Página inicial ÁsiaTailândia Roteiro de viagem pela Tailândia: 17 dias de Bangkok a Chiang Mai

Roteiro de viagem pela Tailândia: 17 dias de Bangkok a Chiang Mai

por Escolha Viajar
Roteiro de viagem pela Tailândia - Mapa

Quando a gente pensa na Tailândia, a primeira coisa que vem à cabeça é a imagem de Maya Bay, a famosa praia do filme A Praia. E, muitas vezes, só, hehe. Mas a Tailândia é um país excepcional para se visitar e CHEIO de atrações de norte a sul. Não estamos falando apenas de praias e ilhas – e mesmo que estivéssemos, já seriam várias -, mas também de belos templos budistas, mercados flutuantes, passeios com elefantes, cidades antigas, parques nacionais etc etc etc. Por isso, montar um roteiro de viagem pela Tailândia que caiba em um período normal de férias – entre 20 e 30 dias -, pode ser um grande desafio.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA TAILÂNDIA e pagar barato
⇒ GUIA DE VIAGEM TAILÂNDIA: Tudo que você precisa saber!

A primeira coisa a fazer na hora de montar seu roteiro de viagem pela Tailândia é definir qual litoral do país você vai querer visitar. Sim, porque a Tailândia tem duas zonas costeiras: uma voltada para o Mar de Andaman (oeste) e outra para o Golfo da Tailândia (leste). Na primeira estão localizados o popular arquipélago de Koh Phi Phi e a já citada Maya Bay, entre outras ilhas e praias; enquanto do outro lado ficam as famosas Koh Samui, Koh Tao e Koh Phangan – onde ocorre a ‘Full Moon Party’. Dá para fazer os dois lados em uma viagem só? Dá, mas nesse caso você provavelmente não verá nada do país além de ilhas. Sem falar que o transporte de barco não é algo barato por lá.

Além disso, é preciso levar em conta em qual época do ano você vai, pois as temidas monções atingem os dois litorais em meses diferentes. Na costa oeste, a temporada molhada vai de abril a outubro. Já na costa leste, de setembro a dezembro. Uma vez escolhido de qual ‘lado’ você está, hehe, é hora de definir o que mais ver na Tailândia. A gigantesca Bangkok e seus belos templos em meio ao caos da metrópole, muitos bares e baladas? A pacata Chiang Mai, com seu mercado de rua e seus centros de recuperação de elefantes? Como dissemos mais acima, são muitas as opções…

Por isso, montamos uma sugestão de roteiro de viagem pela Tailândia que permite visitar algumas das atrações mais populares do país sem estourar seu período de férias (nem seu orçamento):

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 1: Bangkok

Se você chegou à Tailândia de avião, provavelmente desembarcou em Bangkok, a caótica capital do país. Para garantir que estará próximo das principais atrações da cidade e também de todo o agito, hospede-se na região da Khaosan Road, que virou reduto turístico depois que Leonardo di Caprio bateu perna pela rua comendo escorpiões assados em ‘A Praia’. Uma vez instalado no hotel/hostel, vá direto até o píer mais próximo e pegue um ‘express boat’ – o barco que funciona como ônibus no rio Chao Phraya. Desça na estação Tha Tien onde ficam, lado a lado, dois pontos turísticos imperdíveis da cidade: o Wat Pho e o Grand Palace.

⇒ Vai para Bangkok? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Mais conhecido como ‘Templo do Buda Reclinado’, o Wat Pho é um mosteiro real inaugurado em 1801 e que abriga a famosa ‘Phra Buddha Saiyas’, ou Estátua do Buda Reclinado. A imagem, feita de tijolos e coberta com laca e ouro, ocupa uma sala inteira do templo e tem nada menos do que 46 metros de comprimento por 15 metros de altura! O templo abre das 8h às 18h30 e a entrada custa menos de US$ 3. Lembre-se de não usar roupas curtas, decotadas ou muito justas, além de não sentar com os pés voltados para Buda. Mais informações no site oficial do templo.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Já o Grand Palace é a antiga residência da muito amada família real que governa o país. Os soberanos já não habitam seus aposentos desde 1925, mas o respeito é tão grande que as regras continuam as mesmas: saias e bermudas devem ir até abaixo dos joelhos, chinelos são proibidos e todos precisam estar com os ombros cobertos. E não basta jogar um lenço, é preciso MANGAS. Tudo pode ser alugado na entrada do templo e é preciso ter o aval da fiscal para poder passar!  Sua grande atração é a Capela do Buda de Esmeralda, que, embora belíssima, é feita de jade, e não de esmeralda, he. O Grand Palace abre das 8h30 às 15h30 e a entrada custa menos de US$ 14.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Bangkok

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 2: Bangkok

Reserve seu segundo dia em Bangkok para acordar cedo e visitar uma das atrações que ficam nos arredores da cidade: o o mercado flutuante de Damnoen Saduak, um pequeno vilarejo que cresceu à margens do rio a 100 quilômetros da capital da Tailândia. É possível pegar ônibus públicos para chegar até lá, mas tours costumam ser tão baratos no país que vale mais a pena relaxar no encosto de uma van com ar condicionado durante as duas horas de trajeto do que fazer tanta economia.

Garanta que o passeio saia bem cedo de Bangkok, pois o melhor horário para visitar o mercado é das 8h às 10h. Depois disso, o lugar fica absurdamente lotado. A van vai deixar você no acesso por terra mais próximo, de onde se pega um barco para chegar ao mercado. A maioria dos tours deixa você livre por duas horas para percorrer o local a pé – os setores são ligados por pontes e não é difícil ir e vir – ou pagar um tradicional ‘long tail boat’ para ficar circulando pelos canais por 30 minutos ou uma hora.

De volta à cidade, aproveite o resto da tarde para visitar outro belo templo budista: o Wat Arun, ou Templo do Amanhecer. Ele fica localizado exatamente em frente ao Wat Pho e o Grand Palace, mas do outro lado do rio. Então, é só descer de novo na estação Tha Tien  do ‘express boat’ e pegar o barquinho que faz a travessia até o píer do Wat Arun. O templo abre das 8h30 às 17h30 e fica especialmente bonito ao entardecer, quando o sol se põe por trás de seus edifícios. A entrada custa meros US$ 0,85. À noite, percorra as agitadas ruas Rambuttri e Khaosan e escolha seu restaurante ou bar para comer e se divertir. E não perca a oportunidade de fazer uma massagem tailandesa enquanto bebe sua cerveja!

Roteiro de viagem pela Tailândia - Bangkok

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 3: Ayutthaya (Bangkok)

Em seu terceiro e último dia em Bangkok, dedique-se a visitar a belíssima antiga capital do reino do Sião: Ayutthaya. Localizada a 90 quilômetros da cidade, ela é facilmente acessível de ônibus intermunicipal, trem ou a bordo dos baratíssimos tours tailandeses. Há saídas diárias e qualquer hotel pode agendar um para você. Se quiser ir por conta própria, confira mais informações aqui (em inglês). Ayutthaya foi destruída pelo exército birmanês em 1767, e as ruínas hoje formam um sítio arqueológico reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Sua grande atração são as centenas de estátuas de Buda sem cabeça, pois as mesmas foram decapitadas pelos birmaneses.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Ayutthaya

Foto: Evilarry/Wikimedia Commons (Public Domain)


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 4: Bangkok/Koh Lipe

De Bangkok, a melhor maneira de seguir um roteiro de viagem pela Tailândia é voando para uma de suas duas extremidades – norte ou sul – e depois ir subindo ou descendo em linha reta até a outra. Nossa sugestão é pegar um avião até Trang, no sul, e de lá, seguir de ferry até Koh Lipe, a primeira ilha que você vai visitar no país. A companhia Nok Air vende o combo todo: voo + van até o píer + ferry. Assim, você não precisa se preocupar com cada trecho do trajeto em separado. O avião parte 7h30 e você chegará a Koh Lipe um pouco antes do fim da tarde. Note que não há píer em Koh Lipe, sendo necessário pegar um barco desde o terminal flutuante da ilha até o seu hotel.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Lipe

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 5: Koh Lipe

Koh Lipe é uma pequena ilha localizada no sul do Mar de Andaman, a 60 quilômetros de terra firme tailandesa e a 30 da Malásia. Embora possa ficar lotada nos meses de férias, ela costuma ser menos procurada por turistas por estar longe do tradicional circuito Bangkok-Koh Phi Phi-Ao Nang. Suas três praias de areias muito brancas e o mar extremamente azul são um convite para relaxar e se desligar do mundo.

⇒ Vai para Koh Lipe? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Na verdade, não há muito mais a fazer em Koh Lipe a não ser se embebedar na sua beleza. Existem um pequeno centro comercial com bares e restaurantes e alguns tours para fazer snorkel ao redor da ilha. Nada de estradas, carros ou agito. A ‘vibe’ é alugar um bangalô pé de areia, estocar algumas cervejas no frigobar e passar o dia alternando entre Pattaya Beach, a praia principal da ilha; Sunrise Beach, onde o sol nasce (na foto), e Sunset Beach; onde ele encerra sua jornada diária. Tudo regado à deliciosa culinária tailandesa.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Lipe

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 6: Koh Lipe

Mais um dia para relaxar à beira-mar nesta pequena ilha paradisíaca chamada Koh Lipe. Se passou o anterior em Sunrise Beach, tente hoje Pattaya. Ou contrate um dos tours para fazer snorkel no Mar de Andaman, famoso pela diversidade de sua vida marinha. No fim da tarde, não deixa de ‘bater ponto’ em Sunset Beach para assistir ao pôr do sol.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Lipe

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 7: Koh Lipe/Koh Phi Phi

De Koh Lipe, é hora de partir para o lugar mais esperado da sua visita à Tailândia: o arquipélago de Koh Phi Phi. Para percorrer o trajeto, pegue o ‘speed boat’ da Tiger Line, que sai às 10h, passa por Koh Lanta e mais meia dúzia de ilhas menores e chega a Phi Phi às 17h. Mas esteja preparado para o preço salgado: cerca de US$ 70. Atente também que o barco não opera durante a temporada de monções (maio a outubro).

Se for viajar nesta época do ano, coisa que não recomendamos, será preciso voltar à terra firme para percorrer a rota via avião – do aeroporto de Trang para o de Phuket ou Krabi. De barco, você vai desembarcar em Phi Phi Don, a ilha principal do arquipélago. O píer fica em Tonsay Bay, onde há inúmeras opções de hospedagem boa e barata. Mas, se preferir o lado mais calmo da ilha, pode procurar um lugar para ficar em Loh Dalum Bay. Neste caso, é melhor contratar um dos caras que oferecem carrinhos para carregar as malas no píer, pois são cerca de 15 minutos de caminhada por ruelas estreitas e labirínticas onde é muito fácil se perder.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Phi Phi

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 8: Koh Phi Phi

O arquipélago de Koh Phi Phi é o local mais turístico e procurado da Tailândia graças à Maya Bay, a praia do filme ‘A Praia’. Localizado no Mar de Andaman, está encravado entre outras duas destinações muito populares no país: a Ilha de Phuket e a cidade de Krabi, no continente. Como há muita coisa para ver e fazer no arquipélago, é bom já embarcar no primeiro dia em um dos inúmeros ‘Koh Phi Phi Day Tours’, que percorre vários pontos turísticos em um único dia e pode ser marcado em qualquer hotel ou agência de turismo.

⇒ Vai para Koh Phi Phi? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

O passeio serve como aperitivo das inúmeras atrações locais, como a Monkey Beach, Bamboo Island, Mosquito Island (na foto) e a própria Maya Bay, embora não pare tempo suficiente em nenhum delas. Mas, assim, você terá uma ideia geral de Phi Phi e saberá para onde vale a pena alugar um barco particular e voltar em um segundo momento. De volta à ilha principal, aproveite para curtir a agitada noite local, recheada de restaurantes, bares e baladas animados e muito baratos. Não deixe de provar os drinques vendidos em baldinhos – sim, baldes! – em qualquer barraquinha de rua.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Phi Phi

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 9: Koh Phi Phi

No seu segundo dia em Phi Phi, aproveite a manhã para curtir o sol e o mar em uma das praias de Phi Phi Don, seja Tonsay Bay ou Loh Dalum Bay. À tarde, prepare-se para embarcar para a aguardada Maya Bay de uma forma ainda não muito conhecida e, com certeza, inusitada: o tour chamado de ‘sleep aboard’. Ele é operado por uma única empresa, o que garante a preservação da área e que você terá a praia só para si e o grupo que estiver no barco. Por isso, também, é importante fazer sua reserva com antecedência, pois as vagas por noite são limitadas.

O passeio parte de Phi Phi Don no fim da tarde, para em um ponto de snorkel e chega à Ilha de Phi Phi Leh, onde fica Maya Bay, pouco antes do pôr do sol. Na programação estão churrasco na praia – com direito a muitos drinques -, mergulho com o plâncton fluorescente e passar a noite na coberta do barco, sob a luz das estrelas. De manhã, você volta à praia para fazer fotos à luz do dia. Como os ‘day tours’ e barcos alugados ainda não chegaram por lá, você terá Maya Bay só para você, o que é algo extremamente difícil de conseguir! O passeio é caro – US$ 100 -, mas simplesmente sensacional e vale cada centavo investido.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Phi Phi

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 10: Koh Phi Phi

Depois de amanhecer em Maya Bay, o tour ‘sleep aboard’ vai levar você de volta a Phi Phi Don por volta das 10h. Primeiro, retorne para o hotel e durma um pouco para se recuperar da noite agitada e, provavelmente, em claro que passou em Maya Bay – sem falar na ressaca, hehe. À tarde, depois de um almoço revigorante, prepare-se para subir até o mirante de Phi Phi. Ele fica bem no meio da ilha e é fácil de achar, basta pedir algumas orientações no seu hotel.

A caminhada morro acima não é pesada, mas pode ficar cansativa no sufocante calor tailandês. Aproveite os restaurantes pelo caminho para beber um suco gelado. O mirante é administrado por uma família, que cobra uma entrada de valor simbólico. Lá do alto, você terá uma visão incrível das duas baías da ilha – Tonsay e Loh Dalum -, divididas por uma minúscula faixa de areia. Há também algumas fotos impressionantes de quando um tsunami devastou o lugar, em 2004, e simplesmente apagou a faixinha de areia do mapa.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Phi Phi

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 11: Koh Phi Phi/Railay Beach

Seu último dia em Koh Phi Phi é uma ótima oportunidade de alugar um barco particular e voltar a algum dos locais que você tenha gostado durante o ‘day tour’, mas que não teve muito tempo para aproveitar. O Escolha Viajar recomenda fortemente Bamboo Island (na foto), que é uma belezura só! Se puder, reúna um grupo de pelo menos seis pessoas para rachar o preço do barco, que não é exatamente barato. Se não, vá de qualquer forma porque Bamboo vale o investimento.

⇒ Vai para Railay? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Saia cedo de Phi Phi Don para evitar as multidões de turistas do ‘day tour’ e leve água e comida com você, pois não há nada para vender em Bamboo. Aproveite por algumas horas a areia branca como talco e o mar mais azul que você poderia imaginar. Almoce à sombra dos bambus e combine com o barco de voltar para a ilha principal antes de o lugar ficar lotado demais. À tarde, é hora de pegar o ferry que parte às 15h30 e chega às 17h ao seu próximo destino na Tailândia: Railay Beach.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Koh Phi Phi

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 12: Railay Beach

Localizada em Ao Nang, Railay Beach é uma das praias mais sensacionais da Tailândia. Banhada por águas verdes, calmas e cercada por paredões de rocha, ela abriga hotéis e pousadas pé de areia e um pequeno e animado comércio local, que conta com agências de turismo, restaurantes e bares. Comece o dia visitando Phra Nang Beach e sua caverna. Embora fique lotada de barcos de excursão ao longo do dia, é um excelente local para as primeiras horas da manhã. Vários ‘food boats’ atracam na areia e garantem petiscos e cerveja (pouco) gelada para os visitantes. No fim da tarde, a pedida é ir à baía principal – chamada de Railay Beach West (na foto)– fica de cara para um pôr do sol lindo de morrer!

Roteiro de viagem pela Tailândia - Railay Beach

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 13: Railay Beach

Reserve seu segundo dia em Railay para embarcar em uma atração um tanto controversa entre os turistas: o ‘7 Islands Tour’. Nele, você passa o dia no mar, entre ilhas, pontos de snorkel, um churrasco ao pôr do sol e um mergulho com plânctons fluorescentes. As paradas são muito rápidas, por isso você deve encarar esse tour como uma maneira barata e interessante de saber tudo o que há para ver na região e, depois, decidir o que vale uma visita com calma a bordo de um barco particular. O passeio original se chamava ‘4 Islands’, mas cresceu para cinco e, agora, chegou a sete.

O roteiro sofre variações de empresa para empresa, mas, via de regra, você passará por Chicken Island (apenas ao largo, para visualizar seu formato de galinha), a belíssima Hong Island (na foto), a pequena e surpreendente Tup Island e Poda Island, onde a magia do pôr do sol acontece. Depois, quando a noite já está bem fechada, há uma parada de 15 ou 20 minutos para snorkel com o famoso plâncton que brilha nas águas da Tailândia. Qualquer agência ou hotel Railay vende o passeio, mas os preços podem variar muito – de US$ 20 para US$ 50! -, então é bom pesquisar com calma.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Hong Island (Railay Beach)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 14: Railay Beach

Outro passeio que é possível fazer tendo como ponto de partida Railay Beach é o que vai até a famosa James Bond Island. Seu nome verdadeiro é Khao Phing Kan, mas ela ganhou o apelido porque foi cenário do filme ‘007 Contra o Homem da Pistola de Ouro’, em 1974. Embora não seja nenhuma belezura sem fim, o lugar é bem inusitado, com uma rocha que parece ter sido fincada de cabeça para baixo bem no meio da baía. Além da ilha, o passeio – que dura o dia todo – passa também por uma cidade flutuante e pelo templo Wat Suwan Khuha. Este último é o grande achado da visita, pois trata-se de um templo escavado na rocha e que abriga um Buda reclinado gigante.

Roteiro de viagem pela Tailândia - James Bond Island (Railay Beach)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 15: Railay Beach/Chiang Mai

Dia de se deslocar de Railay até o seu último destino na Tailândia: Chiang Mai, que fica no norte do país. Para chegar até lá, é só contratar um transfer barco + van até o aeroporto de Krabi, de onde partem voos frequentes a Chiang Mai. Qualquer uma das agências de turismo de Railay vende o combo, assim como os hotéis. Programe-se para chegar em Chiang Mai antes do fim da tarde, assim terá tempo de se instalar no hotel/hostel e programar o que fazer no dia seguinte.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Railay Beach

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 16: Chiang Mai

Reserve um de seus dias em Chiang Mai para fazer um dos passeios mais tocantes e especiais da Tailândia (talvez do mundo): visitar um centro de recuperação de elefantes. O país, e especialmente esta cidade, ficaram famosos como centro de turismo com animais como elefantes e tigres. Mas, nos últimos anos, denúncia atrás de denúncia de tortura e maus tratos têm levado ao fechamento de locais que promovem exibições dos bichos. Embora ainda esteja em pleno funcionamento, o famoso Tiger Kingdon é acusado de dopar parte dos animais para que os viajantes possam ser fotografados ao lado deles.

⇒ Vai para Chiang Mai? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Isso e o crescimento do número de turistas com consciência ambiental gerou um novo tipo de atração na Tailândia: os centros de recuperação de animais. Alguns são grandes, outros pequenos, mas todos têm como proposta deixar que o viajante acompanhe o dia a dia do animal, sem shows ou montaria. Em Chiang Mai há vários lugares como esse, que resgatam elefantes abandonados, velhos ou doentes e que não têm mais ‘serventia’ para os locais de exibição tradicionais. Para se sustentar, os centros de recuperação abrem visitação para os turistas interessados em ver os animais de perto e participar de interações leves, como alimentá-los e tomar banho no rio. O Escolha Viajar visitou e aprovou o Happy Elephant Home.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Chiang Mai

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Roteiro de viagem pela Tailândia – Dia 17: Chiang Mai

Aproveite seu último dia em Chiang Mai, e de todo o roteiro de viagem pela Tailândia, para visitar o esplêndido Templo de Doi Suthep. O nome completo é ‘Wat Phra That Doi Suthep’, mas ele costuma ser chamada simplesmente de Doi Suthep, ou Templo da Montanha. Localizado a 15 quilômetros de Chiang Mai, é um dos redutos budistas mais belos a se visitar no país. Para chegar até ele, basta pegar uma das inúmeras vans que saem do centro da cidade por um preço irrisório a cada 10 ou 15 minutos . Qualquer hotel pode lhe indicar de onde partem os veículos.

O templo abre das 6h às 17h. Lembre-se de vestir roupas adequadas, pois é um lugar sagrado. Uma vez na montanha, você dará de cara com a belíssima escadaria ladeada por esculturas de dragões e mais de 300 degraus a subir. Mas o pequeno esforço vale a pena. Além de ver a cidade lá de cima, você poderá percorrer os belos recintos, decorados com dezenas de estátuas douradas de Buda em todas as suas posições. Existe ainda um memorial ao elefante branco que, segundo a lenda, morreu sobre a montanha carregando um osso de Buda e, assim, originou a construção do local sagrado lá pelos idos de 1300.

De volta à cidade, prepare-se para visitar o mercado noturno de Chiang Mai. São centenas de barracas espalhadas por várias ruas do centro da cidade que abrem das 19h à 0h e vendem  TUDO que a sua imaginação é capaz de conceber. De segunda a sábado, o ‘night bazar’ comum funciona na rua Chang Khlan, entre a Tha Phae e a Loi Kroh. Mas, se estiver na cidade em uma noite de domingo, vai poder aproveitar o ainda maior e mais sensacional ‘Sunday Night Market’, que funciona a algumas quadras de distância, na Rachadamnoen Road. Aproveite para comprar lembrancinhas, jantar e visitar alguns belos templos que ficam nesta mesma região da cidade, como o Wat Phan On.

Roteiro de viagem pela Tailândia - Chiang Mai

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve na Tailândia em fevereiro de 2015 ***

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

10 comentários

Kelly Weber 22 de julho de 2018 - 12:06

Olá, Ticiana e Marquinhos! Gostei da dica de vocês quanto ao combo da Nok Air, porém, não sei como faço para comprá-lo pela internet. Entrei no site da cia e só achei a opção de comprar voos. Em outro item do menu aparece os combos que eles oferecem, mas não achei o preço nem a opção de comprar. Devo comprar o aéreo e incluir os demais trechos quando chegar no destino? Poderiam explicar como funciona esta parte? Desde já, obrigada!

Responder
Escolha Viajar 22 de julho de 2018 - 23:03

Olá, Kelly!
Quando for colocar seu destino na busca de voos, vai abrir uma janela com todos os locais para onde a Nok Air viaja. Na parte direita da tela estão os ‘Fly and Ferry’. É só selecionar Koh Lipe e escolher o seu. O pacote é vendido todo nesta opção, não precisa comprar nada separado. Ali já vai contar o horário do seu avião, da sua van até o píer e do seu ferry para a ilha.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Ana Claudia 20 de julho de 2018 - 16:39

Ola Ticiana e Marquinhos,

vocês mencionam que o vôo para Trang sai as 7:30 da manhã e chega-se em Koh Lipe somente final da tarde. Fiquei curiosa para saber como é esse trajeto e por que demora tanto (especialmente quanto tempo no mar).
Sobre o speed boat pra Phi Phi… há outra opção de barco que não fique parando?
Fiquei encantada com esse lugar mas esse deslocamento longo acaba desanimando um pouco pois eu enjôo no mar (e sei que a maioria dos passeios sao feitos em barcos rs. Mas uma coisa é 2 horas, outra, 7 rs)

Obrigada desde já e parabéns pelo blog e relatos!

Responder
Escolha Viajar 22 de julho de 2018 - 22:42

Olá, Ana Claudia!
1 – O avião sai de Bangkok às 6h e chega à Trang às 7h30. Depois, você vai pegar uma van que leva todos os passageiros do voo até o píer. Ela sai às 9h30 e chega lá às 11h. Depois, dependendo da passagem que você comprar, vai pegar o ferry das 11h30 ou 13h30 para Koh Lipe, onde chega uma hora e meia depois. Nossa passagem era a mais longa, porque na época saía mais barato, por isso só desembarcamos na ilha às 15h. Uma vez lá, você ainda precisa pegar um barquinho local para ir até a sua praia, o que deve levar mais uns 5 ou 10 minutos no mar, dependendo de qual delas for.
2 – Não, o speed boat é a forma mais rápida de fazer esse trajeto via marítima. E ele sacode MUITO. Se você não aguenta o balanço do mar, mas faz questão de conhecer Phi Phi, a única alternativa seria voltar para Trang, voar para Bangkok e, depois, para Krabi, de onde saem ferries que chegam a Phi Phi em 90 minutos.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Ana Claudia 24 de julho de 2018 - 13:11

Muito obrigada pela resposta! Vi aqui que sao 4h30m com o “speed boat” ne? Talvez eu tenha que reconsiderar esse trajeto mesmo!
Adorei todas as dicas, muito obrigada mesmo!

Responder
Escolha Viajar 28 de julho de 2018 - 15:06

Olá, Ana!
Isso mesmo, são 4h30 de barco. Ficamos felizes em ajudar na sua viagem.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Jaque 13 de junho de 2017 - 16:44

Olá! Adoro o site de vcs. Vocês poderiam me dar uma idéia do custo de uma viagem dessa?

Responder
Escolha Viajar 4 de julho de 2017 - 19:32

Olá, Jaque!
Desculpe a demora em responder, mas fomos lá fazer as contas e escrevemos esse post especialmente para você, hehe: https://www.escolhaviajar.com/quanto-custa-viajar-para-tailandia/
Esperamos que possa ajudar!
Um abraço, Tici&Marquinhos

Responder
Josiel Cordeiro 24 de maio de 2017 - 14:08

Olá!!!!! Amei o roteiro de vcs!!!! Parabéns pelo maravilhoso passeio e agradeço pelas excelentes dicas!!!! Gostaria apenas de algumas informações: os descolamentos (voos, ferrys, barcos e etc) entre: Bangkok, Trang, Koh Lipe, Koh Phi Phi, Railay Beach, Krabi e Chiang Mai, vcs adquiriram aqui no Brasil? ou compraram em cada localidade? e os quartos nos hotéis? também foram reservados com antecedência? ou adquiriram no momento da chegada? Desde já agradeço a pronta e resposta e, mais uma vez, parabéns!!!!!

Responder
Escolha Viajar 28 de maio de 2017 - 00:37

Olá, Josiel. Compramos com antecedência apenas os deslocamentos aéreos, os demais foram já na Tailândia. A hospedagem sempre reservamos com antecedência por questão de preferência pessoal (não gostamos de chegar em um lugar sem ter onde dormir e sem ler sobre ele antes), mas vimos muitos turistas procurando onde ficar na hora da chegada mesmo.

Responder