Página inicial Dicas de viagem Confira 15 lugares na Oceania que você precisa conhecer

Confira 15 lugares na Oceania que você precisa conhecer

por Escolha Viajar
15 lugares imperdíveis na Oceania

Seus pés incham diante da simples ideia de pegar um voo de 17 horas e meia para chegar até a Polinésia Francesa, que é o país da Oceania mais ‘próximo’ do Brasil? O que dirá então de fazer uma viagem por várias nações deste continente tão distante e formado por um conjunto de ilhas cujos nomes você não escuta desde as aulas de geografia no colégio? Pois garantimos de existem pelo menos 15 razões para você começar a planejar suas férias por lá. São 15 praias, ilhas, geleiras, fiordes, cavernas, gêiseres, lagos, parques,cidades e até mesmo uma barreira de corais que vão te deixar de queixo caído. São 15 lugares imperdíveis na Oceania que qualquer viajante daria tudo para visitar!

⇒ 15 PRAIAS DA OCEANIA que fazem a distância valer a pena
⇒ GUIA DE VIAGEM AUSTRÁLIA: Tudo que você precisa saber!

É claro que esta não é uma viagem das mais fáceis ou das mais baratas. Para conhecer estes 15 lugares imperdíveis na Oceania de uma só tocada, com certeza não bastariam apenas 30 dias de férias. Afinal, você não vai percorrer essa distância enorme só para visitar tudo correndo e voltar, não é mesmo? O ideal é reservar pelo menos três meses para viajar por Polinésia Francesa, Nova Zelândia, Austrália e Ilhas Fiji antes de retornar ao Brasil. Para piorar as coisas, são quatro países que têm custo de turismo bem mais alto do que a média e onde dificilmente é possível fazer uma viagem econômica (pelo menos não uma em que você consiga aproveitar todas as atrações sensacionais que eles oferecem).

A questão é: vale a pena? Vale, e muito. O Escolha Viajar já esteve no quinto continente duas vezes e não vê a hora de voltar, mesmo que tenha que vender tudo para isso. Confira a seguir nossa seleção de 15 lugares imperdíveis na Oceania e diga se você não encararia (quase) tudo para ver tanta beleza ao vivo e a cores:

Lugares imperdíveis na Oceania 1 – Franz Josef (Nova Zelândia)

Situada a apenas 20 quilômetros da costa oeste da Ilha Sul da Nova Zelândia, a Geleira Franz Josef se tornou famosa justamente por ser de fácil acesso. Enquanto a maior parte das geleiras está nos extremos do planeta ou no pico das montanhas, Franz Josef e sua vizinha, a Geleira Fox, ficam apenas 300 metros acima do nível do mar. No entanto, o aquecimento global tem acelerado o degelo de Franz Josef e há previsões de que ela possa desaparecer em apenas 20 anos! Antes, era possível chegar até o gelo caminhando, mas, agora, as trilhas por terra levam apenas até um mirante, não sendo mais permitido entrar na Franz Josef sozinho por conta das fendas no gelo e do risco de deslizamentos.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

⇒ Vai para Franz Josef? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Para chegar à parte nevada, é preciso contratar um tour de helicóptero. Enquanto percorrer o caminho desde a cidade até a geleira é gratuito, o passeio aéreo tem um preço bem salgado (cerca de US$ 300). Mas quem tiver disponibilidade no orçamento vai ter uma oportunidade única de escorregar por fendas no gelo, se espremer por cânions brancos e ser uma das últimas gerações a colocar os pés nesta gigante que agoniza. Há ônibus de várias companhias que levam à cidade de Franz Josef, que fica a apenas 30 minutos de caminhada da geleira. Já o tour de helicóptero deve ser marcado com antecedência junto à empresa escolhida e confirmado na véspera, de acordo com as condições do tempo.

Lugares imperdíveis na Oceania - Geleira Franz Josef (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 2 – Sydney (Austrália)

Embora não seja a capital da Austrália como muitos pensam, Sydney é a maior cidade do país. Seus 5 milhões de habitantes fazem dela a cidade mais populosa da Oceania. Mas, ao contrário de outros grandes centros urbanos do Hemisfério Sul do planeta, Sydney é muito mais do que um skyline de prédios cinzentos. É uma cidade com qualidade de vida e infraestrutura de primeiro mundo. Com marcos arquitetônicos, como a Opera House, a Sydney Tower Eye e a Harbour Bridge.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!
⇒ Vai para Sydney? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Com zoos que abrigam espécies da singular vida selvagem australiana, entre eles cangurus, ornitorrincos e o mítico Demônio da Tasmânia. Não perca o Taronga Zoo, onde você pode tirar fotos de Sydney ao lado de um fofo coala; o Wild Life com os cinco metros do seu crocodilo Rex; ou o Sea Life Aquarium com seus tanques de águas-vivas fluorescentes e tubarões. Gosta de vida noturna e boas cervejas? O bairro boêmio The Rocks é o seu lugar, sempre com os bares nos terraços lotados e festas para todos os estilos.

Para arrematar o quadro, o subúrbio da cidade é adornado por belas praias, que não ficam nada a dever a Copacabana e Ipanema. As mais famosas são Bondi e Coogee, e o melhor é que existe uma caminhada panorâmica ligando as duas – a ‘Bondi to Coogee Coastal Walk’. A 20 minutos de ferry do centro da cidade, Manly Beach também vale uma visita. E, se puder conciliar sua viagem pela Oceania com a virada do ano, não deixe de passá-la em Sydney. A cidade abriga uma das maiores festas de réveillon do mundo, com um espetáculo de fogos de artifício sobre a Baía de Sydney que é de cair o queixo (confira aqui tudo sobre como curtir o Ano Novo de Sydney)!

Lugares imperdíveis na Oceania - Sydney (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 3 – Cathedral Cove (Nova Zelândia)

Cathedral Cove é considerada por muitas pessoas como a praia mais bonita da Nova Zelândia, o que não é pouco para uma nação cujo território de 270.000 quilômetros quadrados é formado por duas ilhas. Localizada na península de Coromandel, cerca de 90 km a leste de Auckland, esta pequena faixa de areia se destaca por suas formações geológicas, que compõem um cenário único e tão surreal que nem parece deste planeta. A ‘catedral’ do nome, por exemplo, é um arco gigantesco na pedra, com o teto alto como de uma igreja, e que forma um túnel ligando duas faixas de areia branca e fofa. Do outro lado, um enorme bloco de rocha parece flutuar sobre o oceano.

⇒ Vai para Hahei? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

A praia está localizada em uma reserva marinha e não tem acesso por estrada: é preciso caminhar para chegar até ela. A cidade mais próxima da reserva, e de onde parte a trilha, é o pequeno balneário de Hahei. A ‘Cathedral Cove Walk’ tem 2,5 quilômetros e leva cerca de uma hora para ser percorrida (mais outra hora para voltar). O caminho é de nível fácil, começa na extremidade esquerda da praia e recompensa o viajante com belas vistas de Hahei do alto das pedras. Se preferir, você pode ir de carro até a entrada do centro de visitantes da reserva e poupar 20 minutos do seu fôlego. E não deixe de fazer duas paradas no caminho até Cathedral, para apreciar as belas baías de Gemstone e Stingray. Confira aqui tudo sobre como visitar Cathedral Cove!

Lugares imperdíveis na Oceania - Cathedral Cove (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 4 – Yasawa (Fiji)

O Arquipélago das Yasawa é considerado o mais bonito de Fiji. O conjunto de vinte ilhas vulcânicas está localizado no lado oeste do país e ocupa uma área de 135 quilômetros quadrados banhados de águas límpidas e mornas e adornado por areias brancas e palmeiras verdejantes. Algumas das ilhas são habitadas apenas por hotéis, e outras contam com pequenos vilarejos onde há igrejas e escolas primárias. Para se deslocar de uma ilha a outra, você pode contratar voos de hidroavião ou embarcar no ferry Yasawa Flyer, que percorre a rota duas vezes ao dia (confira aqui tudo sobre como viajar para Fiji).

⇒ Vai para Yasawa? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Há acomodações de todas as categorias nas Yasawa, desde simples pensões familiares com quartos compartilhados, luz elétrica fornecida por gerador e sem água tratada; até resorts cinco estrelas dotados de todos os luxos imagináveis e preços nas alturas. O que não muda é a paisagem paradisíaca e as ‘atividades’ (ou falta de, hehe): snorkel, banho de mar, dormitar na rede, se bronzear e encerrar o dia com drinques coloridos ou cerveja gelada ao pôr do sol. Se você busca hospedagem econômica e não se importa com pouco conforto, a Ilha Matacavalewu é o seu lugar e abriga a mais longa praia de areia do arquipélago, a Long Beach. Já a Ilha Drawaqa (na foto) oferece opções econômicas e também mais luxuosas de hospedagem combinadas com duas praias e vários pontos de snorkel.

Lugares imperdíveis na Oceania - Yasawa (Fiji)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 5 – Waitomo (Nova Zelândia)

Waitomo é uma cidadezinha minúscula que vive basicamente do turismo e que está localizada a três horas de ônibus de Auckland (195 quilômetros). Ela é o lar das mundialmente famosas ‘Waitomo Caves’, cavernas que abrigam vermes da espécie Arachnocampa luminosa, que brilham em meio à escuridão quase completa e só existe na Nova Zelândia. E não estamos falando de um bichinho aqui e ali, mas de paredes inteiras cobertas de uma iluminação azul tão bela que mais parece obra do Divino do que de um dos seres vivos mais desprezados da face da Terra – ou de suas entranhas.

Existem mais de 300 cavernas em Waitomo, mas três delas são consideradas a trilogia essencial do turismo na região: Waitomo Glowworm, Ruakuri e Aranui. Glowworm é a mais bonita e indispensável, pois é a que abriga o maior número de vermes. Você não pode tirar fotos, mas verá verdadeiros salões subterrâneos cobertos por estalactites e estalagmites antes de entrar no pequeno barco que vai levar você pelo rio subterrâneo da caverna. É lá, quando as luzes são totalmente desligadas, que a magia acontece. Uma experiência única e inesquecível, mas que dura apenas 45 minutos, o que deixa bastante tempo sobrando para você conhecer as outras duas cavernas.

Você pode chegar a Waitomo de carro ou de ônibus, desde Auckland ou outras cidades turísticas da região, como Rotorua. Como é um passeio curto, é possível fazer a visita e voltar à sua cidade base no mesmo dia. Os ônibus fazem o desembarque dos turistas bem em frente ao centro de informações, onde é possível escolher os passeios que você quer fazer e comprar os ingressos na hora. PS: Se quiser tirar fotos dos vermes, você pode tentar visitar outras cavernas da região que não a Glowworm, mas note que é uma tarefa bastante difícil para quem não tem bom conhecimentos de fotografia e uma câmera que permita ajustes manuais 😉

Lugares imperdíveis na Oceania - Waitomo (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 6 – Whitehaven (Austrália)

Se você consultar qualquer lista de praias mais lindas do mundo, com certeza verá fotos de Whitehaven Beach, na Austrália. Localizada em Whitsunday Island, ela é parte do famoso arquipélago das Whitsundays, composto por 74 ilhas que flutuam entre a costa nordeste de Queensland e a Grande Barreira de Corais. Os sete quilômetros de areias completamente brancas de Whitehaven repousam entre a vegetação tropical e o mar azul turquesa. Além disso, Whitehaven abriga um dos lugares mais fotografados da Austrália: a enseada de Hill Inlet. Conforme a maré sobe ou desce, a areia é deslocada pela água cristalina, criando uma fusão de branco, verde e azul que lembra uma pintura!

⇒ Vai para Airlie Beach? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Só existem duas maneiras de chegar a Whitehaven, que é uma área de preservação ambiental: de barco ou de hidroavião. Os passeios nas alturas são mais caros, é claro, mas não tanto que não valham ter uma visão aérea deste lugar sensacional. Além do sobrevoo cênico, você terá direito a duas horas de piquenique na praia regado a uma garrafa de champanhe. Tudo isso pela bagatela de US$ 215. Você pode saber mais sobre o passeio no site da empresa Air Whitsunday. Para ir de barco, há vários tipos de tours que saem tanto de Airlie Beach quanto das próprias ilhas mas recomendamos o da Cruise Whitsundays que passa o dia todo na praia, com parada no mirante de Hill Inlet. Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como visitar Whitehaven.

Lugares imperdíveis na Oceania - Whitehaven (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 7 – Rotorua (Nova Zelândia)

Esta cidade localizada na Ilha Norte da Nova Zelândia, a 230 quilômetros de Auckland, é um famoso centro de atividade geotérmica e, por isso, um dos lugares imperdíveis na Oceania. Traduzindo, Rotorua tem gêiseres, piscinas de lama borbulhante, lagos de água fervente e fede como o inferno. Literalmente, pois toda a área da cidade sofre com um forte odor de enxofre, embora este não seja intolerável. A grande atração da cidade é o parque Te Puia, lar do famoso gêiser Pohutu, cujos jatos de água fervente e vapor podem alcançar os 30 metros de altura! Além disso, ele é considerado o gêiser ‘mais confiável’ do planeta por ter até 20 erupções por dia.

⇒ Vai para Rotorua? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

É praticamente impossível você visitar o parque sem ver o Pohutu em ação. O Te Puia está localizado a cerca de 20 minutos de caminhada do centro da cidade e abriga ainda lagos ferventes e piscinas de lama, além de um centro de tradições maori e de um viveiro de kiwis, a ave símbolo do país e que está em extinção. Outras atrações locais são os parques termais Wai-o-Tapu, que fica a 28 quilômetros de Rotorua (é preciso ter um carro ou contratar um tour para ir até lá) e Kuirau, o único local geotérmico público e com entrada gratuita na Nova Zelândia. Para chegar a Rotorua, você pode escolher entre diversas linhas de ônibus que saem tanto de Auckland como de outras cidades turísticas, entre elas Taupo e Waitomo.

Lugares imperdíveis na Oceania - Rotorua (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 8 – Bora Bora (Polinésia Francesa)

Se existe um lugar no mundo ao qual a palavra ‘paraíso’ se aplica é a Polinésia Francesa. O território ultramarino da França é formado por cinco arquipélagos que reúnem mais de 115 ilhas em que montanhas vulcânicas cobertas de vegetação luxuriante e plantações de abacaxi encontram piscinas naturais formadas no mar por recifes. De todas elas, a mais bela e mais procurada com certeza é Bora Bora, considerada por muitos como ‘o lugar mais romântico do mundo’ e um dos lugares imperdíveis na Oceania. Habitada por apenas 9 mil pessoas, Bora Bora é cercada por recifes de corais e ilhotas, que formam ao seu redor uma lagoa de água salgada de 80 km².

⇒ Vai para Bora Bora? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Dentro dela, o mar é calmo, transparente e exibe uma paleta de cores que vai do verde irreal ao azul inacreditável. Não é à toa que a ilha se tornou destino certo de muitos noivos que querem realizar suas cerimônias de casamento tendo esse belo quadro como cenário de fundo. Não bastassem as belezas naturais, Bora Bora abriga inúmeros resorts cinco estrelas, como Hilton, Sheraton, St. Regis e Sofitel, que ergueram bangalôs sobre as águas perfeitos para férias – ou lua de mel – com muito luxo e conforto. Para quem não tem um orçamento de viagem tão generoso, a ilha oferece pousadas familiares pé de areia em praias não menos bonitas (confira nossa sugestão aqui).

Aliás, não existe canto que não seja lindo em Bora Bora. A Polinésia Francesa ainda é um destino pouco visado por brasileiros, mas chegar até lá – e até Bora Bora – não é tão difícil quanto parece quando a gente localiza o país no Google Maps. Existe um voo semanal da LATAM que sai de Santiago do Chile e vai até Papeete, a capital da Polinésia, em cerca de 10 horas. De Papeete, basta pegar um dos vários voos regionais diários da Air Tahiti e, em 45 minutos, você estará na ilha. Confira aqui tudo que você precisa saber como visitar Bora Bora.

Lugares imperdíveis na Oceania - Bora Bora

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 9 – Taupo (Nova Zelândia)

Localizada na Ilha Norte da Nova Zelândia, a 90 quilômetros de Rotorua e 275 de Auckland, Taupo é a cidade que abriga o lago do mesmo nome e que é o segundo maior do mundo. O lugar também atrai turistas por ser a base para os passeios pelo Tongariro National Park e para as Huka Falls. Por isso, é um dos lugares imperdíveis na Oceania e merece que você reserve pelo menos três dias de viagem para curtir todas essas atrações naturais da região. Principalmente porque o tempo ruim pode colocar tudo a perder, já que estamos falando de passeios ao ar livre.

⇒ Vai para Taupo? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Os cruzeiros pela Lago Taupo, que saem em pelo menos quatro horários diários por diversas empresas, podem ser marcados diretamente no Centro de Visitantes da cidade. O passeio dura duas horas e tem como ponto alto os desenhos maoris esculpidos nas pedras, que só podem ser vistos da água. Para chegar às Huka Falls, uma impressionante cachoeira de águas muito, muito azuis que fica nos arredores da cidade -, você pode dirigir, pegar o único ônibus do dia que vai até lá (peça informações no Centro de Visitantes) ou encarar três horas de trilha entre ida e volta.

Já os trekkings pelo Tongariro National Park devem ser marcados com pelo menos 48 horas de antecedência para saber se as condições climáticas vão liberar o acesso às montanhas (de novo, o passeio pode ser marcado no Centro de Visitantes). Atente que é um trajeto de 12 quilômetros de caminhada em meio à altitude de vulcões extintos e sujeita a temperaturas baixas e ventos fortes. Portanto, só encare a jornada se tiver certeza de que suas condições físicas estão em ordem.

Lugares imperdíveis na Oceania - Taupo (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 10 – Great Ocean Road (Austrália)

Este é o nome da famosa rodovia beira-mar localizada próxima a Melbourne, no extremo sul da costa leste da Austrália, que foi construída por veteranos que retornaram da Primeira Guerra Mundial e é considerada uma das estradas mais cênicas do mundo! Por isso, é um dos lugares imperdíveis na Oceania. São 665 quilômetros desde a capital do surfe, Torquay, até a pequena vila pesqueira de Port Fairy. Ao longo do trajeto, você vai se deslumbrar com a bela vista do litoral formado por paredões de rocha, entrecortado aqui e ali por mirantes, praias e balneários convidativos.

⇒ Vai para Melbourne? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

O ponto alto da estrada são os chamados Doze Apóstolos – ‘Twelve Apostles’ -, formações de rocha calcária que se erguem sobre o mar. Eram 12, por isso foram chamadas de apóstolos, mas alguns já ruíram pela força do mar. Mesmo assim, são uma visão espetacular. Para fazer este passeio, o ideal é alugar um carro em Melbourne e cair na estrada por pelo menos dois dias, dormindo em algum ponto do caminho. Mais isso é algo caro de se fazer na Austrália, além da dificuldade extra de ser um país onde se dirige na mão inglesa – pela esquerda.

A opção econômica – cerca de US$ 80 por pessoa – é contratar um dos tours que sai de Melbourne para percorrer a estrada e voltar no mesmo dia. A maioria deles sai cedinho e volta no início da noite, mas há também a opção de parte no meio da manhã e fica na Great Ocean Road até a hora do pôr do sol (recomendamos este!). Os roteiros variam um pouco de empresa para empresa, mas a maioria visita as famosas praias de Bells Beach e Apollo’s Bay, o pórtico de entrada da rodovia, os coalas na beira da estrada, as formações rochosas de Loch Ard Gorge e, no grand finale, os Twelve Apostles, um dos cartões-postais mais fotografados da Austrália.

Lugares imperdíveis na Oceania - Great Ocean Road (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 11 – Abel Tasman (Nova Zelândia)

É na ilha sul da Nova Zelândia que a beleza natural do país realmente se agiganta. O Parque Nacional Abel Tasman é uma sequência de belas praias de águas muito verdes abrigadas por pequenas baías, totalmente preservadas da ação humana (apenas acampamento é permitido). Por isso, é um dos lugares imperdíveis na Oceania. Fique pelo menos dois dias inteiros por lá e prepare o bolso para pagar pelos caros ‘táxis boats’ que fazem o trajeto dentro do parque.

⇒ Vai para Abel Tasman? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Para acessar o parque, o modo mais comum é usar a cidade de Motueka como base e, de lá, ir de carro ou tour até a entrada do Abel Tasman.  Motueka está localizada a 155 quilômetros de Picton, que é a cidade portuária onde chegam os ferries que cruzam da Ilha Norte para Ilha Sul da Nova Zelândia; e a 47 quilômetros de Nelson, onde desembarcam a maioria dos voos domésticos. De ambas saem ônibus para Motueka. Mas, se você quer acordar realmente ao lado do parque, recomendamos que, de Motueka, pegue um táxi ou ônibus urbano até o balneário vizinho de Kaiteriteri, de onde partem os barcos para o Abel Tasman.

No primeiro dia, reserve o ‘pacote’ que combina meio dia de cruzeiro pelas praias e meio dia de caminhada pela trilha que vai de Golden Bay até Anchorage Beach, onde você será pego de volta pela embarcação no fim da tarde. O caminho é longo, mas descortina vistas maravilhosas. No segundo dia, gaste menos e compre apenas o passe de ida e volta até Anchorage Beach, a praia mas bonita do parque. Passe algumas horas relaxando na areia e percorrendo as trilhas locais. Não esqueça de levar o almoço, pois não há nenhum comércio nas praias. Se for praticante de esportes, você pode optar por fazer algum destes passeios de caiaque, ou ir até a colônia de focas de Tonga Island.

Lugares imperdíveis na Oceania - Abel Tasman (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 12 – Mamanuca (Fiji)

O arquipélago das Mamanuca é o mais popular de Fiji por estar localizado próximo da cidade de Nadi e da Marina de Denarau, ao sul das ilhas Yasawa. A ilha mais distante pode ser alcançada em apenas três horas de barco, o que permite passeios de bate-volta para quem prefere ficar na cidade, onde há supermercados e opções de hospedagem bem mais econômicas do que nas ilhas. Mamanuca é composto por cerca de 20 delas, sendo que algumas são cobertas pela maré cheia e não podem ser habitadas. O transporte de ferry – feito pela empresa South Sea Cruises – cobre 10 ilhas, entre elas South Sea, Bounty, Teasure, Beachcomber, Mana, Malolo e a famosa Modriki, cenário do filme ‘Náufrago’ (na foto).

⇒ Vai para Mamanuca? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

As Mamanuca têm um visual muito diferenciado das suas vizinhas do norte, as Yasawa, sendo menores e mais planas, quase sem montanhas, embora todas tenham sido formadas a partir de erupções vulcânicas. A mais popular das Mamanuca é a ilha Malolo que, por ser a maior delas, abriga vários resorts. A preferida dos turistas, especialmente os que viajam com crianças, é a South Sea, não só por sua proximidade com Nadi mas porque ela é tão pequena que mais parece uma ilha de brinquedo. A ilha mais econômica do arquipélago é Mana, onde existe o resort mais antigo das Mamanuca e também um hostel com quartos particulares e privados. Confira aqui tudo sobre como viajar para Fiji.

Lugares imperdíveis na Oceania - Mamanuca (Fiji)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 13 – Ilha Fraser (Austrália)

Fraser é a maior ilha de areia do mundo e visitá-la é uma experiência surreal. Por isso, é um dos lugares imperdíveis na Oceania. A praia de Rainbow Beach é a porta de entrada para Fraser Island, que está localizada no Estado de Queensland, na costa leste da Austrália, a 235 quilômetros da cidade de Brisbane. Você pode fazer o passeio por conta própria, mas é preciso alugar um veículo 4X4, o que não é uma coisa barata na Austrália. Por isso, recomendamos que você contrate um tour de dois dias pela ilha. Nesse passeio, que pode ser reservado em qualquer hotel/hostel de Rainbow Beach, já estão inclusos transporte, refeições e hospedagem.

⇒ Vai para Rainbow Beach? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

No primeiro dia na ilha, você vai conhecer o incrível Lago McKenzie, com suas areias muito brancas e águas super azuis; vai caminhar pela ‘Seven Miles Beach’, ou Praia de Sete Milhas; subir o rochedo de Indian Head, para ter uma vista panorâmica; e mergulhar nas ‘Champagne Pools’, piscinas naturais nas pedras junto ao mar. No segundo, vai caminhar pelas dunas até chegar ao Lago Wabby, que surge muito verde em meio ás areias, em outra paisagem surreal da ilha. Vai tirar algumas fotos com o naufrágio do navio de carga neozelandês SS Maheno e, por fim, terá algumas horas para banho e diversão no cristalino riacho Eli Creek (não é possível entrar no mar em Fraser Island por conta das arrais, águas-vivas e tubarões). No fim da tarde, o tour leva você de volta para Rainbow Beach.

Lugares imperdíveis na Oceania - Ilha Fraser (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 14 – Milford Sound (Nova Zelândia)

O fiorde Milford Sound está localizado na costa oeste da Ilha Sul da Nova Zelândia, a 290 quilômetros de Queenstown, a cidade mais popular da região e usada como base por muitos turistas para fazer a visita a esse que é um dos lugares imperdíveis na Oceania. Milford Sound entra por 15 quilômetros no Mar de Tasmania e está rodeado por montanhas que se elevam a 1.200 metros de altura. O fiorde exibe duas cachoeiras permanentes durante todo o ano, Lady Bowen Falls e Stirling Falls. Depois de chuva pesada, no entanto, centenas de quedas d’água temporárias podem ser vistas correndo pelas pedras escarpadas. O fiorde também é o lar de colônias de focas, pinguins e golfinhos.

⇒ Vai para Queenstown? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

Partindo de Queenstown, há diversas opções de passeios até Milford Sound, desde o simples transporte até o píer para o cruzeiro de barco até tours de um dia inteiro parando em várias atrações do vizinho Parque Fiordland. Este é o mais recomendado, assim você poderá ver montanhas, cachoeiras, caminhar na floresta e admirar a paisagem refletida nos ‘Mirror Lakes’, ou Lagos Espelho. A última parte é o passeio de barco de uma hora pelo fiorde, composto por paredões de rocha de altura impressionante e muitas cachoeiras. No fim do dia, o ônibus leva você diretamente de volta a Queenstown. Só é preciso reservar um dia para fazer o tour, mas se quiser evitar um potencial dia de chuva, já que estamos falando de um dos lugares mais úmidos do mundo, é bom deixar um dia extra na manga.

Lugares imperdíveis na Oceania - Milford Sound (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares imperdíveis na Oceania 15 – Grande Barreira de Corais (Austrália)

Mesmo que você não seja adepto do mergulho de cilindro, do snorkel ou nem mesmo gosta de nadar, não deixe – em hipótese alguma – de conhecer a Grande Barreira de Corais da Austrália, um dos lugares imperdíveis na Oceania e no mundo todo. As águas mornas da parte norte da costa leste do país são habitadas por nada menos que 1.500 espécies de peixes de todas as cores e formatos, que ficam nadando devagarinho em meio aos corais para o deleite da sua câmera. Tudo isso pode ser visto por quem usa apenas máscara de snorkel, mas quem mergulha com cilindro ainda tem chance de avistar polvos, tartarugas e tubarões, de dia ou à noite.

⇒ Vai para Cairns? Reserve aqui sua hospedagem pelo Booking ⇐

A cidade base para fazer os passeios pela ‘Great Barrier Reef’ é a tropicalíssima Cairns, quase no extremo norte da Austrália e a duas horas e meia de voo desde Sydney. As opções de barcos e tours são infinitas, e você pode contratar o passeio no seu próprio hotel/hostel. A maioria dos turistas pega o passeio que vai e volta no mesmo dia, mas, se tiver uma folga no orçamento de viagem, recomendamos que você faça um ‘sleeping on board’, que passa de uma a quatro noites no mar. Nesse tipo de tour, estão incluídas todas as refeições e equipamento de snorkel (mergulho de cilindro tem custo extra). São pelo menos três paradas para mergulho por dia, sendo que você não faz basicamente nada além de ver peixes e corais multicoloridos, comer e desmaiar na cama.

Lugares imperdíveis na Oceania - Grande Barreira de Corais (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

 

Posts relacionados

Deixe um comentário