Página inicial EuropaPortugal 10 dicas de Portugal que você precisa saber antes de viajar

10 dicas de Portugal que você precisa saber antes de viajar

por Escolha Viajar
Dicas de Portugal - Há diferentes tamanhos de copo de cerveja disponíveis nos bares e restautantes

Portugal é um país que exige preparação para viajar? Claro que não. Afinal, estamos falando da nossa pátria-mãe, responsável pela nossa língua e por muito da cultura que temos hoje no Brasil. Mas é claro que, sendo dois países com histórias muito distintas e separados por um oceano inteiro, Portugal e Brasil guardam suas diferenças. Por isso, elaboramos esta lista de 10 dicas de Portugal que você precisa saber antes de viajar.

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM PORTUGAL e gastar pouco dinheiro
⇒ GUIA DE VIAGEM PORTUGAL: Tudo que você precisa saber!

São conselhos de comportamento, quando viajar, quanto tempo ficar, documentação de viagem, como se locomover, como economizar, atrações imperdíveis, atrações dispensáveis e até mesmo de português. O de Portugal, é claro. Tudo para que você possa aproveitar 100% suas férias em terras lusitanas. Confira abaixo as 10 dicas de Portugal que você precisa saber antes de viajar.

Dicas de Portugal 1 – Um povo pacato

A primeira das nossas dicas de Portugal é sobre comportamento. Se nas duas grandes cidades do país – Lisboa e Porto – há muita movimentação, barulho e gente de todo tipo, o mesmo não ocorre na maior parte do território português. A grande maioria das cidades são pequenas, especialmente se comparadas às megalópoles do Brasil. Muitas não passam de minúsculos vilarejos que parecem ter parado em algum momento da Idade Média.

Quem habita essas cidades é um povo muito acolhedor, mas majoritariamente idoso, que preza pela calma, paz e sossego característicos do interior. Eles vão te receber de braços abertos, então retribua contribuindo para manter essa atmosfera que os portugueses tanto prezam. Evite barulho à noite ou grandes algazarras em qualquer horário. Respeite as regras, seja gentil e educado. Ou eles vão torcer o nariz para você, assim como fazem com os barulhentos e espaçosos espanhóis.

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Dicas de Portugal - Respeite o silêncio e o sossego da vida pacata nas pequenas cidades portuguesas

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 2 – Tamanho não é documento

Essa é a mais fundamental das nossas dicas de Portugal: não faça uma viagem para lá para ficar pouco tempo. Embora tenha uma área equivalente ao estado de Santa Catarina, tamanho não é documento em termos de atrações turísticas. Se você for passar dois dias em Lisboa e dois dias em Porto, como faz a grande maioria, estará perdendo a oportunidade de conhecer um lugar único e maravilhoso. Portugal é um país onde você pode passar um mês inteiro viajando e ainda assim não ver tudo!

Desde as praias deslumbrantes do Algarve, no extremo sul; até as cidades históricas do norte, Portugal desdobra-se em palácios, fortes, castelos, museus, igrejas, rios, campos, monumentos, sítios arqueológicos, penhascos, praias, ilhas, mosteiros, vinhedos, montanhas, parques e um sem fim de pontos turísticos. Para conhecer o que há de melhor no país, nós recomendamos um roteiro em Portugal de 21 dias, indo de Lagos até Braga.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

Mas ele pode ser tranquilamente cumprido por quem tem menos tempo de viagem disponível. Como o país é pequeno, basta selecionar as cidades/praias/atrações que você deseja visitar e que cabem nas suas férias, pulando as que não cabem.  Para quem precisa escolher, não podemos deixar de recomendar o Algarve, Porto, Óbidos, Coimbra e Sintra como os locais que mais nos apaixonaram. E Lisboa? Visite se tiver tempo, mas não se apegue.

Dicas de Portugal - Para ver o melhor do país, faça um roteiro de pelo menos 21 dias

Imagem: GoogleMaps/Reprodução


Dicas de Portugal 3 – Não perca as praias

Mesmo que você não tenha todo o tempo que sugerimos acima para viajar para Portugal, não deixe de conhecer as maravilhosas praias do país. A não ser que você esteja viajando no inverno, é claro. Em qualquer outra época do ano, mesmo que o calor ainda não esteja para pegar um bronzeado ou cair na água, vale a pena fazer o passeio. Isso porque o litoral de Portugal é belíssimo, um dos mais lindos que já vimos nos 38 países que conhecemos mundo afora.

É claro que o grande destaque é a região do Algarve, lá no sul, onde imensos paredões de rocha dourada se projetam sobre o mar muito azul. Há dezenas de praias – famosas ou escondidas – onde passar alguns dias deliciosas à beira-mar. Os passeios de barcos pelas grutas da Ponta da Piedade (Lagos) e de Benagil são imperdíveis. Para quem quer conhecer o lugar, mas não tem tempo de ‘veranear’ por lá, temos uma sugestão de roteiro no Algarve de dois dias.

Mas há praias muito bonitas em Portugal também fora dessa região. Duas que tivemos a oportunidade de visitar e recomendamos são Galapinhos, uma faixa de areia quase secreta que ganhou destaque após ser listada como a mais linda da Europa por um site. E também Azenhas do Mar, um tranquilo vilarejo litorâneo com uma vista espetacular e um restaurante de dar água na boca. Saiba aqui como visitar as 6 praias mais bonitas de Portugal.

Dicas de Portugal - Não deixe de conhecer as belíssimas praias do país!

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 4 – Alugue um carro

Portugal é um lugar que você consegue aproveitar melhor se for visitado de carro alugado. Isso porque, mesmo estando na Europa, o país não é exatamente a Suíça, e não dispõe de uma rede tão ampla e farta de transporte quanto seria o ideal para percorrer tudo sem um veículo próprio. Há praias, por exemplo, onde só se chega de carro, e outras com transporte tão escasso que você leva muito tempo para ir voltar, matando boa parte do seu dia.

Além disso, alugar um veículo possibilita que você percorra várias atrações que estão localizadas muito perto, mas não na mesma cidade, em um único dia. Isso seria quase impossível se ficasse na dependência de um transporte público. Lembrando que Portugal é um dos países mais baratos do Velho Continente e cujas estradas são muito boas – faça cotação do aluguel aqui. Mas é claro que também é possível visitar muita coisa de trem e ônibus.

Dicas de Portugal - Alugue um carro para percorrer cada cantinho do país

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 5 – Medidas de cerveja

Essa é uma das dicas de Portugal para quem não dispensa uma cervejinha no fim do dia, como nós. O brasileiro está acostumado a sentar no bar e apenas pedir um chope, que em terras tupiniquins costuma ser de 330 ml (com muito colarinho, argh!). Então, pode acabar ficando um pouco confuso em terras lusitanas, pois lá há vários tamanhos de copo para a bebida servida na torneira disponíveis nos cardápios de bares e restaurantes.

Para começar, em Portugal existe uma medida menor que a nossa. No norte ela se chama ‘fino’, no sul ‘imperial’ e é de míseros 200 ml de cerveja. Bom para os dias de muito calor, quando a loira gelada esquenta rápido, ou para quem gosta de provar o sabor antes de pedir um copo mais generoso. O segundo tamanho é a ‘tulipa’, essa sim igual ao nosso chope de 330 ml. E não se assuste de você ler que há ‘pinto’ no cardápio de cervejas.

É apenas a versão portuguesa da palavra em inglês ‘pint’, cuja medida são 473 ml. Não é muito comum em terras lusitanas. Já o ‘príncipe’ é o copo de 500 ml. Por fim, a maior medida que existe em Portugal é a ‘caneca’, onde se serve 1 litro inteiro de cerveja. É muito popular em países frios como a Alemanha, mas pouco funcional em um local de clima bem mais ameno. A loira deixa de ser gelada ali pela metade da caneca, hehe.

Dicas de Portugal - Há diferentes tamanhos de copo de cerveja disponíveis nos bares e restautantes

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 6 – Fátima, ir ou não ir?

Essa pode parecer uma dica de Portugal um tanto polêmica para alguns, mas achamos um item válido. É muito difundido entre os brasileiros que o Santuário de Fátima, na cidade do mesmo nome, é uma das atrações turísticas imperdíveis de Portugal. Mas não é bem assim (pelo menos na nossa modesta opinião de especialistas em viagem). Você é católico praticante, devoto da Virgem Maria ou uma pessoa com interesse em visitar locais de grande peregrinação religiosa?

Se sim, então é um ponto turístico que vale a pena conhecer. Mas se você não é, pode riscar do seu roteiro em Portugal. O santuário é grandioso e até bonito, mas sinceramente não impressiona como outros templos religiosos de alta importância pelo mundo. Se você quer conhecer locais marcantes do cristianismo, é mais lucro ver a Hagia Sofia (Istambul), o Santo Sepulcro (Jerusalém) ou a Basílica de São Pedro (Vaticano).

E se quer conhecer belas igrejas ou mosteiros, Portugal está cheia delas. Podemos citar a Sé de Évora, o Mosteiro dos Jerônimos (Lisboa), o Mosteiro da Batalha (Batalha), Santuário de Bom Jesus do Monte (Braga), entre vários outros. Ressaltamos que esse é um ponto de vista estético e turístico, que não está relacionado a fé ou religião. Para quem vai querer fazer a visita, aproveite e confira aqui tudo o que você precisa saber para ir ao Santuário de Fátima.

Dicas de Portugal - O Santuário de Fátima não é atração obrigatória no seu roteiro pelo país

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 7 – Língua portuguesa, com certeza!

O fato de no Brasil e em Portugal se falar a mesma língua com certeza é um dos grandes atrativos do país. Mas é claro que o português do Brasil e o português original têm suas diferenças, algumas bastante curiosas e até engraçadas. A primeira coisa que você vai reparar é no sotaque e na ‘formalidade’ da fala. Quanto mais para o norte do país, mais difícil é para nós brasileiros compreendermos o que os portugueses falam, pois o sotaque fica mais carregado.

Eles também não invertem os pronomes, como nós fazemos: aqui é ‘me dá um tempo’, lá é ‘da-me um tempo’. Além disso, o gerúndio que se tornou uma característica do português deste lado do Atlântico não é usado do lado de lá. Se no Brasil dizemos ‘estou esperando’, em Portugal é ‘estou a esperar’. Por isso, o português lusitano acaba soando aos nossos ouvidos como uma língua super formal, embora trate-se apenas de uma forma diferente de se expressar.

Por fim, os dois portugueses usam palavras diferentes para um mesmo significado. Vamos citar algumas das de uso mais comum para quem está viajando a turismo (para saber mais sobre o assunto, leia este excelente artigo):

  • Ônibus – autocarro
  • Parada de ônibus – paragem de autocarro
  • Trem – comboio
  • Banheiro – casa de banho
  • Café da manhã – pequeno almoço
  • Sanduíche – sandes
  • Cardápio – ementa
  • Camarão – gamba
  • Bonde – elétrico
  • Suco – sumo
  • Alô – estou (expressão usada para atender o telefone)
  • Celular – telemóvel
  • Bacon – presunto
  • Presunto – fiambre
  • Xícara de café – chávena de café
  • Geladeira – frigorífico
  • Pedágio – portagem
  • Térreo – rés de chão
  • Elevador – ascensor
Dicas de Portugal - Elevado é ascensor no português de Portugal, que é um pouco diferente do brasileiro

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 8 – É barato pra caramba!

Portugal é um dos poucos países que adotaram o euro e ainda se pode viajar sem gastar os olhos da cara. Mesmo sendo uma moeda super valorizada em relação ao real, os custos de passeios, alimentação, transporte e hospedagem são relativamente baixos e acabam compensando. É possível fazer uma viagem bastante confortável pelo país gastando cerca de 60 euros por dia, com tudo incluso. Alugar um carro pode custar meros US$ 12 por dia (faça sua cotação aqui!).

Os preços dos ingresso nas atrações turísticas do país também são bastante razoáveis. Entre os mais baratos, se destacam a Catedral de Évora, Capela dos Ossos (Évora), Sé Velha de Coimbra, Mosteiro de Santa Cruz (Coimbra), Mosteiro de Santa Clara-A-Velha (Coimbra), Quinta das Lágrimas (Coimbra), Torre dos Clérigos (Porto), Livraria Lello (Porto) e ruínas da Igreja do Carmo (Lisboa). Todas custam menos de 4,5 euros cada uma.

Os preços das refeições também são bastante camaradas, especialmente nas deliciosas padarias portuguesas e nas tascas, as cantinas típicas. Em Lagos, no Algarve, um jantar para duas pessoas com bebidas pode ser encontrado por, em média, 23,50 euros. Já no norte do país, na cidade de Porto, as refeições podem custar 26 euros em locais mais turísticos, ou menos de 16 em restaurantes um pouco mais afastados do ‘vuco-vuco’. Em Lisboa, o valor vai para entre 22 e 31 euros.

Por fim, o fator hospedagem. Se na maioria dos países da Europa você só consegue camas em dormitórios compartilhados de hostel por 25 euros a noite, em terras lusitanas esse valor é suficiente para um quarto privado em uma ‘guest house’ bem confortável. Não pagamos mais do que isso por pessoa em nenhuma das oito cidades em que dormimos no país. Confira aqui tudo sobre onde ficar em Portugal, e aqui o relato completo de quanto custa viajar para Portugal.

Dicas de Portugal - Hospedagem no país custa muito menos do que na maioria da Europa

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 9 – Clima (quando viajar)

Embora seja um país bastante pequeno, como já comentamos antes, Portugal abriga uma variação climática considerável. Nas regiões mais ao sul – Algarve e Alentejo -, os invernos são suaves e os verões, extremamente quentes. Ao longo de toda a costa, as temperaturas costumam ser amenizadas pelo vento litorâneo. No centro, região onde está localizada Lisboa, as temperaturas chegam facilmente perto dos 30ºC no verão, mas os invernos são mais rigorosos, com chuva e vento.

No norte, os termômetros não sobem tanto na estação mais quente do ano, proporcionando um clima bastante agradável para o turismo. Já o inverno é duro e com ocasionais quedas de neve, principalmente nas áreas montanhosas. Mas nada que se compare aos rigores da estação mais fria do ano no centro/norte da Europa, é claro. No geral, os meses mais chuvosos em Portugal são os de novembro a março, que coincidem com o fim do outono e o inverno. Já o verão é extremamente seco.

Por isso, considera-se que os melhores meses para viajar para Portugal são de de primavera, entre abril e junho, quando o frio e a chuva já foram embora, mas o calor e a umidade do ar ainda estão em níveis agradáveis. É claro que, se o seu foco for aproveitar as belíssimas praias do país, o verão também pode ser uma boa pedida. Para ajudar na sua escolha, vamos detalhar um pouco as temperaturas nas três principais cidades do norte, centro e sul do país.

Na capital, Lisboa (centro), os termômetros oscilam entre a média mínima de 8,5ºC e a média máxima de 14,5ºC no inverno. Já no verão, os números sobem bastante, para entre 16,5º e 29ºC. Em Porto (norte), os termômetros variam de 5ºC a até 15ºC no inverno, e entre 14,5ºC e 25,5º. Em Faro, a maior cidade do Algarve, no extremo sul, as temperaturas ficam entre os 8ºC e os 17ºC em média na estação mais fria. Na mais quente, variam dos 17,5º aos 29ºC.

Dicas de Portugal - O verão pode ser extremamente quente e seco no sul do país

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Dicas de Portugal 10 – Visto e vacinas

Brasileiros não precisam de visto para viagens a turismo, por até 90 dias, nos 26 países europeus que fazem parte do chamado Espaço Schengen, entre eles Portugal. Esta é uma zona de livre circulação nas fronteiras, o que quer dizer que você só carimba o passaporte no primeiro e no último país pelo qual for passar.

Mas, para entrar no Schengen como turista, é preciso ter em mãos uma série de documentos para comprovar que você não está imigrando ou planejando passar mais tempo que os 90 dias permitidos. Não é necessário nenhum tipo de vacina para entrar em Portugal, então seu Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) pode ficar em casa.

Leve com você um passaporte válido por pelo menos seis meses, a passagem de saída do Espaço Schengen, reservas de hotéis (quem se hospeda em casa de família ou amigos deve preencher uma carta-convite própria de cada país), comprovantes de que possui renda para pagar a viagem (dinheiro, extrato dos cartões de débito ou carta do banco especificando o limite do cartão de crédito) e comprovante de que tem emprego fixo no Brasil, se for possível.

Além disso, é obrigatório contratar um seguro de saúde internacional no valor de 30 mil euros (faça sua cotação aqui com cupom de desconto!). Além de conferir a documentação do viajante, as autoridades poderão fazer uma entrevista para confirmar as informações prestadas.

Dicas de Portugal - Brasileiros não precisam de visto para entrar no país

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

*** O Escolha Viajar esteve em Portugal em setembro/outubro de 2017 ***

Posts relacionados

Deixe um comentário

6 comentários

Edivani 21 de janeiro de 2020 - 20:15

Olá, por favor , os valores mencionados são atuais? estou organizando a viagem da família e fiquei com essa dúvida !

Responder
Escolha Viajar 25 de janeiro de 2020 - 13:04

Olá, Edivani!
Conforme consta no fim do texto, o Escolha Viajar esteve em Portugal em setembro/outubro de 2017. Como a zona do euro tem uma inflação muito baixa e poucas oscilações de preços, você pode considerar esses valores razoavelmente atuais.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
Nair 15 de maio de 2019 - 10:37

Parabéns pela postagem e dicas. Ajudou muito na elaboração de meu roteiro.

Responder
Escolha Viajar 18 de maio de 2019 - 16:50

Olá, Nair!
Ficamos muito felizes em ajudar na sua viagem.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder
ODETE 28 de janeiro de 2019 - 15:06

Boas dicas de viagem para Portugal.

Responder
Escolha Viajar 2 de fevereiro de 2019 - 10:11

Olá, Odete!
Obrigada por compartilhar sua opinião conosco.
Um abraço,
Tici&Marquinhos

Responder

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para melhorar sua experiência. E, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Saiba Mais