Página inicial EuropaPortugal 7 bate-voltas saindo de Lisboa que você não pode perder

7 bate-voltas saindo de Lisboa que você não pode perder

por Escolha Viajar
Bate-voltas de Lisboa - A praia de Galapinhos é um passeio que pouca gente conhece

Normalmente, nós não somos adeptos de passeio no estilo ‘bate-volta’, que são aqueles que você faz saindo de uma cidade e voltando para ela no fim do dia. Preferimos nos hospedar em cada lugar novo que visitamos para ter a oportunidade de ver como é a vida além do turismo, como é o clima à noite, quais os bares mais legais etc. Mas é preciso admitir que a tentação de fazer bate-voltas de Lisboa é muito grande e vamos explicar o motivo.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM PORTUGAL e gastar pouco dinheiro
⇒ GUIA DE VIAGEM PORTUGAL: Tudo que você precisa saber!

Portugal é um país muito pequeno em termos de área, embora seja gigante de quantidade de atrações turísticas para se visitar. Além disso, embora não seja nenhuma Suíça, tem uma malha de transporte razoavelmente eficiente, o que permite se deslocar entre as principais cidades com certa facilidade e preços acessíveis. Por isso, uma forma de otimizar a sua visita a terras lusitanas é escolhendo algumas cidades ao longo do território português que sirvam como base.

Você se hospeda nelas e faz passeios a distâncias curtas o suficiente para ir e voltar no mesmo dia. Isso pode ser feito em Porto para conhecer a região norte, Lagos para conhecer o sul, e Lisboa para visitar o centro do país. Dessa forma, você evita ter que alugar um carro, perder tempo com deslocamentos e também a cansativa tarefa de ter arrumar e desarrumar a mala quase todos os dias. Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Lisboa!

Como a capital é a porta de entrada e destino turístico da maioria dos viajantes que vão a Portugal, listamos a seguir 7 bate-voltas de Lisboa que você pode fazer usando transporte público. Nosso parâmetro de distância foi de no máximo duas horas e meia de viagem para ir e duas e meia para voltar. Mais que isso fica cansativo e você não vai aproveitar. Confira 7 deliciosos passeios de 1 dia que vão te ajudar a conhecer um pouco mais desse país maravilhoso!

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!


Bate-voltas de Lisboa 1 – Sintra

Sintra com certeza é o mais clássico entre os bate-voltas de Lisboa. Localizada apenas 30 quilômetros a oeste, a cidade histórica em nada lembra a agitada capital de Portugal. Ela se ergue em meio às brumas da Serra de Sintra, envolta pelo frio das montanhas verdejantes e pelo murmúrio das fontes de água fresca. Este cenário deslumbrou até mesmo a realeza portuguesa, que elegeu Sintra como seu refúgio do calor e passava lá os meses de verão.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
⇒ Reserve já seu hotel em Sintra e garanta os melhores preços! ⇐

A presença dos reis contribuiu para embelezar ainda mais o lugar, onde foram construídos palácios e quintas dos mais  variados estilos arquitetônicos. Existe tanto para ver e fazer em Sintra e região que nós recomendamos fortemente que você se hospede na cidade e fique por lá pelo menos dois dias inteiros. Mas, se esta não for uma opção viável no seu roteiro de viagem, faça um bate-volta sem medo. De qualquer forma, deixamos nossa sugestão de hospedagem econômica aqui.

As duas atrações imperdíveis de Sintra são o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros, sendo que os dois estão localizados um ao lado do outro no alto da montanha. Lá embaixo, não deixe de dar uma caminhada pelo simpático centro histórico e provar as famosas queijadas da Sapa. Se sobrar tempo, você ainda pode visitar o Palácio Nacional ou a Quinta da Regaleira. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar Sintra!

Bate-voltas de Lisboa - A principal atração a se visitar em um dia em Sintra é o Palácio da Pena

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Para chegar a Sintra saindo de Lisboa, a melhor forma é de trem. Basta se deslocar até a Estação do Rossio – em pleno centro histórico da capital -, procurar a bilheteria, comprar as passagens e embarcar no horário desejado. Os tickets custam 2,25 euros para cada trecho e não é possível marcar hora ou assento, basta passar a catraca e entrar no vagão. Quem tem o cartão Viva Viagem, que serve para todo o transporte público de Lisboa, pode utilizá-lo para ir a Sintra.

Basta para isso carregar o valor correspondente da tarifa. Os primeiros comboios partem às 6h e os últimos, à 1h. No sentido contrário, das 5h20 à 0h20. Há trens a cada 10 ou 20 minutos ao longo de todo o dia. Lá, você vai desembarcar na estação ferroviária de Sintra, localizada a apenas cinco minutos de caminhada do centro histórico e de onde partem os ônibus que fazem o trajeto até a Pena e o Castelos dos Mouros – linha número 434.

Bate-voltas de Lisboa - Outra atração de Sintra que você pode visitar em um dia é o Castelo dos Mouros

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 2 – Évora

Évora é a principal cidade da região do Alentejo, a porção de terra que separa Lisboa das belíssimas praias do Algarve, no extremo sul de Portugal. Trata-se de uma bela cidade fortificada cercada por campos dourados sem fim, vinhedos e muita história. A partir do reinado de D. João II, no século XVI, Évora foi favorecida pelos reis portugueses e tornou-se um dos mais importantes centros culturais e artísticos do reino.

⇒ Reserve já seu hotel em Évora e garanta os melhores preços! ⇐

Não é à toa que seu centro histórico foi declarada Patrimônio Mundial da Unesco. É nesta parte da cidade que estão concentradas todas as atrações turísticas e por onde você pode fazer um delicioso passeio de um dia a pé. Não deixe de visitar a imponente Sé, pois trata-se da maior catedral de Portugal. Destaque ainda para o Templo Romano, o Aqueduto da Água de Prata, a Praça do Giraldo e a arrepilante Capela dos Ossos. Ficou interessado em conhecer?

Confira nosso post completo sobre como visitar Évora! Veja também nossa sugestão de hospedagem econômica na cidade clicando aqui. Évora está localizada no norte da região do Alentejo, apenas 135 quilômetros a leste de Lisboa. A distância entre as duas cidades pode ser percorrida tanto de ônibus como de trem. os ônibus saem da Estação Sete Rios, sendo que o primeiro carro inicia a viagem às 7h e o último volta às 21h.

Bate-voltas de Lisboa - A principal atração a se visitar em um dia em Évora é a Sé

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

São 1h45 de estrada com passagens a partir de 11,90 euros. Para mais informações e compra de passagens, consulte o site da Rede Nacional de Expressos. A estação rodoviária de Évora fica a apenas duas quadras das muralhas que citamos no texto, com fácil acesso a parte central e histórica da cidade. Já os trens tem saída tanto da Estação Oriente quanto da Sete Rios e começam as viagens às 7h, sendo que o último comboio retorna às 19h05.

Os trajetos duram em média 1h30 e as passagens custam a partir de 7,50 euros. Para mais informações, consulte o site da Comboios de Portugal. A estação ferroviária de Évora fica um pouco mais distante, a 1,3 quilômetros de caminhada da Praça do Giraldo, também do lado de fora das muralhas. Se estiver carregando pouco peso, o trajeto pode ser completado em 15 minutos de caminhada ladeira acima.

Bate-voltas de Lisboa - Outra atração de Évora que você pode visitar em um dia é a Capela dos Ossos

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 3 – Coimbra

Lar de uma das mais antigas e prestigiadas universidades da Europa, Coimbra nem sempre entra no caminhos dos turistas que vão a Portugal. Mas a Universidade de Coimbra não só vale muito a visita como também a cidade merece um olhar carinhoso. Coimbra foi a capital portuguesa de 1139 até 1256, quando o posto passou para Lisboa. Nesse período, a cidade foi berço de nascimento de seis monarcas, assim como da primeira universidade do país.

⇒ Reserve já seu hotel em Coimbra e garanta os melhores preços! ⇐

Cidade de ruelas estreitas, pátios, escadinhas e arcos medievais, ela preserva até os dias de hoje toda a riqueza desse passado histórico. E dá para ver muita coisa em um dia! As atrações se dividem basicamente entre os eixos da Cidade Alta e da Cidade Baixa. Com um pouco de disposição, você pode percorrer tudo a pé. É claro que o ponto turístico número 1 é a universidade, mas não deixe de visitar também a Sé Velha, a Igreja de Santa Cruz e a Ponte de Santa Clara.

Se ainda sobrar tempo, atravesse para o outro lado do Rio Mondego para ver o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e a Quinta das Lágrimas. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar Coimbra! Veja também nossa sugestão de hospedagem econômica na cidade clicando aqui. Coimbra está localizada na região de Beiras, centro de Portugal, 205 quilômetros ao norte de Lisboa. Há opções de viajar desde Lisboa tanto de trem como de ônibus.

Bate-voltas de Lisboa - A principal atração a se visitar em um dia em Coimbra é a universidade

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Os ônibus saem tanto da Estação Oriente quanto da Sete Rios, mas nesta última as partidas e retornos são muito mais frequentes. O primeiro carro inicia a viagem às 7h e o último volta às 22h. São duas horas e meia de estrada com passagens a partir de 12,30 euros. Para mais informações, consulte o site da Renex. A estação rodoviária de Coimbra fica a três quilômetros do centro, e você pode encarar a caminhada Cidade Alta acima, pegar um táxi ou um ônibus urbano.

Já os trens tem saída da Estação Oriente e começam as viagens às 6h10, sendo que o último comboio retorna às 20h45. O trajeto dura em média duas horas, sendo que o trem vai deixá-lo na Estação Coimbra B, que é longe do centro histórico, mas onde você pode pegar um vagão urbano que leva até a Estação Central em apenas 5 minutos. Os trajetos duram em média duas horas e as passagens custam a partir de 9 euros. Para mais informações, consulte o site da Comboios de Portugal.

Bate-voltas de Lisboa - Outra atração de Coimbra que você pode visitar em um dia é a Ponte de Santa Clara

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 4 – Óbidos

Óbidos é um pequeno vilarejo medieval que tem charme para dar e vender com suas ruelas labirínticas ladeadas por casinhas brancas, coloridas por flores e cercadas por uma impressionante muralha do século XIV. O jovem rei D. Dinis deu a cidade de presente para sua esposa, D. Isabel, em 1282. A partir daquele momento, Óbidos passou a pertencer à Casa das Rainhas que, ao longo das várias dinastias, a foram beneficiando e enriquecendo.

⇒ Reserve já seu hotel em Óbidos e garanta os melhores preços! ⇐

É muito fácil visitar Óbidos em apenas um dia, já que o centro histórico – dentro das muralhas – é muito pequeno e não concentra um grande número de atrações. O barato por lá é mesmo curtir o clima de Idade Média, não entrar em pontos turísticos. Não perca a Porta da Vila com seu oratório decorado de azulejos, o comércio colorido e animado da Rua Direita, o pelourinho e a igreja de Santa Maria. Não deixe ainda de provar o licor típico da cidade: a ginginha.

Mas a grande atração da cidade são mesmo as muralhas. A subida é livre e gratuita, e você pode percorrer todo os seus 1.565 metros de extensão. Em alguns pontos, ela atinge os 13 metros acima do nível do chão, o que garante belas vistas da vila branca abaixo. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar Óbidos! Veja também nossa sugestão de hospedagem econômica na cidade clicando aqui.

Bate-voltas de Lisboa - Outra atração de Óbidos que você pode visitar em um dia é o pelourinho e Igreja de Santa Maria

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Óbidos está localizada no centro de Portugal, na região de Estremadura e Ribatejo, 85 quilômetros ao norte de Lisboa. Para chegar até lá por conta própria e sem carro, é possível usar o sistema de ônibus intermunicipal ou trens. Coletivos da RodoTejo partem da Estação Campo Grande em Lisboa a cada meia hora a partir das 7h, sendo que o último carro volta 0h30 (1 hora de viagem por 8 euros o trecho). Para mais informações, consulte o site da empresa.

Já os trens partem de diversas estações da capital, mas em meno horários do que os ônibus. A viagem dura cerca de duas horas e meia e custa em torno de 9 euros o trecho. Para maiores informações, consulte o site da Comboios de Portugal. Mas atenção, porque a estação ferroviária de Óbidos não fica no centro da cidade, sendo preciso pegar um táxi para chegar até as muralhas. Não nos pareceu que o trem seja uma opção que valha a pena, mas ficam as indicações.

Bate-voltas de Lisboa - A principal atração a se visitar em um dia em Óbidos são as muralhas

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 5 – Fátima

Este é outro dos bate-voltas de Lisboa que se tornaram um clássico, principalmente entre brasileiros. O Santuário de Fátima, localizado na cidade do mesmo nome, no coração de Portugal, é nada menos do que um dos principais locais de peregrinação cristã e devoção católica no mundo todo. Maior santuário do país, Fátima é também um dos principais destinos de turismo religioso do planeta, recebendo nada menos do que 6 milhões de pessoas todos os anos.

⇒ Reserve já seu hotel em Fátima e garanta os melhores preços! ⇐

Tudo começou em 1917, quando três crianças pastoras chamadas Lúcia, Francisco e Jacinta afirmaram terem presenciado aparições de Nossa Senhora em Fátima. Em suas mensagens, ela teria pedido que se rezasse o rosário e que construíssem uma capela em sua homenagem. Erguida em 1919, ela foi o pontapé inicial para a formação do santuário, que hoje ocupa uma área com o dobro do tamanho da Praça de São Pedro, no Vaticano.

Em meio ao complexo gigantesco, existem basicamente dois pontos a se visitar. O primeiro é a Capelinha das Aparições, onde se concentram as celebrações e momentos de oração diários. Nela está a famosa imagem de Nossa Senhora de Fátima que simboliza o local. O segundo é a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, construída em 1928 e onde ficam os túmulos dos três pastores. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar o Santuário de Fátima!

Bate-voltas de Lisboa - A principal atração a se visitar em um dia em Fátima é a basílica

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

A cidade de Fátima fica na região de Estremadura e Ribatejo, 130 quilômetros ao norte de Lisboa. Para conhecer o santuário por conta própria, mas sem carro, o único transporte viável é o ônibus. Os coletivos da Renex partem de hora em hora da Estação Sete Rios a partir das 7h, sendo a última volta às 20h30. A viagem dura 1h30 e custa a partir de 21 euros ida e volta. Para mais informações, acesse o site da empresa. A rodoviária de Fátima fica a apenas 500 metros do santuário.

Como este não é um passeio de dia inteiro, muita gente gosta de combiná-lo com outra atração próxima: o Mosteiro da Batalha. Ele está localizado no município do mesmo nome, a só 20 quilômetros de distância. Existe apenas um ônibus por dia que faz o trajeto entre as duas cidades, com saídas às 13h40. Consulte o site da RodoTejo para mais informações. Outra opção é pegar um táxi, o que pode sair bem em conta para quem está na companhia de duas ou mais pessoas.

O Santuário de Fátima é um dos bate-voltas de Lisboa mais populares entre brasileiros

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 6 – Batalha

Considerado uma das Sete Maravilhas de Portugal e tombado como Patrimônio Mundial da Unesco, o Mosteiro da Batalha é uma joia arquitetônica que recebe nada menos do que meio milhão de turistas por ano. Sua construção estendeu-se ao longo do reinado de pelo menos sete monarcas portugueses, tendo se tornado o local de descanso final de alguns deles. Estão sepultados lá D. João I, D. Afonso V, D. João II e D. Duarte.

⇒ Reserve já seu hotel em Batalha e garanta os melhores preços! ⇐

Sua construção começou em 1386, quando D. João I mandou erguer o prédio em honra à Virgem Maria como agradecimento pela vitória contra os espanhóis na Batalha de Aljubarrota, que lhe assegurou o trono português e a independência do país.  As obras prolongaram-se por mais de 150 anos e nunca foram acabadas, mas resultaram em um dos mais belos exemplares da arquitetura medieval que é possível visitar na Europa.

A construção é dominada pelo estilo gótico tardio português, também conhecido como manuelino, e destaca-se pela grandiosidade e riqueza de detalhes. Atualmente, é possível visitar a igreja, dois claustros e dois panteões reais – a Capela do Fundador e as belíssimas Capelas Imperfeitas. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar o Mosteiro da Batalha!

Bate-voltas de Lisboa - O Claustro Real é um dos destaques do passeio de um dia ao Mosteiro da Batalha

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Batalha está situada na região de Estremadura e Ribatejo, 120 quilômetros ao norte de Lisboa. Para conhecê-lo por conta própria, mas sem carro, o único transporte viável é o ônibus. Os coletivos da Renex partem da Estação Sete Rios a partir das 7h e a última volta ocorre às 18h15. Mas são poucos carros por dia e em horários bem espaçados. A viagem dura duas horas e custa a partir de 21 euros ida e volta. Para mais informações, acesse o site da empresa.

A rodoviária de Batalha fica a apenas 300 metros do mosteiro. Como este não é um passeio de dia inteiro, muita gente gosta de combiná-lo com outra atração próxima: o Santuário de Fátima. Ele está localizado no município do mesmo nome, a só 20 quilômetros de distância. Existe apenas um ônibus por dia que faz o trajeto entre as duas cidades, com saídas de Fátima às 13h40. Consulte o site da RodoTejo para mais informações. Outra opção é pegar um táxi.

Bate-voltas de Lisboa - As Capelas Imperfeitas são um dos destaques do passeio de um dia ao Mosteiro da Batalha

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Bate-voltas de Lisboa 7 – Galapinhos

Provavelmente você nunca ouviu falar de Galapinhos entre os bate-voltas de Lisboa que se costuma indicar. O lugar ainda é uma joia semi-escondida do litoral português, mas despontou para o mundo ao ser eleita a mais bela praia do Velho Continente pelo site European Best Destinations. Localizada na região de Setúbal, ela está tão fora da rota do turismo que não existe sequer uma placa que indique sua entrada.

⇒ Reserve já seu hotel em Setúbal e garanta os melhores preços! ⇐

O acesso é feito por trilhas no meio do mato baixo, que partem lá do alto da estrada até chegar às areias brancas semi-desertas e ao mar verde profundo. Só existem duas formas de acessar Galapinhos. A primeira delas é caminhar por cima das pedras que ficam no fim da praia vizinha de Galapos, à direita. Mas isso só pode ser feito quando a maré está baixa. A segunda forma é andar pelas trilhas que descem desde a beira da rodovia N379-1 até a areia.

Não que seja um caminho difícil, mas as picadas não têm sinalização alguma nem infraestrutura, como corrimão ou cascalho para não escorregar. São menos de 10 minutos de descida para alcançar a areia. Não há banheiros em Galapinhos, apenas em Galapos. Um bar com bebidas e sanduíches funciona no local durante a alta temporada de verão, quando também é possível alugar guarda-sóis e espreguiçadeiras.

Bate-voltas de Lisboa - Galapinhos é uma praia tão bonita que vale o passeio de um dia

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Mas, fora da estação mais quente do ano, é preciso levar com você tudo o que precisar para passar o dia na praia. Vale a pena, pois o lugar é mesmo muito bonito. Ficou interessado em conhecer? Confira nosso post completo sobre como visitar Galapinhos! A praia está localizada na região de Setúbal, apenas 50 quilômetros ao sul de Lisboa. Você pode pegar os ônibus 561, 562 ou 563 da empresa Sul do Tejo e que partem da Estação Oriente. O destino é a cidade de Setúbal.

Acesse o site da empresa para mais informações sobre a rota e horários (procure por linhas rápidas). Uma vez lá, não tem jeito, é preciso pegar um táxi ou transporte via aplicativo para percorrer os 12 quilômetros restantes até Galapinhos. Mas não esqueça de combinar com o motorista para voltar, se não poderá ficar preso na praia! As trilhas que descem para a areia partem do estacionamento que fica na N379-1, logo após passar por Galapos.

Galapinhos é um dos bate-voltas de Lisboa do qual quase ninguém ouviu falar

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Portugal em setembro/outubro de 2017 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais