Página inicial EuropaGrécia Mykonos: o que fazer em 3 dias, onde ficar e quando ir [com mapas]

Mykonos: o que fazer em 3 dias, onde ficar e quando ir [com mapas]

por Escolha Viajar
Navio de cruzeiro passa ao fundo de casas históricas na linha da água chamadas de 'Little Venice'

Quer conhecer a Ilha de Mykonos, na Grécia, e não sabe por onde começar a organizar sua viagem? Não se preocupe! Neste texto vamos te dizer passo a passo onde ela fica, como chegar, quando ir, onde se hospedar e o que fazer em 1, 2 ou 3 dias – acompanhado de mapas detalhados. Mykonos é a segunda ilha mais famosa da Grécia, perdendo apenas para Santorini. Ela não pode de jeito nenhum ficar de fora do seu roteiro de viagem pelo país!

⇒ Reserve já o seu hotel em Mykonos e garanta os melhores preços! ⇐

Aproveite e confira aqui nossa sugestão de viagem completa de 20 dias pela Grécia. Voltando a Mykonos, a ilha cresceu e ganhou importância ainda na Antiguidade por ficar a apenas 2 quilômetros de Delos, um local sagrado para a mitologia grega. Hoje, sua fama está relacionada a coisa muito menos ‘sagradas’… Mykonos é conhecida como a ilha mais badalada da Grécia, lugar onde muita gente rica e celebridades têm suas casas de praia.

No verão, o lugar fica lotado de turistas em busca de suas dezenas de praias paradisíacas. Tem praia para a família, praia de nudismo, praia de balada, praia para casais, praia de endinheirados, praia de areia, praia de pedras, praia lotada, praia isolada, praia perto, praia longe… Sem falar nos vilarejos cheios de casinhas caiadas de branco e azul espalhadas por labirintos de ruelas minúsculas. Tudo coroado pelas igrejas e mosteiros ortodoxos feitos de pedra.

Onda bate na Praia de Paradise, a mais famosa de Mykonos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Onde fica e como chegar até Mykonos?

Mykonos faz parte do popular arquipélago das Cíclades, um grupo de ilhas do Mar Egeu muito procurado pelos turistas. Mykonos tem uma área de 86 km² e está localizada a 180 quilômetros da capital, Atenas, e a 150 da vizinha mais famosa, a Ilha de Santorini. Para chegar até ela, é muito fácil. Mykonos tem seu próprio aeroporto e você pode voar desde Atenas em apenas 40 minutos! Do aeroporto até seu hotel, o transfer sai por 20 euros (reserve aqui).

⇒ COMO VISITAR NAVAGIO, a praia mais bonita do mundo ⇐

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Mas o principal meio de locomoção é o ferry. Linhas marítimas conectam Mykonos aos portos de Piraeus, Lavrio e Rafina (em Atenas) e às ilhas de Syros, Tinos, Paros, Naxos, Santorini, Creta, Serifos, Sifnos, Milos, Folegandros, Ios, Amorgos, Koufonissi, Kea, Kythnos, Andros, Anafi, Thirassia, Sikinos, Donoussa, Schinoussa e Iraklia. Note que nem todos esses trajetos estão disponíveis o ano inteiro, alguns só funcionam na alta temporada – junho a agosto.

Para consultar os destinos, horários e preços disponíveis na época da sua viagem, acesse o site de ferries da Grécia aqui. O custo da passagem e a duração da viagem também variam muito conforme o tipo de embarcação e qual linha ela vai fazer. De Atenas a Mykonos, o trajeto pode durar de 2h25 até 5h15, e os tickets saem por de 29 a 59 euros. De Santorini a Mykonos, o trajeto pode durar de 1h40 até 3h50, e os tickets saem por de 66 a 69 euros.

Vista do porto novo de Mykonos, com um navio de cruzeiro ancorado

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Quando ir e como é o clima em Mykonos?

O clima em Mykonos é muito seco e ensolarado quase o tempo todo. Em média, o astro-rei brilha sobre a ilha 300 dias ao ano! Os verões são quentes e secos, e os invernos, amenos e com um pouco de chuva. A única constante ao longo de todas as estações é o vento. No verão, ele se chama Melteni e ajuda a baixar os termômetros da casa dos 30ºC. No inverno, se chama Siroco e carrega calor e areia desde a África, mantendo as temperaturas acima dos 10ºC.

⇒ COMO VISITAR OS MOSTEIROS DE METEORA – guia completo! ⇐

Os meses mais quentes são junho, julho e agosto, quando os termômetros ficam em média entre 20ºC e 28ºC, mas podem chegar facilmente aos 35ºC no auge do verão. Os meses mais frios são dezembro, janeiro e fevereiro, quando as temperaturas médias vão dos 10ºC aos 15ºC. Os meses mais chuvosos do ano são novembro, dezembro e janeiro, com destaque para os dois últimos. Os mais secos são junho, julho e agosto.

Note que em junho e agosto, a chance de chuva é praticamente ZERO! Precipitações também são raras em abril, maio e setembro. Além do clima, você deve levar em conta as férias de verão europeias na hora de decidir quando ir a Mykonos, pois a ilha costuma ficar extremamente lotada e cara nessa época do ano – junho/agosto. Se puder, prefira os meses de maio e setembro, quando tudo estará mais vazio, ainda não chove e as temperaturas são muito agradáveis.

Mulher deita ao sol sobre almofadas coloridas no centro histórico de Mykonos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar


Onde ficar em Mykonos – Hospedagem boa e barata!

Apesar de ser a segunda ilha mais procurada pelos turistas na Grécia, Mykonos oferece opções de preço bem mais interessantes do que a vizinha mais famosa, Santorini. É possível se hospedar quase no centro da pequena capital, que também se chama Mykonos, sem abrir um rombo no seu orçamento de viagem. Entre as muitas opções de acomodação disponíveis na ilha, escolhemos o excelente Sahas Suites, com diárias a partir de 72 euros.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA GRÉCIA e gastar pouco dinheiro ⇐

O Sahas Suites está localizado a apenas 10 minutos de caminhada da cidade, no alto de uma colina de onde se descortinam belas vistas para o porto de Mykonos. A decoração é típica grega, toda em pedra branca, misturada com toques modernos. Tudo muito bonito, limpo e confortável. O acesso à internet WiFi e o traslado desde o porto de Mykonos são gratuitos. Não há serviço de café da manhã disponível, mas as suítes têm frigobar e máquina de café.

As acomodações oferecem ainda uma pequena varanda, TV, ar condicionado e banheiro privativo. Alguns quartos têm vista para o mar Egeu e banheira externa, mas os preços são mais altos – entre 104 e 113 euros a diária para o casal. Além disso, o Sahas Suites dispõe de aluguel de bicicletas, scooters e quadriciclos para que você possa percorrer as famosas praias da ilha. Para mais informações e reservas, clique aqui. Nós testamos e aprovamos!

Quarto do hotel Sahas Suites

Foto: Divulgação


Roteiro em Mykonos – O que fazer em 1 dia

O seu primeiro – ou único – dia em Mykonos vai se concentrar nas atrações da pequena capital, que também se chama Mykonos. O ponto de partida é a Praia de Agios Stefanos, a mais próxima da cidade e que fica apenas 1 quilômetro ao norte do porto. Aproveite a manhã nas areias claras, banhadas pelo mar azul turquesa. Há ‘beach clubs’ onde você pode alugar espreguiçadeiras e também áreas livres. Perto da hora do almoço, inicie a caminhada de volta ao sul.

⇒ QUANTO CUSTA VIAJAR PARA GRÉCIA? Prepare seu bolso ⇐

O destino – o restaurante Baboulas Ouzeri – fica a 3 quilômetros de caminhada, algo como 35 minutos andando. Se andar tanto assim não é a sua vibe, recomendamos que alugue uma bicicleta ou scooter para o dia. É só seguir reto da praia até a entrada da cidade margeando o mar, mas marcamos todo o trajeto no mapa para você não se perder 😉 O Baboulas Ouzeri é um restaurante típico com uma belíssima vista do mar e da capital, perfeito para o seu almoço.

Após a refeição, siga andando até a cidade de Mykonos, a mais charmosa que vimos em toda a Grécia. Você vai passar por uma pequena praia e pela Praça Manto, onde já é possível começar a se apaixonar e fotografar o labirinto branco de construções de pedra, com suas lojas, restaurantes, igrejas e galerias de arte. Antes de mergulhar nele, caminhe mais um pouco pela beira do mar. Você vai encontrar a simpática Igreja de Agios Nikolaus, bem na frente do píer.

Igreja Ortodoxa de Paraportiani

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Fazendo a curva, um pouco mais adiante, está a Igreja Ortodoxa de Paraportiani, toda feita de pedra branca. É a mais famosa e mais antiga da ilha, datando de 1600. Continuando pela margem, você chegará ao local conhecido como ‘Little Venice’, ou Pequena Veneza. Ela engloba uma dúzia de construções coloridas na linha da água, que foram erguidas durante a ocupação dos venezianos na ilha. Hoje, abrigam restaurantes e lojas, num cartão-postal que é puro charme.

Do outro lado da Baía de Alefkandra, de frente para a Pequena Veneza, ficam seis dos famosos moinhos de vento de Mykonos. Principal cartão-postal da cidade, este conjunto de moinhos data de 1600 e foi preservado junto com outras unidades espalhadas pela ilha. Durante 400 anos, eles foram o motor propulsor da economia local, moendo o trigo que era exportado mundo afora. Em um deles, há um pequeno museu. Depois, hora de se perder pela cidade.

Moinho de vento com a vista de Little Venice ao fundo

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Ande sem rumo pelas ruelas estreitas de pedra, cercadas de construções caiadas de branco. O colorido fica por conta das portas e janelas, trepadeiras floridas e vitrines convidativas. No centro histórico de Mykonos, cada esquina é um flash! Destacamos o charme da Rua Matoyianni – está marcada no mapa. Se ainda estiver com disposição, pode subir até o Moinho de Bidi, um exemplar que fica no alto da cidade e de onde se descortinam belas vistas.

Com o fim da tarde chegando, é hora de escolher um lugar perfeito para assistir ao pôr-do-sol. Você pode sentar nos bares de ‘Little Venice’ e fazer isso com uma taça de vinho branco gelado na mão. Pode ir aos moinhos, onde não tem bar, mas a vista do entardecer sobre o mar compensa. Ou pode ainda fazer um passeio de barco! O cruzeiro de 3 horas ao pôr do sol com bebidas inclusas sai por 48 euros e você pode reservar o seu aqui.


Roteiro em Mykonos – O que fazer em 2 dias

No segundo dia em Mykonos, é hora de ir para a praia! Para isso, alugue uma scooter, quadriciclo ou carro para percorrer distâncias um pouco maiores na ilha. Como dissemos lá no início Mykonos oferece opções de praias para todos os gostos e bolsos. E vamos te levar a quatro delas: Psarou, Paraga, Platis Gialos e Paradise. No mapa, usamos como ponto de partida a nossa sugestão de hospedagem – o Sahas Suites -, mas você pode sair de qualquer ponto da ilha.

⇒ O QUE FAZER NA GRÉCIA: 15 atrações que são imperdíveis ⇐

As distâncias são curtas e as estradinhas sinuosas são razoavelmente sinalizadas, então não precisa de um GPS. A primeira parada é Psarou, que fica a 5,5 ou 6,5 quilômetros de distância em direção ao sul dependendo do trajeto. Com suas areias brancas e mar azul turquesa translúcido, Psarou é a faixa de areia mais chique da ilha. Muitos ricos e refinados que passam as férias em  Mykonos optam por essa baía repleta de bares, restaurantes e ‘beach clubs’.

Mas como o foco do lugar é no turismo de luxo, os preços são os mais salgados da ilha. No entanto, a praia é muito bonita e tem espaço livre na areia para quem não tem um orçamento de viagem dos mais abonados. Estender a canga, curtir o sol e tirar algumas fotos é de graça, hehe. Depois de Psarou, é hora de seguir para Platys Gialos, a praia vizinha que fica a apenas 1,4 quilômetros de distância – menos de cinco minutos de carro.

Espreguiçadeiras na beira da Praia de Psarou, a mais chique de Mykonos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

O cenário de areias claras e finas que encontram as águas azul turquesa se repete. A faixa de areia é pequena e tem pouco espaço livre, mas oferece toda infraestrutura necessária para curtir um dia na praia, com bares, restaurantes e ‘beach clubs’. Platys Gialos é conhecida como o melhor lugar da ilha para praticar esportes aquáticos. Cercada por colinas cobertas de oliveiras, é também a mais protegida dos ventos constantes de Mykonos.

Próximo destino: Paradise Beach, ou Praia do Paraíso. Sugestivo, não? Ela fica a 5 quilômetros de Platys Gialos pelas estradas sinuosas, ou 12 minutos de carro. Paradise é a praia mais bonita e popular de Mykonos, mas também a mais procurada, principalmente por jovens em busca de bares com bons preços. Mas ela fica razoavelmente sossegada até por volta das 16h, e vale um passeio para admirar a faixa de areia dourada e águas translúcidas.

Mulher posa para foto nas rochas da Praia de Paraga

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Aliás, se você é do tipo festeiro pode montar acampamento por lá mesmo. No fim da tarde, o lugar lota e festas embaladas por DJs internacionais seguem até o amanhecer. Mas se você prefere sossego e um mar daqueles lindos de morrer, vai seguir para a quarta e última praia. Paraga fica a menos de 2 quilômetros de Paradise – 5 minutos de carro. Oferece infraestrutura completa com bares, restaurantes, ‘beach clubs’, aluguel de espreguiçadeiras e até um minimercado.

Os preços são honestos, o que a torna uma das praias mais frequentadas por jovens casais e mochileiros. O ponto forte de Paraga é a cor do mar, que não se consegue decidir se é azul ou verde, mas que com certeza é lindo de deixar a gente sentado horas nas rochas do fim da praia, só olhando… Gostamos tanto do lugar que passamos dois dias lá! Aproveite esta belíssima praia até que ela seja abandonada pelos últimos raios de sol e vá jantar nas ruelas da cidade.


Roteiro em Mykonos – O que fazer em 3 dias

O terceiro dia em Mykonos começa com um programa a lá Indiana Jones! Vamos ao sítio arqueológico da ilha vizinha de Delos, a apenas 2 quilômetros de distância. Segundo a mitologia grega, foi nesta minúscula e rochosa porção de terra que nasceram os deuses gêmeos Apolo e Ártemis. Por isso, o local era considerado sagrado e se tornou um dos complexos religiosos de maior importância da Grécia Antiga.

⇒ 26 PRAIAS MAIS BONITAS DA EUROPA para aproveitar o verão ⇐

Graças à peregrinação ao local, desenvolveu-se na ilha uma rica e próspera cidade cujas ruínas hoje são os únicos habitantes. Delos é de fácil acesso de barco. Os ferries partem do porto velho – o píer logo atrás do restaurante Baboulas Ouzeri – às 9h, 10h e 11h e retornam às 12h15, 13h30 e 15h. O preço é de 23 euros para ida e volta e a viagem dura cerca de 30 minutos. Você pode comprar o seu ticket aqui.

Ruínas do sítios arqueológico da Ilha de Delos

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Caso prefira fazer o passeio com um guia, e não por conta própria, o custo é de 55 euros já com o barco incluso. O tour dura quatro horas e você pode reservar o seu aqui. Assim que desembarcar no Porto de Delos, verá a bilheteria e entrada logo em frente. O ingresso custa 12 euros. O sítio arqueológico funciona em horários diferenciados dependendo da estação do ano. No verão (1º de abril a 31 de outubro), abre todos os dias das 8h às 20h.

No inverno (1º de novembro a 31 de março), apenas de terça a domingo das 8h às 15h. O sítio arqueológico abrange uma área extensa salpicada de templos, porto, mercado, ginásio, anfiteatro, praças e residências adornadas com colunas de mármore e mosaicos coloridos. Para o lado direito, os destaque são as ruínas de mansões helenísticas com pisos de mosaico muito bem preservados: a Casa de Cleópatra, a Casa das Máscaras e a Casa dos Golfinhos.

Interior do Mosteiro de Panagia Tourliani, em Ano Mera

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

No meio delas, o anfiteatro que remonta a 300 AC. Para o lado esquerdo, estão a Stoa de Filipe e a Ágora dos Delians (praça quadrada onde funcionava o mercado), além das ruínas da estátua de Apolo e dos templos de Artêmis, Poros e Leto. O ponto alto do passeio é o Terraço dos Leões, onde cinco das 12 estátuas originais dos animais seguem eretas contra o céu azul da ilha e nos lembram seu passado glorioso. Dê uma passada também pelo minúsculo museu.

Terminada a visita, hora de retornar para o porto antigo de Mykonos. De lá, você vai precisar de ums scooter, quadriciclo ou carro para seguir com o passeio. O destino é o Mosteiro de Panagia Tourliani, localizado no vilarejo de Ano Mera. A distância é de 8 quilômetros, menos de 15 minutos de carro. Este belíssimo mosteiro branco fundado em 1542 é dominado por uma torre de sinos e ostenta uma fonte com esculturas em mármore.

Espreguiçadeira vazias na Praia de Super Paradise ao entardecer

Foto: Ticiana Giehl/Escolha Viajar

Depois da visita, a tarde já deve estra chegando ao fim. Os mais sossegados podem optar por retornar ao centro histórico para mais uma noite regada a vinho nos restaurantes da ‘Little Venice’. Os mais baladeiros – ou não tão baladeiros assim, mas dispostos a se divertir um pouco – encontram seu lugar em Super Paradise. A praia fica a 7 quilômetros de distância, ou 15 minutos de carro. Embora seja mais famosa pelas festas, é tão bonita quanto as outras.

Super Paradise oferece infraestrutura completa, incluindo bares, restaurantes, ‘beach clubs’ e aluguel de espreguiçadeiras, Mas não espere preços camaradas. Uma espreguiçadeira custa 20 euros (ui). As festas começam por volta das 16h e costumam lotar no verão, sendo que não é preciso pagar nenhuma entrada para participar. A praia vira uma balada gigante a céu aberto, e você pode ir de bar em bar pegando a sua bebida e curtindo o DJ que gostar mais!

*** O Escolha Viajar esteve na Grécia entre maio e junho de 2015 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais