setembro de 2017 - 06:47

Olá, Carolina!
Você encontra todos os gastos detalhados da viagem aqui: https://www.escolhaviajar.com/quanto-custa-viajar-para-australia/
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Daniel 29 de agosto de 2017 - 13:33

Quanto ficaria o custo desse passeio? E onde você se hospedou? Quando pessoas foram?

Responder
Escolha Viajar 3 de setembro de 2017 - 07:16

Olá, Daniel!
Você encontra todos os gastos detalhados da viagem aqui: https://www.escolhaviajar.com/quanto-custa-viajar-para-australia/
E todos os locais onde nos hospedamos aqui: https://www.escolhaviajar.com/onde-ficar-na-australia/
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Antonio 21 de agosto de 2017 - 08:54

Obrigado pelo roteiro. Bem parecido com que eu quero fazer em fev 2018. Só que tenho 18 dias e tenho que cortar alguma coisa. Vcs recomendam Cairns mesmo pra quem não saiba mergulhar? Infelizmente o Outback nem pensar , naõ tenho tempo e dinheiro! Vi que tem várias excursões que fazem Brisbane-Cairns em 10 dias e vice-versa. Vcs recomendam?

Muito obrigado

Responder
Escolha Viajar 27 de agosto de 2017 - 06:53

Olá, Antonio!
Você não precisa mergulhar para conhecer a Grande Barreira de Corais, basta flutuar com o snorkel. E recomendamos muito que você faça, pois é um passeio sensacional. Tanto que já fomos duas vezes, hehe. Sobre excursões, infelizmente não temos como lhe aconselhar, pois fizemos o trajeto todo por conta própria.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais