Página inicial Sem categoria Conheça Giethoorn, a cidade holandesa sem ruas e avenidas

Conheça Giethoorn, a cidade holandesa sem ruas e avenidas

por Escolha Viajar

Foto: Michel_van_der_Vegt/Pixabay/CC0 Creative Commons

Giethoorn é uma cidade de interior conhecida por “Veneza holandesa”. Com esse apelido, já dá para imaginar canais, gôndolas e beleza por todos os lados. A síntese é mais ou menos essa: trata-se de um vilarejo sem ruas -e por consequência sem carros-, que esbanja charme e colorido, mas que ainda está longe de atrair as multidões da “parente italiana”.

⇒ 18 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO e como visitá-los

⇒ 12 CIDADES MEDIEVAIS pelo mundo que você não pode perder

Localizada a cerca de 150 quilômetros de Amsterdã, na Holanda, Giethoorn é formada por um grande canal (chamado de Dorpsgracht) e outros três estreitos. Além disso, cada casa ou fazenda também é separada por um pequeno “córrego”. Todo esse cenário é enfeitado por pontes de pedestres, flores, árvores, casas com seu estilo arquitetônico holandês e barcos.

Giethoorn foi fundada em 1230 e praticamente construída em cima de terrenos com uma vegetação já desgastada. A escavação deu lugar aos canais que fazem o contorno do vilarejo. Entrou no roteiro turístico em 2010 e recebe a visita de muitos chineses. Por isso, os cardápios de restaurantes locais também estão escritos em mandarin.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Mas, afinal, o que fazer em Giethoorn? Essa cidade holandesa carrega um estilo bucólico e tem a oferecer ao turista dias agradáveis com paz e tranquilidade, típico de quem mora no campo.

O trivial para os visitantes é o passeio de barco pelos canais. É possível alugar um “punter”, como é chamado localmente, pelo preço mínimo de 75 euros para levar seis pessoas. Os maiores, que transportam até dez pessoas, custam até 175 euros. Porém, se o objetivo é fazer um passeio romântico a dois, o preço “per capita” acaba saindo caro.

Outra modalidade para apreciar as diversas paisagens de Giethoorn é o cruzeiro pelos canais. O mais barato sai por 7,50 euros por um passeio de uma hora de duração. O cruzeiro noturno chega a 17 euros. Para quem quiser incrementar, um cruzeiro, com café (que serve um pedaço de torta com café ou chá), csai por 17 euros. Com um almoço, vai a 21 euros.

Do lado de fora dos canais, passeios de bicicletas ou a pé completam a visita a esse vilarejo de 2,6 mil habitantes.

Mesmo que não haja grandes aventuras ou passeios demorados, Giethoorn não merece apenas um “bate-volta”. Descansar, relaxar, observar o modo de vida dos locais, deslumbrar-se com a beleza de um lugar organizado e arrumado, além de fazer prazerosas refeições fazem parte do turismo.

Para chegar a Giethoorn, a maneira mais cômoda é de carro. Mas lembre-se que eles não entram na cidade. Portanto, deixe-o estacionado em Steenwijk e pegue um ônibus ou alugue uma bicicleta para chegar a esse lindo vilarejo. Ou então, vá até Steenwijk de trem, e o caminho já estará facilitado.

Hospedagem não é algo com muita variedade em Giethoorn. Para se hospedar na cidade, é possível pagar cerca de R$ 150 por dia em uma cama de dormitório. Se preferir um quarto duplo privado, a diária sai no mínimo por R$ 400 na alta temporada.

 

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais