Página inicial OceaniaAustrália Saiba como visitar Blue Mountains, um bate-volta imperdível desde Sydney

Saiba como visitar Blue Mountains, um bate-volta imperdível desde Sydney

por Escolha Viajar
Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Um vale de aparência infinita, onde contornos de penhascos dez vezes mais antigos que o Grand Canyon se recortam contra a vegetação de tons escuros, quase azuis. Foi dessa combinação que surgiu o nome Blue Mountains, ou Montanhas Azuis, um dos parques nacionais mais famosos e procurados da Austrália. Mais de 3,1 milhões de pessoas o visitaram entre setembro de 2014 e setembro de 2015. E o melhor de tudo é que é muito, muito fácil saber como visitar Blue Mountains!

⇒ ONDE SE HOSPEDAR NA AUSTRÁLIA gastando pouco
⇒ GUIA DE VIAGEM AUSTRÁLIA: Tudo que você precisa saber!

Localizado no município de Katoomba, ele está a apenas duas horas de trem de Sydney e é abastecido por partidas a cada 60 minutos desde a Central Station (confira todos os horários aqui). Tanta facilidade de transporte torna o parque um destino bate-volta imperdível para quem está de passagem pela maior cidade da terra dos cangurus. Em menos de 24 horas é possível contemplar as montanhas, caminhar horas por trilhas, admirar cachoeiras, se aventurar em trens, passarelas e bondinhos suspensos sobre a floresta e tirar muitas, mas muitas fotos de Blue Mountains.

A fama do parque jaz principalmente sobre as ‘Three Sisters’, três formações de arenito com mais de 900 metros de altura que se erguem contra o verde Jamison Valley. Mas Blue Mountains tem muito mais a oferecer em seus 247 mil hectares de área tombadas como Patrimônio da Unesco. São 140 quilômetros de trilhas, cachoeiras, uma infinidade de mirantes e o Scenic World, um parque em que você pode pegar o trem mais íngreme do mundo para subir a montanha ou atravessar o vale no alto de um bondinho. Há ainda a opção de fazer canopi em meio à floresta.

A maneira mais fácil como visitar Blue Mountains é por meio de um dos ônibus que leva os turistas desde Katoomba no sistema ‘hop on, hop off’. Caminhar também é uma opção para quem gosta de trilhas, mas é um programa bem mais cansativo e que pode chegar a 10 quilômetros! O ideal para os visitantes que vão ficar um único dia é fazer uma combinação dos dois, para aproveitar ao máximo a natureza do parque sem voltar moído para Sydney.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Seja qual for a maneira que você escolher, a pé, de ônibus, de bondinho, canopi ou trem, fazer um passeio bate-volta até este parque vale a pena. Confira dicas de como visitar Blue Mountains e o que fazer por lá em apenas um dia:

Como visitar Blue Mountains – Como se locomover

A maneira mais fácil de conhecer o parque é por meio de um dos ônibus que leva os turistas desde Katoomba no sistema ‘hop on, hop off’. Assim que descer na estação de trem, você verá os turistas se aglomerando nas lojinhas das empresas que oferecem o serviço, basta pesquisar e escolher a sua (o custo pode variar entre US$ 18 e US$ 28). Se a sua visita for de apenas um dia, combine trechos de caminhada com os ônibus, do contrário o desgaste físico será grande. Nem todas as trilhas estão bem demarcados e há muitas subidas e descidas.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Desça direto no Echo Point para conhecer as Three Sisters e, depois, de posse do mapa com as paradas do ônibus, escolha o que mais vai ver no parque e como combinará os trechos de caminhada com os de locomoção em veículo. Tenha em mente que Katoomba Falls e o Scenic World estão localizados à direita do mirante, enquanto as demais trilhas e cachoeiras vão para a esquerda. Lembre-se também de não perder os horários de passagem do veículo, que costumam ser a cada 30 minutos e que encerram os serviços por volta as 18h.

Como visitar Blue Mountains – Alimentação

Existem lojas e restaurantes tanto no Echo Point quanto no Scenic World, mas a melhor maneira de fazer uma refeição em Blue Mountains é levando seu próprio piquenique. Assim, você pode sentar e comer aproveitando sua vista favorita.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Como visitar Blue Mountains – Conheça as Three Sisters

O Blue Mountains National Park abriga o Jamison Valley, tem mais de 247 mil hectares e foi declarado Patrimônio da Unesco no ano 2000. Em dias de céu claro, a visibilidade sobre as montanhas pode alcançar 29 quilômetros de distância. Mas não há dúvidas de que a grande atração do parque são as Three Sisters, três formações de arenito, um tipo de rocha ‘fofa’ e facilmente esculpida pela ação do vento, da chuva ou da passagem dos rios.

As Three Sisters são patrimônio da cultura aborígene e foram batizadas como Meehni (922 metros), Wimlah (918 metros), e Gunnedoo (906 metros). O melhor local para observar e fotografar as Three Sisters é o mirante Echo Point, onde param os ônibus que trazem os turistas desde a cidade de Katoomba. Mas as formações podem ser observadas de vários pontos do parque.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Existe uma trilha com saída logo à esquerda do mirante Echo Point que leva você bem pertinho das ‘sisters’. A caminhada de apenas 1 km (ida e volta)  é considerada leve, com poucos lances de escada. Ao fim da Three Sisters Walk, uma ponte permite que você entre em uma pequena cavidade da primeira formação rochosa. Da Honeymoon Bridge é possível ter vistas deslumbrantes do Jamison Valley e do Mount Solitary.

Uma placa colocada na primeira ‘sister’ lembra aos mais empolgados que é proibido fazer rapel ou escalada nas famosas formações rochosas. Quem tiver um bom condicionamento físico pode continuar a descer as escadas depois de passar pela Honeymoon Bridge. É o início da chamada Giant Stairway, composta por nada de menos de 800 degraus que levam até o fundo do vale.

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Como visitar Blue Mountains – Outras atrações do parque

Se você continuar para a esquerda das Three Sisters, a Three Sisters Walk vai se transformar em outra trilha, chamada Prince Henry Cliff. É um caminho longo e não muito bem sinalizado, mas que leva a mirantes de onde se pode admirar a cachoeira Bridal Veil (na foto abaixo). Apesar de a conservação da trilha não ser nenhuma ‘Brastemp’, ela pode ser considerada fácil, já que é plana em sua maior parte.

Seguindo no mesmo sentido, sempre se afastando das Three Sisters para o lado esquerdo do parque, você vai encontrar uma terceira trilha, bem mais longa e complicada e que leva a mais uma bela cachoeira do parque Blue Mountains: a Leura Cascades. O caminho é denominado Leura Cascades Fern Bower e tem 4,5 quilômetros de distância entre a ida ao fundo do vale e a subida de volta depois. É extenuante, mas o visual compensa!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Mas a cachoeira mais famosa do parque é mesmo Katoomba Falls, composta por três quedras que somam 245 metros de altura. Para vê-la, você terá que ir para o lado contrário das outras trilhas, seguindo o caminho à direita do Echo Point.  A entrada se encontra logo depois de uma das estações do ‘cable car’ do Scenic World.

Katoomba é um vale profundo, o que significa que a trilha é muito mais uma escada do que um caminho propriamente dito. Ao longo dele, é possível ver a queda d’água de vários ângulos, desde a tradicional vista aérea até a base, onde se chega depois de 45 minutos. Mas tenha em mente que depois é preciso subir todos os degraus de volta!

Um modo mais confortável de admirar Katoomba Falls, as Three Sisters e todo o Jamison Valley é pegando o bondinho – ou ‘cable car’ – do Scenic World. O ticket custa US$ 28 e dá direto às outras atrações do parque, como trilhas exclusivas, canopi ou embarcar no trem mais íngreme do mundo. Seja a pé, de ônibus, de bondinho ou de trem, não importa. Agora que você sabe como visitar Blue Mountains, não as deixe de fora do seu roteiro de viagem pela Austrália!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Blue Mountains em dezembro de 2014 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário