Página inicial ÁsiaTurquia Confira 10 dicas da Turquia que você precisa saber antes de viajar

Confira 10 dicas da Turquia que você precisa saber antes de viajar

por Escolha Viajar
Dicas da Turquia que você precisa saber antes de viajar

Se Cingapura é a porta de entrada dos turistas iniciantes na Ásia, a Turquia é a porta de entrada no mundo árabe. Localizada parte na Europa e parte na Ásia, este país sensacional é uma boa primeira pedida para quem nunca teve contato com nações muçulmanos e/ou árabes. Isso porque a Turquia não pleiteia sua entrada na União Europeia pela localização, mas também por ser um país muito mais parecido com a cultura que nos é familiar no Ocidente do que com seus vizinhos do Oriente. Ao mesmo tempo, são muçulmanos, pechincham até o último centavo, nos deliciam com sua culinária típica árabe e nunca deixam faltar aquele copo de chá quentinho. Por essas e tantas outras particularidades de ser um país compartilhado entre dois continentes, é bom conferir algumas 10 dicas da Turquia antes de embarcar.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA TURQUIA e pagar barato
⇒ GUIA DE VIAGEM TURQUIA: Tudo que você precisa saber!

Não precisa se escabelar, porque aqui você só vai ouvir falar coisas boas da Turquia. Em 18 dias de viagem por lá, o Escolha Viajar se apaixonou pelo país. Não só existe um número de atrações turísticas sem fim para visitar, como é um lugar de clima ameno na maior parte do ano, barato, diversificado, que recebe muito bem os viajantes e lhes oferece uma boa infraestrutura de turismo, não importa quão pouco você esteja disposto a gastar. E, rufem os tambores, que não exige visto de brasileiros em viagens a turismo! Confira estas e outras dicas da Turquia que você precisa saber antes de viajar.

Dicas da Turquia 1 – Uma viagem incrível

A Turquia é um país incrível de se visitar, sem outras palavras. Além de ser acessível economicamente e amigável ao turista, ainda conta com atrações de tirar o fôlego. Quem nunca sonhou em conhecer um harém de verdade, como aqueles que vemos nos filmes antigos ou que imaginamos nos contos das ‘Mil e Uma Noites’? É possível visitar um deles na Turquia. E que tal combinar o harém com o maior templo do cristianismo por mais de mil anos? Soa um tanto blasfêmico, mas na Turquia é possível fazer isso também. E se, depois, você for conhecer uma das mesquitas mais belas do mundo? E uma cidade greco-romana? E um ‘castelo de algodão’? E praias de tirar o fôlego???

Na Turquia tem, tem, tem e tem ainda mais. Dizer que este país dividido entre dois continentes reúne o melhor de dois mundo não só seria clichê como não faria jus à verdade. Ele reúne o melhor de vários mundos, religiões e épocas, pelo menos em termos de turismo. Algumas das paisagens mais inacreditáveis do planeta se encontram em território turco, entre elas Pamukkale e a Capadócia. Depois de ter virado febre entre os brasileiros por suas aparições na novela ‘Salve Jorge’, a paisagem surreal da Capadócia dispensa grandes apresentações. Localizada no coração da Turquia, essa região de delimitações geográficas incertas se situa ao redor da cidade de Goreme, a mais de 700 quilômetros e 10 horas de ônibus de Istambul.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

⇒ Vai para Pamukkale? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

A área, formada por uma rocha vulcânica porosa na superfície e dura na base, foi esculpida durante milhares de anos pela ação do vento e da chuva. O resultado são as incríveis formações de pedra que caraterizam a Capadócia, entre elas as chamadas ‘fairy chimneys’ (que parecem ter um chapéu na parte superior) e as que lembram falos humanos. Foram estas últimas que deram nome a um dos lugares mais visitados pelos turistas: o Vale do Amor. Outras atrações muito procuradas são as vilas subterrâneas, o voo de balão ao amanhecer e as igrejas e capelas cavadas na rocha durante o período Bizantino, sendo que muitas delas exibem belíssimos afrescos.

Não menos incrível é Pamukkale, o lugar mais visitado entre todas as atrações da Turquia. Seu nome significa ‘Castelo de Algodão’ e não poderia ser mais adequado. Embora pareça uma montanha nevada, Pamukkale é, na verdade, uma grande formação de rocha calcária que está localizada na cidade do mesmo nome, 650 quilômetros ao sul de Istambul. O ‘castelo’ se formou a partir de um evento geológico raro – há outro exemplar bem menor no México, chamado ‘Hierve el Agua’ -, em que o calor no subsolo provoca a saída de água com bicarbonato de cálcio, que depois se solidifica na forma de ‘piscinas’. Na medida em que elas vão enchendo, a água cai de uma para a outra, construindo assim uma série de terraços onde o líquido azul contrasta com o calcário branco.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
Dicas da Turquia - Pamukkale, o 'castelo de algodão'

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 2 – Não fique pouco tempo

Por todas essas atrações inacreditáveis que descrevemos acima, não vá para a Turquia se for para ficar pouco tempo. Programe-se para ficar pelo menos 12 dias se quiser conhecer os principais pontos turísticos (Istambul, Capadócia, Pamukkale e Ephesus) e mais alguns se ainda for aproveitar para pegar uma praia (como Bodrum ou Oludeniz). Programe-se não apenas para os passeios, mas também para os deslocamentos, pois este não é um país pequeno e você terá que percorrer consideráveis distância para ver as melhores atrações do país. Apenas de Istambul até a Capadócia, são mais 700 quilômetros, e de lá para Pamukkale, outros 615. Confira aqui nossa sugestão de roteiro pela Turquia.

Dicas da Turquia - Roteiro

Imagem: Google Maps/Reprodução


Dicas da Turquia 3 – Uma viagem barata

A Turquia é um dos países mais baratos para se conhecer no mundo. Se você for um viajante disposto a abrir mão de luxos desnecessários, como deslocamentos de avião e hotéis estrelados, sua conta do quanto custa viajar para Turquia não vai passar de míseros US$ 40 por dia! O que torna o quanto custa viajar para Turquia um número tão baixo? Primeiro, a moeda local, a lira turca, não é nenhuma Brastemp, tendo valor mais ou menos equivalente ao real (R$ 1 = 1,15 TRY em cotação de julho de 2017). Segundo, porque é um país que recebe uma enxurrada de turistas por ano, tendo sido o sexto país mais visitado do mundo em 2015 segundo a Organização Mundial do Turismo.

Com tanta procura, também existe uma grande oferta de serviços de turismo, o que torna o mercado competitivo e os preços, muito atraentes. Ao contrário de países como o Egito e a Austrália, que inflacionam os preços de quase tudo o que está ligado do turismo, quase nada é caro para o viajante na Turquia. Para não dizer que tudo é 100% acessível, os voos de balão sobre a região da Capadócia são caros. Você não vai gastar menos de 110 euros por pessoa pelo sobrevoo de meia hora. Mas essas é uma daquelas atrações das quais não vale a pena abrir mão se você já viajou para tão longe! Todas demais entradas em atrações, assim como hospedagem, alimentação e transporte, são muito acessíveis para o bolso. Confira aqui o relato completo de quanto custa viajar para Turquia.

Dicas da Turquia - Hospedagem é barato

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 4 – Aproveite a praia

Pouca gente ouve falar da Turquia como um destino de praias, mas o país é dotado de um belíssimo litoral banhado pelas águas do Mar Egeu, o mesmo de ilhas gregas famosas como Rhodes. E a preços muito mais convidativos do que nos badalados balneários europeus. Há desde cidades com grande infraestrutura, como Antalya, até quase vilarejos sossegados, como Oludeniz. O que não faltam são belas paisagens e águas naquelas cores que a gente não se cansa de olhar, como azul profundo ou verde esmeralda. Já areias branquinhas são outros 500, hehe. Assim como na Europa, a maioria das praias turcas é de cascalho ou de pedras mesmo, daquelas que machucam a retaguarda e exigem o aluguel de uma espreguiçadeira para passar o dia à beira-mar. Mas com certeza, serão dias para ficar na memória!

⇒ Vai para Oludeniz? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐
Dicas da Turquia - Praia de Oludeniz

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 5 – Aproveite a comida

Comer faz parte do turismo na Turquia. Você vai babar com a culinária turca que, não à toa, é uma das favoritas e mais populares do mundo. Para melhorar, as refeições são normalmente baratas no país, a não ser quando você escolhe um restaurante com vista para a Hagia Sofia, por exemplo. Saboreie muito kebab (carne grelhada), shish kebab (espetinho de carne grelhada), kofte (a almôndega turca), doner (aquela carne assada que fica cozinhando lentamente em um espeto giratório), durum (a mesma carne giratório dentro do pão) e o muito turístico testi kebab ou ‘pottery kebab’ – que é carne cozida dentro de um jarro de barro que é quebrado na sua frente, na mesa.

Só tome cuidado com o ayran, que é a bebida mais consumida pelos turcos e que pode causar certo estranhamento no paladar doceiro do brasileiro. Isso porque ayran é um tipo de iogurte mais líquido e temperado com sal. Isso mesmo, é uma bebida salgada! Particularmente, nos demos melhor com a Efes, a excelente cerveja turca que você encontra para vender baratinha em qualquer mercado, hehe.  E não esqueça de finalizar tudo com os ‘turkish delights’, os típicos doces turcos, como sobremesa. Tem de mel, de pistache, de castanha, de chocolate, de morango etc etc etc.

Dicas da Turquia - Culinária típica

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 6 – Muçulmanos ‘light’

Os turcos são muçulmanos ao estilo light. Dificilmente você verá mulheres de cabelo coberto ou pessoas se ajoelhando em direção a Meca nos cinco horários diários de oração do Islã. Além disso, as mesquitas não chamam para as orações do dia através de alto falantes, como no Egito ou na Jordânia. Também não há qualquer restrição ao produção ou consumo de álcool, como em outros países praticantes da religião – os muçulmanos não bebem. Mas é sempre bom manter o respeito e observar as regras de visitação de qualquer local religioso, como a popular Mesquita Azul.

A visitação à mesquita é gratuita, mas não pode ser feita no horário das cinco preces diárias dos muçulmanos. Na porta de entrada do templo há uma placa que sinaliza quando as orações ocorrem a cada dia (a hora muda conforme a posição do sol), sendo que o prédio fecha para o turismo de meia hora antes a meia hora depois. Também é preciso se vestir de forma adequada ao recinto. Mulheres não podem usar roupas justas, curtas, decotadas ou sem manga e precisam cobrir a cabeça. Já os homens devem ter cuidado com ombros de fora ou bermudas que não cubram os joelhos.

Dicas da Turquia - Islamismo 'light'

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 7 – Viaje de ônibus

A Turquia é uma país de grandes distâncias – embora nunca tanto quanto o Brasil, é claro -, então muitos viajantes partem direto para os sites de reserva de trem ou avião na hora de montar um roteiro de viagem por lá. Mas este é um gasto de dinheiro absolutamente desnecessário. A Turquia possui um excelente sistema de transporte de ônibus, especialmente nas rotas turísticas. E é muito, mas muito barato, especialmente se comparado com um trem ou avião. E você ainda pode viajar à noite, o que significa economizar na hospedagem.

Os ônibus destinados aos viajantes são confortáveis, seguros, semi-leito e alguns oferecem confortos extras, como televisões individuais e café ou chá servidos a bordo. É claro que, se você sair dos destinos turísticos tradicionais, os coletivos serão mais simples, ou mesmo substituídos por vans, e as viagens não serão diretas, mas com algumas paradas. Mesmo nessa modalidade, tudo funciona muito bem e o custo-benefício continua sendo excelente. A única coisa realmente chata sobre viajar de ônibus na Turquia é que não é possível comprar as passagens online.

Ou você vai pessoalmente até a rodoviária – o que é fácil nas cidades pequenas -, ou paga alguém do seu hotel/agência para ir até lá comprar – o que pode vir a calhar em Istambul, por exemplo, onde o terminal fica bem distante do centro. Os custos e duração de alguns dos trechos mais procurados pelos turistas são Istambul-Goreme (Capadócia), que sai US$ 20 por 10h30 de viagem; Goreme (Capadócia)-Pamukkale, que sai US$ 15 por 10h30 de viagem e Pamukkale-Selçuk (Ephesus), que sai US$ 10 por 3h30 de viagem.

Dicas da Turquia - Transporte

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 8 – Reserve seu balão

Dez entre 10 turistas que visitam a Turquia sonham em voar de balão sobre a região da Capadócia, cuja beleza natural é única no mundo e da qual já falamos um pouco acima. Mas quem quiser garantir que esse sonho se tornará realidade em sua viagem ao país deve se planejar com antecedência, principalmente se estiver viajando na alta temporada de verão (junho-agosto) ou se só for passar uma noite na Capadócia. Existe um número limitado de empresas que são autorizadas a fazer o passeio por questões de segurança.

⇒ Vai para Capadócia? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

É uma medida providencial para evitar que balões se choquem e caiam, como ocorreu em maio de 2013. Três brasileiros morreram no acidente. Por isso, apenas 100 balões podem levantar voo por dia, o que parece muito mas é pouco para a quantidade de turistas querendo fazer isso, acredite! Na maioria das vezes, basta mandar um e-mail e seu hotel providenciará a reserva do passeio. Em último caso, contate alguma das inúmeras agências de turismo que operam na região. Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como voar de balão na Capadócia.

Dicas da Turquia - Voo de balão na Capadócia

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 9 – Quando viajar (clima)

A Turquia é um país grande e, por isso, de muitas variações climáticas ao longo do seu território. Por isso, vamos falar do clima e da melhor época para viajar apenas para as regiões onde estão concentradas as atrações turísticas do país. A começar por Istambul, maior cidade e porta de entrada de grande parte dos viajantes que desembarcam por lá. Os verões (junho-agosto) são relativamente quentes e secos, com temperaturas médias mínimas e máximas que variam entre 16°C e 26°C. Já os invernos (dezembro-fevereiro) são chuvosos e muito frios, podendo ocorrer queda de neve, com temperaturas médias entre 3°C e 11°C.

Por isso, os melhores meses para conhecer a cidade são os mais secos e quentes: de abril a setembro. Já na costa do Mar Egeu, onde estão balneários populares como Oludeniz e Bodrum, além das ruínas da cidade greco-romana de Ephesus (em Selçuk), os invernos são suaves e chuvosos, e os verões, quentes e secos. Em Fethiye, onde está localizada Oludeniz, as temperaturas médias mínimas e máximas que variam entre 5°C e 17°C na estação mais fria do ano. E na mais quente, de 17°C a 34°C. Como estamos falando de praias, é claro que os melhores meses para visitar esta parte da Turquia são os de mais dias ensolarados e menos chuva: de maio a setembro.

Se no resto da parte turística do país o verão é uma boa pedida, não se pode dizer o mesmo da região de Anatólia, onde fica a famosa Capadócia, e que tem clima semi-desértico. Por lá não apenas os invernos são muito rigorosos, como também os verões e as diferenças de temperatura entre o dia e a noite são grandes. Na estação mais fria do ano, há muitos dias de neve e temperaturas negativas, sendo que a média é de gélidos -2ºC. Já o verão pode ser extremamente seco e escaldante, com médias que ficam na casa dos 23ºC. Por isso, os melhores meses para visitar a região são os de abril a junho e de setembro a outubro, quando não está insuportavelmente frio ou quente.

Dicas da Turquia - Clima

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas da Turquia 10 – Brasileiros não precisam de visto

Para encerrar as dicas da Turquia, comemore o fato de que brasileiros não precisam de visto para viagens a turismo, por até 90 dias. Ao entrar no país, você deve apresentar um passaporte válido por até seis meses.

Dicas da Turquia - Visto

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve na Turquia em maio de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

8 comentários

Aline Honório 2 de março de 2019 - 20:31

Muito válida as dicas, obrigada!

Responder
Escolha Viajar 9 de março de 2019 - 13:55

Olá, Aline!
Muito obrigada por compartilhar sua opinião conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Djan Alcântara Pequeno 17 de Maio de 2018 - 23:15

Parabéns belíssima matéria, abraço, obrigado pelas dicas!

Responder
Escolha Viajar 20 de Maio de 2018 - 15:13

Olá, Djan!
Ficamos muito felizes em ajudar na sua viagem.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Andre 18 de março de 2018 - 16:08

Oieee

Apenas para atualizar . As mesquitas chamam sim todas as 5 vezes . Tanto em Istambul, quanto na Cappadocia quanto em Kayseri. E em lugares nao tao turísticos como Kayseri por exemplo , você não acha lugar para comprar um vinho sequer 🙂

Responder
Escolha Viajar 25 de março de 2018 - 13:13

Olá, Andre!
Obrigada por compartilhar sua experiência conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
J.Maia 10 de março de 2018 - 19:27

Gostei dos comentários, bem oportunos para uma viagem à Turquia. Eu e minha esposa vamos conhecer o país, apesar de a viagem ser em agosto teremos que nos preparar para o verão em Capadócia.
Valeu!

Responder
Escolha Viajar 10 de março de 2018 - 21:27

Olá, J. Maia!
Obrigada por compartilhar sua opinião conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder