Página inicial EuropaAlemanha Saiba como visitar o Castelo de Neuschwanstein [guia completo]

Saiba como visitar o Castelo de Neuschwanstein [guia completo]

por Escolha Viajar
Castelo de Neuschwanstein visto da Ponte Marienbrücke

Visitar o Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha, é entrar em um conto de fadas de verdade. Ele foi construído pelo rei Ludwig II da Baviera, conhecido como ‘Fairytale King’, ou Rei dos Contos de Fadas. Apaixonado por música e pelas óperas de Richard Wagner, ele vivia, para usar uma expressão moderna, no mundo das nuvens. Tanto que decidiu transformar seus sonhos em realidade e, em 1868, mandou construir o imponente e belíssimo castelo de Neuschwanstein.

⇒ Reserve já seu hotel em Füssen e garanta os melhores preços! ⇐

Localizado na pequena cidade de Schwangau, o edifício é considerado o ponto alto da Rota Romântica, um trajeto que percorre 29 cidades bucólicas no sul da Alemanha. A visão de Ludwig foi tão romântica e sonhadora que inspirou até mesmo outro ‘rei dos contos de fadas’. Walt Disney usou Neuschwanstein como base para desenhar o seu castelo da Cinderela, que aparece na animação homônima de 1950 e que virou realidade no parque temático Magic Kingdom (Estados Unidos).

Mas os devaneios do rei custaram caro: a construção do Castelo de Neuschwanstein praticamente levou o reino à falência. Tanto que muitos especulam que a morte súbita do rei tenha sido um envenenamento. A solução drástica teria sido dada para estancar a sangria dos cofres da Baviera. Neuschwanstein nunca foi terminado, mas reluz como uma joia branca em meio às montanhas, exatamente como o recluso rei sonhou.

O que ele não previa era que, apenas oito semanas após sua morte, seu refúgio teria as portas abertas ao grande público. Se Ludwig estivesse vivo, provavelmente daria risadas dos seus desafetos diante da enorme quantidade de turistas – e de dinheiro – que o castelo atrai hoje: 1,4 milhão de pessoas por ano. É tanta gente que, para conhecê-lo com tranquilidade, é bom ler algumas dicas de como visitar o Castelo de Neuschwanstein antes de viajar:

Turista posa para foto com o Castelo de Neuschwanstein ao fundo

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Onde fica e como chegar ao Castelo de Neuschwanstein

Os castelos de Neuschwanstein e Hohenschwangau – o castelo vizinho, que foi construído pelo pai de Ludwig – estão localizados na cidade de Schwangau, região da Baviera, no extremo sul da Alemanha. O aeroporto mais próximo é o de  Munique, que está a 125 quilômetros de distância. Outra cidade turística próxima é Salzburg, na Áustria (212 quilômetros). Uma vez em Munique ou Salzburg, você pode alugar um carro para ir aos castelos (faça sua cotação aqui).

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Para quem parte de Munique, há também opção de pegar um trem ou ônibus para Füssen, cidade a apenas 4 quilômetros de distância de Schwangau e que serve como base para a maioria dos turistas que visita os castelos (foto abaixo). Há dois coletivos por dia da empresa FlixBus, que partem às 8h30 e 11h de Munique e chegam a Füssen três horas depois. As passagens custam a partir de 8 euros. Para mais informações e compra de passagens, acesse aqui o site da FlixBus.

De trem, os horários são mais flexíveis e os preços, mais altos. Há comboios a partir das 8h50 e, então, mais ou menos de hora em hora até as 19h50. O trajeto leva cerca de duas horas e custa a partir de 22 euros. Você pode consultar todos os horários e preços aqui. Uma vez em Füssen, há duas linhas de ônibus que operam até os castelos. Eles partem em horários regulares da estação de trem e você pode comprar o ticket de ida e volta diretamente com o motorista por 2,30 euros.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
Prédios coloridos típicos da Baviera na cidade de Füssen

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

As linhas que percorrem o trajeto são a 73 (direção Steingaden/Garmisch-Partenkrichen) ou 78 (direção Schwangau). Esses coletivos geralmente tem um letreiro dizendo ‘Königschlösser’, ou castelos reais. A parada para descida se chama Hohenschwangau-Alpseestrasse. Quem não quer ter esse trabalho todo com deslocamentos, pode contratar um tour que sai de Munique, visita os castelos e retorna no fim do dia. O custo do passeio é de 55 euros e você pode reservar aqui.

Mas o meio mais prazeroso de visitar os castelos é percorrendo a Rota Romântica, ou ‘Romantische Strasse’ em alemão. A Rota Romântica é um circuíto turístico que abrange 29 cidades bucólicas do sul da Alemanha em uma distância de 460 quilômetros. O ponto de partida mais comum entre os turistas é Frankfurt, que está a 120 quilômetros de Würzburg, a primeira parada da Romantische Strasse. Confira aqui a nossa sugestão de roteiro completo na Rota Romântica!

Ao fim do caminho, já em meio aos alpes da Baviera e perto da fronteira com a Áustria, você verá o Neuschwanstein em meio às montanhas à esquerda da rodovia, na cidade de Schwangau. Quatro quilômetros adiante, chegará a Füssen. Para ir de Füssen até o castelo de carro, é só setar Neuschwanstein no GPS e percorrer 4 quilômetros até a vizinha Schwangau. Há estacionamentos pagos a poucos minutos de caminhada da bilheteria (não é possível estacionar de graça).


Onde se hospedar para visitar o Castelo de Neuschwanstein

Quem não quer fazer um bate-volta desde Munique ou Salzburg para visitar os castelos tem duas opções de cidades onde se hospedar para passar um ou mais dias. A primeira delas é a própria Schwangau, onde estão localizados Neuschwanstein e Hohenschwangau. Não há muitos estabelecimentos disponíveis porque o vilarejo é pequeno, e os preços são um pouco salgados. A grande vantagem é que você encontra hospedagem com vista para os castelos ou montanhas!

⇒ Reserve já seu hotel em Schwangau e garanta os melhores preços! ⇐

As seis hospedagens mais próximas dos castelos são: Villa Ludwig Suite Hotel, com diárias a partir de 175 euros para duas pessoas (clique aqui para reservas e mais informações); Apartamento Hofwiese, com estadia mínima de três diárias a partir de 294 euros (clique aqui); Pousada Schlossrestaurant Neuschwanstein, a partir de 110 euros (clique aqui); Hotel Garni Schlossblick, a partir de 80 euros (clique aqui); e Hotel Alpenstuben, a partir de 125 euros (clique aqui).

Villa Ludwig Suite Hotel tem vista para o Castelo de Neuschwanstein

Foto: Divulgação

Quem precisa de uma hospedagem mais econômica e não se importa em dormir sem vista para os castelos deve optar por ficar na cidade Füssen, a 4 quilômetros de Schwangau. Ela é a última parada da Rota Romântica e, sendo maior que o vilarejo vizinho de Schwangau, oferece mais opções de hospedagem, acessíveis a todos os bolsos.  O Escolha Viajar optou por ficar hospedado lá. Passamos duas noite no Old Kings Fuessen Design Hostel em junho de 2015.

O Old Kings está localizado no centro histórico de Füssen e é muito bem avaliado pelos hóspedes no site de reservas Booking (nota 8,4). O preço das diárias parte de 21 euros por uma cama em dormitório compartilhado por até oito pessoas, de 50 euros por quarto para duas pessoas e de 110 euros o apartamento família que acomoda até seis hóspedes. Para mais informações e reservas, clique aqui. Para pesquisar outras opções onde ficar em Füssen, clique aqui.

Old Kings Fuessen Design Hostel, no centro histórico de Füssen

Foto: Divulgação


Horários para visitar o Castelo de Neuschwanstein

A bilheteria de Schwangau abre das 8h às 17h de 28 de março a 15 de outubro, e das 9h às 15h no restante do ano. Os horários de visitação aos castelos de Neuschwanstein e Hohenschwangau são das 9h às 18h de 28 de março a 15 de outubro, e das 10h às 16h no restante do ano. Mas não adianta chegar lá na porta e querer entrar! No próximo tópico, vamos explicar direitinho como comprar o ingresso e fazer os passeios.



Como comprar ingressos para o Castelo de Neuschwanstein

Quando chegar a Schwangau, dirija-se imediatamente à bilheteria dos castelos e prepare-se para possivelmente encarar longas filas de espera, especialmente se estiver viajando na alta temporada de férias de verão na Europa (junho-agosto). Por isso, recomendamos que você chegue cedinho! A bilheteria de Schwangau é a única que vende tickets para os castelos e abre das 8h às 17h de 28 de março a 15 de outubro, e das 9h às 15h no restante do ano.

Bilheteria do Castelo de Neuschwanstein, em Schwangau

Foto: Divulgação

As entradas só podem ser compradas pessoalmente no mesmo dia em que será feita a visita. Uma alternativa é fazer a reserva do ingresso pelo site oficial dos castelos e retirá-lo na bilheteria no dia da visita (acesse aqui). Você poderá até mesmo escolher o horário da visitação no conforto do seu notebook. Mas é claro que existe uma taxinha extra para fazer a reserva: 3,50 euros por ingresso.

Basta fornecer o número de um cartão de crédito válido para fazer a reserva, sendo que o pagamento será efetuado apenas no momento da retirada do ingresso, podendo ser tanto com qualquer cartão quanto com dinheiro. Os tickets devem ser reservados pela internet até dois dias antes da visita. Se você quer ir no dia 20, por exemplo, precisa comprar no máximo dia 18, até as 15h. Se não quiser desembolsar os 3,50 da reserva, chegue cedo mesmo na bilheteria.

Você pode comprar as entradas para visitar os castelos separadamente ou de forma combinada. O ingresso apenas para Neuschwanstein ou apenas para Hohenschwangau custa 13 euros cada. O pacote que inclui as duas visitas – chamado de ‘kings-ticket’ – sai por 25 euros. Aconselhamos que essa seja a sua escolha, pois o castelo de Hohenschwangau também é muito bonito! Menores de 18 anos não pagam ingresso.

Mapa da cidade de Schwangau mostra como chegar aos castelos


Como funciona a visita aos castelos (você não pode ir sozinho)

Pois é, não é possível visitar nenhum dos dois castelos por conta própria, sozinho. Você só entra com uma visita guiada, que é marcada no momento da compra do ingresso. Por isso é tão importante reservar seu ticket pela internet ou chegar cedinho na bilheteria, pois as vagas das visitas guiadas vão se esgotando conforme os ponteiros do relógio avançam. Se chegar tarde, correrá o risco de não entrar em algum dos castelos ou em nenhum deles.

As visitas guiadas são feitas em grupos de cerca de 50 pessoas, com hora marcada e são conduzidas por um guia em inglês ou alemão. Há também a opção de fazer o tour apenas com um audioguia – que está disponível em português. Mesmo nessa modalidade, os grupos tem hora marcada e são conduzidos por um guia. Os horários com vagas para visitação ainda disponíveis são mostrados em tempo real em um telão na bilheteria.

Vista do Castelo de Hohenschwangau

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Assim, você tem uma ideia aproximada de em qual momento do dia conseguirá fazer o passeio. Além do horário, a tela mostra também qual é a língua em que o passeio daquele horário é feito: alemão, inglês ou audioguia. Se seguir nosso conselho e comprar o ingresso combinado para os dois castelos, você vai marcar primeiro o horário do tour por Hohenschwangau e, depois, em Neuschwanstein. Não é possível fazer o contrário.

Uma vez escolhidos os horários e de posse dos tickets, você receberá um mapa com as instruções de como chegar aos castelos e a duração de cada trecho de deslocamento. Se você perder a hora do seu passeio, não haverá reembolso nem remarcação sob nenhuma justificativa. As chamadas para entrar nos castelos são feitas 5 minutos antes do horário marcado no ingresso e encerram pontualmente. Depois disso, a catraca eletrônica não vai aceitar seu bilhete.

Castelo de Neuschwanstein visto desde a cidade de Schwangau

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Visita combinada com o Castelo de Hohenschwangau

Como dissemos antes, a primeira parada da visita para quem comprou o ticket combinado será obrigatoriamente o Castelo de Hohenschwangau. Ele está localizado no alto de uma colina suave que fica logo atrás da bilheteria – você verá o prédio amarelo em meio às árvores lá em cima com facilidade. A subida até ele não é acentuada e pode ser facilmente feita a pé, mas é um pouco longa.

Há duas possibilidades de fazê-la: a primeira é pegando a escadaria cuja entrada fica logo depois do Hotel Müller, à direita. O trajeto degraus acima leva 20 minutos. Quem não quiser fazer tanta força nas pernas pode optar por seguir pela rua da bilheteria por mais alguns metros, até que ela se bifurca em frente ao lago e, dali, seguir para a direita. Essa via contorna a colina do castelo e deixa você na porta em 30 minutos de uma caminhada agradável e sombreada.

Escritório do Castelo de Hohenschwangau

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Quem não quiser caminhar nem um tiquinho pode optar por subir a bordo de uma carruagem. Elas partem da frente da bilheteria e custam 4,50 euros para cima e 2 para baixo. O Castelo de Hohenschwangau foi construído pelo pai de Ludwig II, Maximilian II, em 1837. É claro que ele não é tão belo quanto o vizinho Neuschwanstein, mas o prédio em estilo neogótico tem seu charme e aquelas torres de telhados cônicos que costumamos ver nos desenhos da Disney.

A visita guiada dura cerca de 30 minutos e passa por meia dúzia de aposentos, sendo alguns decorados com afrescos que representam episódios importantes da história alemã ou lendas tradicionais. No quarto do rei, repare nas estrelas que o jovem e sonhador Ludwig mandou pintar no teto. Todos os móveis são originais e foram usados pelos últimos reis da Baviera.

Uma vez terminada a visita interna, você fica livre para circular e fotografar o pequeno, mas simpático jardim do castelo, com sua fonte de leão. Depois, é só descer de volta para a bilheteria, de onde você partirá em outra direção para chegar até Neuschwanstein. OBS: Não há lugar para comprar comida em  Hohenschwangau, então leve um lanche na bolsa. Mas não é preciso se preocupar com a água, pois várias fontes estão disponíveis de forma gratuita.

Fonte do jardim do Castelo de Hohenschwangau

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Como subir a montanha até o Castelo de Neuschwanstein

Neuschwanstein fica na montanha oposta a Hohenschwangau e numa altura bem mais elevada. Para chegar até ele, há três formas. A primeira é caminhando por 40 minutos pela estrada morro acima. Apesar de longo, não é um trajeto muito íngreme e se torna um passeio bem gostoso se você tiver disposição física. A segunda forma é pegar uma das carruagens que partem da frente do Hotel Müller por 6 euros a subida e 3 a descida.

A terceira opção é pegar o ônibus, que faz o caminho até o topo da montanha por uma estrada mais longa e custa 3 euros para ida e volta. Os shuttles partem do estacionamento P4, logo abaixo do Castelo de Hohenschwangau. Mas note que, tanto a carruagem quanto o ônibus não podem chegar até as portas do castelo. Eles deixam você a 10 minutos de caminhada da entrada e é preciso percorrer o trecho final a pé.

Além disso, as filas de espera para entrar em qualquer um dos dois meios de transporte pode ser muito, MUITO longa dependendo da época do ano em que for feita a visita. Seja qual for a forma que você escolher para subir, garanta estar dentro da área do castelo pelo menos 30 minutos antes da hora marcada para a visita interna. Assim você terá tempo de admirar as vistas deslumbrantes da paisagem ao redor e também do exterior do castelo.

Schwangau vista do alto do Castelo de Neuschwanstein

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Como é visitar o Castelo de Neuschwanstein por dentro

Depois de tantas subidas e descidas, é finalmente hora de conhecer o interior do magnífico castelo. A visita guiada é realmente curta – 30 minutos – o que pode ser um tanto decepcionante para quem passou horas em filas de ingressos, carruagens ou ônibus. Mas o pouco que se vê, incluindo o quarto onde o Rei Ludwig II viveu e morreu, é garantia de encher os olhos. Ele foi o último soberano do extinto reino da Baviera.

Recluso, homossexual, apaixonado por música e pelas óperas de Richard Wagner, ele transformou seus devaneios em realidade em 1869, quando planejou e mandou construir um castelo no estilo medieval romântico. Infelizmente, Ludwig morreu antes de a obra ser terminada e o interior do castelo nunca foi concluído devido aos custos exorbitantes. Mesmo assim, há alguns cômodos de beleza extraordinária para serem vistos durante a visita.

Destaque para o Salão dos Menestréis, onde o rei planejava encenações de ópera; a Sala do Trono, com seu incrível piso de mosaico; e o quarto do soberano, dominado por uma gigantesca cama de madeira totalmente entalhada no estilo gótico. Mas nem se preocupe em levar sua câmera na visita guiada, pois é proibido fazer fotos dentro do Neuschwanstein, para nossa grande tristeza.

Pátio interno do castelo do Castelo de Neuschwanstein

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Ponte Marienbrücke: a melhor vista e foto de Neuschwanstein

Finda a visita ao interior do castelo, saia e procure pelas placas que sinalizam o caminho para a Ponte Marienbrücke. Ela fica a 10 minutos de caminhada de distância do prédio. Já pelo caminho, você começará a ter belíssimas visões do castelo na medida em que ele vai se afastando. Esta ponte estrategicamente construída sobre um desfiladeiro é o melhor ângulo para admirar Neuschwanstein e também o local certo para tirar aquela foto clássica do castelo.

A vista é tão bonita e famosa que muita gente sequer paga a visita interna ao castelo e vai até Schwangau apenas para ficar admirando Neuschwanstein desde a Marienbrücke. Por isso, não se surpreenda com a multidão se acotovelando e fazendo uma fila quilométrica para caminhar sobre a estrutura de ferro. Mas não se embole no início da ponte, como 99% dos turistas fazem. A maioria não vai além de dois metros ponte adentro, tira uma foto e vai embora.

Turistas fazem fila para passar pela Ponte Marienbrücke

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Respire fundo, espere sua vez e, uma vez na ponte, vá até o fim dela. Ali haverá muito menos gente e você pode tirar suas fotos com relativa tranquilidade. Mas, se quiser o melhor de todos os ângulos para fotografar o castelo, atravesse a ponte e pegue a trilha que segue depois dela e sobe a montanha, à esquerda. Em menos de 10 minutos, você chegará a uma clareira com a melhor visão possível de Neuschwanstein e apenas cinco ou seis pessoas com quem dividi-la.

Dá até para fazer um piquenique se levar um lanchinho na bolsa ou mochila. Aqui entre nós, acho que uma minigarrafa de champanhe tem tudo a ver com um lugar assim. E, se estiver apaixonado, não deixe de levar o seu cadeado do amor para o Castelo de Neuschwanstein. Se não é mais possível colocar um com seu nome e o do seu amor na Pont des Arts de Paris, na Ponte Marienbrücke eles ainda são liberados <3

Castelo de Neuschwanstein visto pelas grades da Ponte Marienbrücke

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Veja todos os posts da Alemanha

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se ainda tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que o Escolha Viajar responde. Aproveite, também, para ler outros textos nossos sobre a Alemanha.

⇒ FOTOS DA ALEMANHA! Faça uma ‘viagem’ ao país em 70 imagens
⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA ALEMANHA e gastar pouco dinheiro
⇒ ROTEIRO NA ROTA ROMÂNTICA: 4 dias entre castelos e vilarejos
⇒ O QUE FAZER NA ALEMANHA: 10 atrações que são imperdíveis
⇒ ROTEIRO NA ALEMANHA: 9 dias em Berlim, Munique e Rota Romântica
⇒ QUANTO CUSTA VIAJAR PARA ALEMANHA? Prepare seu bolso
⇒ 10 DICAS DA ALEMANHA que você precisa saber antes de viajar
⇒ GUIA DE VIAGEM ALEMANHA: Tudo que você precisa saber!
⇒ ROTEIRO EM BERLIM para 1 ou 2 dias de viagem [com mapas]

Criança brinca em fonte no pátio do Castelo de Hohenschwangau

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve no Castelo de Neuschwanstein em julho de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

24 comentários

Ana Julia 27 de outubro de 2019 - 08:27

Bom dia, gostaríamos muito de conhecer o castelo, apesar que pelo que comentou acho ser viável, pois tenho 68 anos e meu marido 83 com bastante disposição e sem problemas de saúde, vc acho que aguentaríamos essa jornada? Teria alguma recomendação a fazer? E qual época do ano tem menos turistas? Agradeceria

Responder
Escolha Viajar 27 de outubro de 2019 - 14:52

Olá, Ana Julia!
O passeio aos castelos é bem tranquilo, podem fazer sem medo. A única recomendação que faço é que vocês peguem carruagem ou ônibus para fazer as subidas aos castelos, para que o trajeto não fique demasiado cansativo. A descida fica a critério de vocês fazer a pé ou, novamente, de carruagem ou ônibus. Os períodos do ano em que há menos visitantes nos castelos são os de baixíssima temporada: abril/maio e outubro/novembro.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Natália 15 de outubro de 2019 - 13:49

Olá! Você sabe me dizer se posso subir até o castelo sem pagar o ingresso? Ou seja, o ingresso seria só para entrar nele ou para estar nas imediações também é necessário ter o ingresso?

Responder
Escolha Viajar 19 de outubro de 2019 - 12:59

Olá, Natália!
Sim, você pode subir até os castelos sem pagar ingresso. Em Hohenschwangau não há nada para ver, mas em Neuschwanstein você tem uma bela visão do castelo, da cidade lá embaixo e pode inclusive cruzar a Ponte Marienbrücke. O ticket é necessário apenas para os passeios guiados no interior dos castelos.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Vicente Garcia 3 de agosto de 2019 - 12:58

É uma região linda tem muitas opções de visitas, castelos, lagos, montanhas, cervejarias artesanais, culinárias, etc

Responder
Escolha Viajar 26 de agosto de 2019 - 12:44

Olá, Vicente!
Obrigada por compartilhar sua experiência conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Monica Cirelli 13 de julho de 2019 - 11:32

Olá! Parabéns aos autores pela página!
Tenho uma dúvida: vcs lembram se pode entrar com mochilas/bolsas nos castelos ou terá que deixá-las em lockres? Pois vou em período de alta temporada com meu filho e estou vendo que vou precisar levar mochila com alimentos e bebidas para ele. Sei que é comum nesse tipo de lugar ter que deixar as bolsas em lockres. E em períodos de alta temporada é outro estresse ter que usar os lockers! Seria mais um tempo perdido nessa gincana maluca de visita aos castelos!!! Obrigada! Abs

Responder
Escolha Viajar 13 de julho de 2019 - 17:51

Olá, Monica!
Vou colar aqui para você o que diz o site oficial dos castelos: “Mochilas e bolsas de tamanho normal podem ser levadas para os passeios. Bagagem grande, mochilas de trekking ou mochilas militares não são permitidas dentro dos castelos e do museu”.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Flávia 11 de julho de 2019 - 22:01

Olá ,gostaria de saber se essas trilhas após a saida do castelo são tranquilas de fazer , não tem risco de se perder?
obg

Responder
Escolha Viajar 13 de julho de 2019 - 17:42

Olá, Flávia!
As trilhas depois da ponte são apenas caminhos abertos pelo fluxo dos turistas, não são ‘trilhas’ propriamente ditas. Se você tem dificuldades de locomoção ou estará acompanhada de alguém de tenha, não recomendo ir. Não é longe ou difícil, mas como tem que subir e descer sem nenhum apoio, acho que não seria viável. Não há como se perder porque você vai muito perto e está cheio de turistas indo e vindo pelos caminhos.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Douglas Teixeira 7 de junho de 2019 - 16:34

Oi! quem já foi visitar o castelo no final da tarde, será que é menos cheio?

Responder
Escolha Viajar 8 de junho de 2019 - 19:18

Olá, Douglas!
Nós estivemos nos castelos quase até o fim da tarde e eles estavam lotados, sim. Mas isso foi em julho, auge das férias de verão na Europa. Pode ser que, se você for viajar fora da alta temporada, tenha mais sucesso.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Gustavo 8 de maio de 2019 - 20:52

Boa noite! Ótimas dicas!! Estou acompanhando o blog. Surgiu uma dúvida, quando tempo é necessário pra visitar com tranquilidade os castelos?

Responder
Escolha Viajar 11 de maio de 2019 - 16:53

Olá, Gustavo!
Para fazer tudo a pé, parar para almoçar e tirar todas as fotos que quiser, é bom reservar um dia inteiro para o passeio. Você pode chegar a Schwangau por volta das 9h e vai sair cerca de 16h. Como o lugar é super bonito e cheio de vistas, não há por que ter pressa. Mas dá para ver tudo com um pouco mais de agilidade em uma manhã ou tarde.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Cláudio 17 de janeiro de 2019 - 11:25

Boa tarde.
A minha pergunta é sobre a melhor hora do dia para ir até a Marienbrücke e tirar uma boa foto do castelo de Neuschwanstein. Sou fotografo amador e a luz do sol é muito importante nessas horas, pois ir até lá e pegar o castelo contra o sol seria decepcionante. É melhor pela manhã ou à tarde?
Obrigado e parabéns pelo post!

Responder
Escolha Viajar 20 de janeiro de 2019 - 23:23

Olá, Cláudio!
Um pouco difícil de responder essa pergunta porque a posição do sol pode variar bastante conforme a estação do ano em que você for fazer a visita. Nós estivemos na Marienbrücke no auge do verão e a luz fica linda por lá na parte da tarde, pegando em cheio no castelo. Acredito que essa luminosidade se mantenha ao longo do ano, pois Neuschwanstein está voltado para o sudoeste, o que favorece o entardecer.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
vania coutinho 29 de maio de 2018 - 11:10

Olá, adorei as suas dicas, mas fiquei com uma dúvida sobre o ingresso. Comprei pela internet o ingresso só para o Neuschwanstein. Depois de uma semana veio a confirmação, mas pediu para retirar o ingresso na Central de ingressos. O meu pagamento até agora não foi confirmado pelo cartão. Eu faço o pagamento na hora que vou retirar o ingresso?

Responder
Escolha Viajar 3 de junho de 2018 - 15:37

Olá, Vania!
O número do cartão de crédito solicitado online é usado apenas para garantir a reserva do ticket. Você fará o pagamento no dia da visita, quando retirar os ingressos, com cartão de crédito ou em dinheiro.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Alexandre Gallego 16 de abril de 2018 - 15:27

Boa tarde. Li em vários posts que a compra dos ingressos pela internet só pode ser feita dois dias antes da data prevista da visita. Procede tal informação ? Caso possa comprá-los com mais antecedência, e você comentou algo sobre os horários pré-marcados, é possível marcar a visita para Hohenschwangau para uma determinada hora, e a para Neuschwanstein para três horas depois, por exemplo ( considerando as visitas no primeiro , a subida e um tempo de folga ) ?

Responder
Escolha Viajar 21 de abril de 2018 - 18:22

Olá, Alexandre!
Os tickets podem ser reservados pela internet ATÉ dois dias antes da visita. Se você quer ir no dia 20, por exemplo, precisa comprar no máximo dia 18, até as 15h. Ao fazer reserva de ingresso pela internet não dá para escolher o horário de entrada em Neuschwanstein, mas se comprar os tickets na hora creio que seja possível sim, conforme a disponibilidade de tours.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Fábio 17 de agosto de 2016 - 13:11

Olá!
você disse que tem audio guia em português, como faço para adquirir? Irei de excursão com guia falando em espanhol, pois os guia brasileiros estão cobrando caro demais!
Obrigado.

Responder
Escolha Viajar 17 de agosto de 2016 - 13:27

Olá, Fábio. Quando você comprar seu ticket para visitar os castelos, terá que escolher se quer fazer a visita em inglês, alemão ou com audioguia (não é permitido entrar sozinho). O equipamento será dado a você na hora de ingressar nos castelos e retirado na saída.

Responder
Fábio 17 de agosto de 2016 - 13:31

Mas a compra do ticket é sempre na hora? Pois como falei não irei sozinho, terei contratado excursão, com guia em espanhol. Acha que dá pra ir sozinho ou é um pouco confuso?
Obrigado.

Responder
Escolha Viajar 18 de agosto de 2016 - 14:35

No texto está detalhado como comprar seu ticket, Fábio, assim como todas as explicações para que você faça sua visita sozinho. Você deve avaliar se parece fácil ou não. Para nós, foi. Infelizmente, não temos informações sobre como funciona a entrada de excursões nos castelos, pois fizemos tudo por conta própria.

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais