Página inicial Dicas de viagem Veja 20 lugares incríveis pelo mundo e descubra como visitar

Veja 20 lugares incríveis pelo mundo e descubra como visitar

por Escolha Viajar
O Algarve (Portugal) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Listas de lugares mais incríveis do mundo e de paisagens surreais crescem como mato na internet. Basta você jogar as palavras-chave em um site de buscas e seu computador será colorido por dezenas de fotos tão lindas que fica difícil acreditar que sejam de locações que existem de fato neste planeta. O engraçado é que a maioria das imagens é real, mas tem tantos ‘retoques’ e filtros que ficam quase irreconhecíveis.

⇒ VIAJE COM POUCO! Confira 12 destinos entre R$ 2.600 e R$ 5.000
⇒ FOTOS DE VIAGEM boas com qualquer câmera? 10 dicas essenciais

Ou pior, você acaba viajando para um lugar que parecia fantástico, mas que na verdade não passava de uma ilusão fotográfica. Em outros casos ainda, a foto é de um lugar verdadeiro e não passou por recursos de edição, mas a locação é tão erma, distante e de difícil acesso que nunca será nada além do fundo de tela do computador.

Uma paisagem das montanhas do interior da Mongólia ou das geleiras da Antártica dificilmente vai motivar você a fazer uma viagem até lá. Mas existem, sim, lugares tão incríveis neste mundo que parecem ter saído de um sonho e que são, ao mesmo tempo, viagens ao alcance de todos. Eles se espalham pelos cinco continentes, passando por Brasil, Croácia, Peru. Jordânia, Filipinas e muitos mais. Mas há dois países que se destacam nesse quesito: a Nova Zelândia e a Turquia.

Cachoeira da Formiga, no Jalapão (TO), um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Embora tão distantes e diferentes um do outro, em termos geográficos e culturais, ambos têm em comum paisagens naturais de tirar o fôlego sem precisar de nenhum filtro que não seja o de raios UV da sua câmera fotográfica. A Nova Zelândia exibe geleiras à beira-mar, gêiseres, lagos ferventes e piscinas de lama. Já a Turquia tem um ‘castelo de algodão’ e falos gigantes de pedra. E há muito mais pelo mundo afora!

SEGURO VIAGEM com 5% de desconto
O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO para a maioria dos países da Europa e protege sua saúde no exterior. Faça aqui sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Use o código promocional: ESCOLHAVIAJAR5!

Se você quiser arrumar as malas, poderá conhecer pessoalmente um deserto vermelho, uma cordilheira branca, penhascos mágicos, calçada de gigantes, ilhas, salar, cânion, lagoas e praia sensacionais. Troque o descanso de tela do seu computador por uma foto tirada por você mesmo: conheça 20 dos lugares mais incríveis do mundo que são reais e confira todas as dicas de como visitá-los (nós fomos e voltamos para contar)!

Lugares mais incríveis do mundo 1 – Jalapão (Brasil)

Você já ouviu falar do Jalapão? Já pensou em passar uma semana das suas férias por lá? Provavelmente, a resposta é não. Mas você deveria. O Jalapão é um dos lugares mais incríveis do mundo e fica aqui mesmo, no Brasil! A região está localizada no leste do estado do Tocantins, bem perto da tríplice divisa com Maranhão, Bahia e Piauí. Soa como o fim do mundo e, de fato, o acesso não é dos mais fáceis. Tanto, que não é possível conhecer o Jalapão por conta própria.

Viaje para o exterior com internet no celular
Chegue ao seu destino com o celular funcionando! A EasySim4u oferece plano de dados em países do mundo todo para que você fique conectado à internet o tempo todo. Faça simulação de preços e compre aqui!

É preciso reservar um tour privado ou em grupo para conhecer a região, pois as estradas locais são muito precárias, a sinalização é quase inexistente e não há sinal de celular fora das cidades. Inúmeras empresas operam na região, cobrando os mais variados valores para passeios que duram de três a seis dias com tudo incluso. Basta chegar ao aeroporto de Palmas, a capital do Tocantins, e você será pego lá mesmo para o trajeto até o Jalapão.

Pôr do sol na Pedra Furada, no Jalapão (TO)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

O roteiro vai depender do tempo que você tem para passar na região. Por isso, recomendamos que fique o máximo possível, para não perder nenhuma de suas belezas. Chapadões e serras cobertos por vegetação dourada de savana e cerrado, dunas alaranjadas e impressionantes formações de rocha vermelha se espalham por uma área de 34 mil km². A paisagem árida é cortada por uma imensa teia de rios, cachoeiras e fervedouros – nascentes em que a água brota da areia.

Existe uma área de conservação chamada Parque Estadual do Jalapão, mas apenas duas atrações ficam dentro dela (as dunas e a Cachoeira da Velha). As outras se espalham ao longo de três cidades: Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins. Nelas, você pode visitar os fervedouros Bela Vista, Ceiça, Buritis, Buritizinho, Alecrim e do Rio Sono; as cachoeiras da Formiga, Araras, Fumaça e do Rio Soninho, o Cânion do Sussuapara, a Lagoa do Japonês e a Pedra Furada.

Mulher boia no Fervedouro Bela Vista, no Jalapão (TO)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 2 – Wadi Rum (Jordânia)

Se você já foi ao Saara ou ao Atacama e acha que já viu desertos suficientes para uma encarnação, vamos dar apenas um motivo que torna o Wadi Rum especial: ele é TODO vermelho. Localizado no sul da Jordânia, o Wadi Rum é um deserto de 720 km² todo formado por areia e montanhas de granito e aretino vermelhos. Algumas das formações rochosas chegam a atingir 1.700 metros de altura.

⇒ Reserve já seu hotel no Wadi Rum e garanta os melhores preços! ⇐

Outras, guardam petroglifos e inscrições milenares deixadas pelos muitos povos que habitaram a região. Um deles ainda está por lá: o beduíno, também conhecido como povo do deserto. São deles as cooperativas que promovem os passeios pela área, que é de preservação. Existem inúmeras opções para explorar o Wadi Rum, sendo que a mais popular e confortável é o passeio de jipe 4X4.

O deserto de Wadi Rum (Jordânia) é ugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Há nove pacotes diferentes entre os quais o viajante pode optar quando chegar ao centro de visitantes da reserva, que podem durar de duas horas até o dia todo ou mais, incluindo pernoite em um acampamento beduíno. Há beduínos que recebem os turistas em suas verdadeiras casas e também lugares que são verdadeiros hotéis no deserto, com quase todo o conforto de um estabelecimento comum.

A estadia pode ser arranjada pelo seu guia/agência ou no próprio centro de visitantes. É possível contratar ainda tours de camelo ou cavalo e fazer algumas trilhas a pé. Seja qual for o tour que você escolher, garanta que ele passará pela incrível formação da Ponte de Pedra – ‘Rock Bridge’ – e que inclua o espetáculo do pôr do sol, quando tudo o que já é vermelho fica ainda mais rubro.

O Wadi Rum está localizado 60 quilômetros ao norte do popular balneário de Aqaba, a três horas e meia de viagem de carro de Amã e a uma hora e meia de Petra. O centro de visitantes do deserto abre das 8h às 16h. A entrada sai por US$ 7, sem o custo do tour escolhido. Mais informações podem ser consultadas no site do Wadi Rum.

Casal posa na formação rochosa 'Rock Bridge', no deserto de Wadi Rum (Jordânia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 3 – Ilha de Corón (Filipinas)

Localizada 310 quilômetros a sudoeste da capital das Filipinas, Manila, esta porção de terra de apenas 20 quilômetros de largura pertence ao arquipélago das Calamian. Em um espaço tão pequeno, Corón guarda uma paisagem formada ainda no período jurássico pela corrosão da pedra calcária. O resultado é uma série de rochedos negros pontiagudos, de formas inusitadas e que às vezes parecem flutuar sobre a água azul fluorescente do mar de Sulu.

⇒ Reserve já seu hotel em Corón e garanta os melhores preços! ⇐

Além disso, a ilha possui 11 lagos, sendo que alguns possuem ligação subterrânea com o mar e outros estão vários metros acima do nível dele. É o caso de dois do mais famosos, os lagos Barracuda e Kayangan, que são alcançados através de escadarias desde os pequenos píeres da ilha. Existem ainda mais duas lagoas que merecem ser visitadas: as Gêmeas (Twin Lagoons), interligadas por uma abertura embaixo da rocha.

Ilha de Corón (Filipinas) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Mergulhadores também terão muito a fazer em Corón, pois há inúmeros navios japoneses afundados ao redor da ilha durante a Segunda Guerra. Para chegar a Corón, você pode pegar um voo direto desde Manila até a cidade do mesmo nome, mas que está localizada em uma ilha vizinha chamada Busuanga. Vans de turismo fazem o caminho de 45 minutos desde o terminal até o centro. A segunda opção é uma longa jornada de oito horas em barco de madeira.

Ele parte de El Nido, na Ilha de Palawan, outro ponto turístico muito procurado nas Filipinas. Confira nossa sugestão de hospedagem econômica em Corón aqui. Para ir da cidade até a ilha do mesmo nome, você pode pegar um dos inúmeros tours de barco de um dia, normalmente combinado com algumas praias próximas e que são vendidos em qualquer hotel ou agência pelas ruas; ou contratar uma embarcação particular e fazer seu próprio roteiro pela região.

Mulher nada no Lago Barracuda, na Ilha de Corón (Filipinas)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 4 – Giant’s Causeway (Reino Unido)

A ‘Giant’s Causeway’, ou Calçada do Gigante, é sem dúvidas a melhor das atrações da Irlanda do Norte. O nome veio da lenda de que um gigante teria tentado construir um caminho entre a Irlanda e a Escócia. Mas a ‘calçada’ é uma formação natural de 40.000 colunas de basalto alinhadas, algumas com até seis metros de altura, resultante de uma erupção vulcânica ocorrida há 60 milhões de anos.

⇒ Reserve já seu hotel em Belfast e garanta os melhores preços! ⇐

Todas têm a forma de um hexágono e, por isso, quando vistas de cima, lembram o desenho de uma calçada. As diferentes alturas das pedras formaram figuras de basalto, como ‘Órgão do Gigante’ e ‘Harpa do Gigante’.  A Giant’s Causeway é uma reserva localizada 97 quilômetros ao norte de Belfast. Para chegar lá, a primeira opção é alugar um carro, setar o GPS e encarar dirigir na mão inglesa (faça sua cotação aqui).

Quem opta por ir à reserva em veículo próprio é obrigado a pagar por um ticket de entrada que dá direito ao estacionamento e acesso ao centro de convivência, onde estão as lojas de souvenires, lancherias e banheiros. O preço é de 11 libras se comprado via internet com antecedência (acesse a bilheteria aqui), ou 12,50 na hora. A segunda é usar transporte público. Há uma linha direta de ônibus que conecta Belfast à reserva em apenas uma hora e meia: a Goldline Express 221.

A Giant's Causeway (Reino Unido) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Você pode ainda pegar um trem ou ônibus desde Belfast até a cidade de Coleraine (linha Goldline Express 218) e, lá, conectar com outro ônibus que segue até Ballintoy (linha Causeway Rambler 172/402). No total, a viagem dura entre 2h30 e três horas. Para mais informações sobre preços e horários, acesse o site da Translink. A terceira opção é subir a bordo de um ônibus de turismo.

O passeio em grupo é uma boa opção, pois ele percorre a bela Antrim Coast Road, que bordeja o Atlântico Norte, e ainda para em outras atrações turísticas, como os castelos Carrickfergus e Dunluce, além da famosa Ponte Carrick-a-Rede. Com o tour, você terá cerca de uma hora e meia para visitar o lugar. É o suficiente para conhecer as colunas de basalto, mas não para fazer as trilhas.

O centro de visitantes funciona das  9h às 17h em janeiro e fevereiro, das 9h às 18h durante o mês de março, das 9h às 19h de abril a setembro, das 9h às 18h durante o mês de outubro, e das 9h às 17h em novembro e dezembro (o lugar fica fechado de 24 a 26 de dezembro). Já o acesso a pé é livre o ano todo, do amanhecer ao anoitecer. Todas as informações sobre a Giant’s Causeway podem ser encontradas no site oficial do governo britânico.

Casal tira selfie na formação rochosa Giant's Causeway (Reino Unido)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 5 – Lagos Plitvice (Croácia)

O parque nacional dos lagos Plitvice – ou ‘Plitvicka Jezera’ em croata – abriga um conjunto de 16 lagos interligados por inúmeras cachoeiras que formam um dos lugares mais incríveis do mundo. Ele é dividido em duas partes: a dos ‘lagos baixos’ e a dos ‘lagos altos’. A primeira leva a fama de ser a mais bonita, já que seus quatro lagos são ornados por paredões de pedra de até 40 metros de altura e porque é nela que está localizada a ‘Great Waterfall’, a maior cachoeira da Croácia.

⇒ Reserve já seu hotel em Plitvice e garanta os melhores preços! ⇐

A segunda é maior e abrange nada menos do que 12 lagos, todos ligados por um sem número de quedas d’água. O parque está localizado na região central da Croácia, a 133 quilômetros da cidade turística de Zadar e também a 133 quilômetros da capital, Zagreb. Se estiver de carro ou de ônibus, você pode usar qualquer uma delas como base para ir e voltar no mesmo dia. As passagens podem ser compradas online. Outra opção para fazer o passeio em um dia é contratar um tour.

Lagos Plitvice (Croácia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Muitas companhias oferecem a visita a Plitvice, basta pedir que o seu hotel recomende uma próxima ou mesmo faça a reserva para você. Se não gostar da ideia de acordar super cedo, cair na estrada, caminhar por horas no parque, pegar a estrada de novo e chegar morto de volta à sua cidade-base, fazer o pernoite no Plitvice é uma boa opção. Existem hotéis localizados dentro do parque (mais caros), ou nas cidades vizinhas (mais baratos, mas não se chega a pé).

O Plitvice abre o ano todo, inclusive domingos e feriados. Então, não há desculpa para não visitar esta que é uma das coisas imperdíveis o que fazer na Croácia e um dos lugares mais incríeis do mundo! Do último domingo de março até 1º de junho, abre das 8h às 19h; de 1º de junho a 25 de agosto, das 7h às 20h; de 25 de agosto a 1º de outubro, das 7h às 19h; e de 1º de outubro até o último domingo do mês, das 8h às 18h. As bilheterias fecham duas horas antes das entradas do parque.

Você pode comprar seu ingresso diretamente lá ou então fazer a reserva pela internet (cliquei aqui). O preço da entrada no parque varia conforme a época do ano.  De 1º de novembro a 31 de março), sai por 60 kunas (US$ 9,05); de 1º de abril a 31 de maio e de 1º de outubro a 31 de outubro, 100 kunas (US$ 15,09); de 1º de junho a 30 de setembro, 250 kunas (US$ 37,74). Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como visitar os Lagos Plitvice.

Mulher admira a 'Great Waterfall', no Parque dos Lagos Plitvice (Croácia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 6 – Salar do Uyuni (Bolívia)

Localizado no sul da Bolívia, próximo das fronteiras com o Chile e a Argentina, é a maior planície de sal do mundo com 10.500 quilômetros quadrados. Formado por um lago pré-histórico que secou, o Uyuni contém 10 bilhões de toneladas de sal que se espalham por 11 camadas de até 10 metros de profundidade. Mas é a superfície que o torna um dos lugares mais incríveis do mundo.

⇒ Reserve já seu hotel em Uyuini e garanta os melhores preços! ⇐

A crosta branca forma um imenso ‘deserto’ sobre o qual se desenham hexágonos, que são os respiradouros das camadas de sal mais profundas. Quando chove, entre dezembro e fevereiro, o salar alaga e vira um gigantesco espelho, onde céu e solo brancos se confundem no infinito. O lugar ideal para tirar fotos em perspectiva, pois a paisagem atrás parece não ter profundidade.

Salar do Uyuni (Bolívia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Para visitar o Uyuni, você pode partir da cidade do mesmo nome, na Bolívia (acessada por avião ou 10 horas de ônibus desde La Paz), ou de São Pedro do Atacama, no Chile (acessada por avião via Calama, o aeroporto mais próximo). Você não pode percorrer o salar sozinho, é preciso contratar um tour em agência autorizada e que é feito em veículos 4X4 que podem levar até seis pessoas. Passeios privados também estão disponíveis por preços mais elevados.

Normalmente, o tour tem três dias de duração e inclui duas noites de hospedagem em alojamentos rústicos e visitação não apenas do salar, mas de outras atrações sensacionais das redondezas, como montanhas coloridas, formações rochosas e muitas lagoas cheias de flamingos que se estendem até a fronteira com o Chile. Esse passeio é o mais recomendado, mas, se você não tiver tempo, pode fazer o compacto de um dia também.

Casal brinca com a perspectiva no Salar do Uyuni (Bolívia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 7 – Laguna 69 (Peru)

A Laguna 69 é uma das 400 lagoas do Parque Nacional Huascarán, e seu nome equivale ao número com a qual foi ‘inventariada’ pela administração da reserva natural. Sua beleza e fama se devem ao fato de ser uma lagoa glaciar, o que quer dizer que é formada pelo degelo da neve das montanhas em volta, de águas tão puras que sua cor azul intensa salta aos olhos.

⇒ Reserve já seu hotel em Huaraz e garanta os melhores preços! ⇐

Além disso, o cenário é emoldurado por uma cordilheira nevada – a Cordilheira Branca -, de onde cachoeiras de água escorrem até a base da lagoa. Ela fica nos arredores da cidade de Huaraz, no norte do Peru e a 405 quilômetros de distância da capital, Lima. A Laguna 69  De Huaraz até a entrada do parque são cerca de duas horas de viagem parte por estrada asfaltada, parte por estrada de chão batido e com muitas, mas muitas curvas.

Da entrada até a base da trilha para a lagoa, mais uma hora. O ingresso no parque custa 10 soles (US$ 3). Da base da trilha até a lagoa, são 6,5 quilômetros de distância, o que faz o trajeto ter 13 quilômetros no total. Embora os primeiros 30 minutos de caminhada sejam em terreno quase plano, as 3h30 restantes serão em inclinado ângulo de subida. Você começa a trilha a uma altitude de 4.600 metros e vai subir mais 200 metros.

Laguna 69 (Peru) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Existem duas formas de visitar a Laguna 69: com um tour ou por conta própria. O tour tem a vantagem de ser barato (US$ 10,30 em dezembro de 2015), de pegar você no hotel e largar na entrada da trilha e, depois, levar de volta. A desvantagem é que você terá no máximo seis horas para ir e voltar. Uma forma de evitar ter um tempo muito apertado para visitar a Laguna 69 é contratar um tour privado.

Se estiver acompanhado de um guia particular, você não terá pressão de horário e poderá ser auxiliado se o mal de altitude ou o cansaço baterem forte. A segunda opção é fazer tudo por conta própria. O ideal é contratar um transporte que leve você de Huaraz até a base da trilha e espere você lá ou busque no dia seguinte, mas isso pode ter um custo elevado.

Que não tem um orçamento de viagem alto pode pegar um coletivo até o vilarejo mais próximo do parque e, de lá, um táxi até a base da trilha. Para quem gosta de acampar, existe um camping chamado Cebollapampa logo no começo da trilha, o que possibilita que você durma no parque e faça a caminhada cedinho no dia seguinte. Leia aqui tudo sobre como visitar a Laguna 69!

Mulher admira o intenso azul da Laguna 69 (Peru)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 8 – Deserto do Atacama (Chile)

Localizado no norte do Chile, a apenas 50 quilômetros da fronteira com a Bolívia, é considerado o deserto mais árido e mais  alto do mundo, 2.400 metros acima do nível do mar. A cidade-base para o turismo na região é a minúscula San Pedro do Atacama, que pode ser acessada de transfer desde o Salar do Uyuni, na Bolívia, ou de vans turísticas e ônibus regulares desde Calama, onde está localizado o aeroporto mais próximo.

⇒ Reserve já seu hotel no Atacama e garanta os melhores preços! ⇐

Uma vez em San Pedro, as opções para conhecer este que é um dos lugares mais incríveis do mundo são alugar um veículo 4X4 para percorrer a região com auxílio de um GPS (mais caro, mais complicado, mais livre) ou contratar os inúmeros tours que saem diariamente das empresas localizadas na rua principal da cidade (mais barato, mais simples, mais ‘engessado’).

Deserto do Atacama (Chile) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Entre os vários lugares incríveis do Atacama, o mais procurado pelos turistas é o Vale de la Luna, que fica a apenas 20 minutos de San Pedro e abriga as paisagens lunares que deram fama mundial ao deserto. Quem tiver muito fôlego e preparo físico pode ir de bicicleta alugada, mas nós recomendamos o tour para evitar a fadiga.

Depois de admirar formações rochosas, entrar em cavernas e subir dunas, os grupos são levado para a Pedra do Coiote, de onde todos assistem ao incrível pôr do sol no deserto. Não deixe de dar uma espiada para o lado oposto ao astro rei, pois lá estará o imponente Vulcão Licancabur colorido pelas luzes quentes do entardecer.

Outras opções de passeio no Atacama são o observatório astronômico, a Laguna Cejar (mais salgada que o Mar Morto!), as Lagunas Altiplanicas, o Salar de Tara, as Pedras Rojas e os Gêiseres del Tatio. A maioria dos tours tem apenas um turno de duração, então você pode programar dois no mesmo dia e pedir um desconto amigo à agência. Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como visitar o Atacama!

Mulher senta na Pedra do Coiote, no Vale da Lua do Deserto do Atacama (Chile)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 9 – Praia de Navagio (Grécia)

Considerada a praia mais linda do planeta, a Praia de Navagio, na Grécia, não poderia ficar de fora de nenhuma lista de lugares mais incríveis do mundo. Esta faixa de areia colocou a Ilha de Zakynthos – antes um refúgio de verão de italianos de classe média – na rota do turismo mundial. Não existe nenhuma cidade em Navagio, então você terá que se hospedar na capital, Zakynthos Town, ou em alguma das praias da ilha.

⇒ Reserve já o seu hotel em Navagio e garanta os melhores preços! ⇐

Há duas formas de visitar Navagio, seja por terra, para vê-la do alto (é a parte mais bonita); seja por mar, para efetivamente pisar nas suas areias. Se quiser ver a praia de cima, você pode contratar um tour ou alugar um carro/quadriciclo/scooter e percorrer a estrada até o mirante que fica nas falésias. A sinalização é precária, mas a ilha é pequena e não há como se perder. Além disso, basicamente todos os carros da estrada estarão indo para lá, hehe.

Barcos visitam as 'Blue Caves' da Praia de Navagio (Grécia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Já os tours de ônibus saem praticamente de qualquer praia, bastando consultar seu hotel ou uma das muitas agências de passeios espalhadas pela ilha. O mirante sobre as falésias de Navagio é um quadradinho de ferro minúsculo que está sempre lotado e que NÃO tem a melhor vista da praia. Para isso, você deve se dirigir para a trilha de terra à direita, que entra em uma propriedade privada e para sobre os rochedos alguns metros adiante.

Deste ponto sim, você terá a melhor vista de Navagio do alto, além de muito espaço para dividir com todos os outros visitantes. Apensa tome cuidado se estiver com crianças, pois não há nenhum tipo de grade de proteção. Já para colocar os pés em suas areias, é preciso ir de barco e existem dois modos de fazer isso. O primeiro é embarcar em um dos inúmeros tours que partem de Zakynthos Town ou de localidades mais próximas, como Porto Vromi, Agios Nikolaos e Skinarialugar.

Se você estiver hospedado nas praias não precisa se preocupar, pois as empresas de turismo buscam clientes de ônibus. As mais procuradas são Laganas e Tsilivi, mas recomendamos também Kalamaki (veja sugestão de hospedagem aqui). O tour custa cerca de 25 euros. Mas, se você quiser ir a Navagio com toda a liberdade do mundo, alugue um barco particular de pequeno porte em Porto Vromi, o vilarejo que fica logo ao lado da praia. Confira aqui tudo sobre como visitar Navagio.

Casal tira foto nos penhascos sobre a Praia de Navagio (Grécia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 10 – Alter do Chão (Brasil)

Esta pequena cidade de 7.000 habitantes, localizada a mais de 720 quilômetros de distância de Belém e a mais de 560 de Manaus (AM), entrou na rota do turismo mundial em 2009. Isso porque naquele ano, ela foi eleita pelo renomado jornal britânico ‘The Guardian’ como a praia mais bonita do Brasil e chamada de Caribe da Amazônia. Nós fomos até lá conferir em 2018 e concordamos: Alter do Chão é um dos lugares mais incríveis do mundo!

⇒ Reserve já seu hotel em Alter do Chão e garanta os melhores preços! ⇐

No nosso Caribe tupiniquim, quem faz o papel de oceano são as águas escuras, mas sempre calmas, limpas e mornas do Rio Tapajós. Quem faz o papel de coqueiros são as árvores frondosas da Amazônia. Quem faz o papel de peixinhos são os botos cor de rosa. Os longos dias de calor  e de descanso nas areias douradas são ocupados por deliciosos passeios de barco e caminhadas por trechos da Floresta Amazônica.

Pôr do sol na Ponta do Cururu, em Alter do Chão (PA)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

A fantástica Ilha do Amor , cartão-postal de Alter do Chão, fica a apenas cinco minutos de barco da orla da cidade. Além dela, há dezenas e dezenas de praia de rio espalhadas pela região, seja com estrutura turística como Ponta de Pedras e Pindobal; seja absolutamente desertas como Ponta do Cururu e Ponta do Mureta. Não importa em qual delas você decidir passar o seu dia, as águas do Tapajós, limpíssimas, calmas e mornas te recebem como um abraço.

E, com um pouco de sorte, te presenteiam com a visão do cada vez mais raro boto rosa. A cerveja é gelada e barata; a culinária é deliciosa e baseada em muito peixe fresco e frutos do mar. O caminho para chegar a esse paraíso é um pouco tortuoso. Pode-se voar até Santarém (PA) e, de lá, percorrer os 40 quilômetros até Alter de ônibus, transfer ou carro alugado. Ou pode-se fazer o trajeto de barco desde Belém (3 dias de viagem) ou Manaus (30 horas).

Confira essas dicas e tudo o mais que você precisa saber  no nosso Guia de Viagem Alter do Chão. E não deixe de checar aqui nossa sugestão de hospedagem econômica na cidade.

Mulher entra nas águas do Rio Tapajós na Ilha do Amor, Alter do Chão (PA)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 11 – Ilha de Páscoa (Chile)

Considerada o local mais isolado do planeta – além de um dos lugares mais incríveis do mundo -, esta porção de terra pertencente ao Chile está localizada no Oceano Pacífico, a 2.200 quilômetros de qualquer outra ilha e a 3.800 quilômetros da costa da América do Sul. Tal isolamento foi um dos fatores responsáveis pelo desenvolvimento de uma civilização ímpar na ilha, o povo Rapa Nui.

⇒ Reserve já seu hotel na Ilha de Páscoa e garanta os melhores preços! ⇐

Detentores de alta tecnologia e envolvidos em guerras tribais pelo comando de Páscoa, eles espalharam pelos seus 170 quilômetros quadrados nada menos do que 900 gigantescas estátuas de pedra conhecidas como ‘moais’. As disputas internas e a escassez de recursos naturais acabaram levando à destruição do povo Rapa Nui, mas seu legado, os moais, continuam lá.

Ilha de Páscoa (Chile) é um dos lugares mais incríveis do mundo -

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Muitos tombaram, estão em ruínas ou em partes remotas da ilha, mas algumas dezenas deles se erguem eretos contra o céu e o mar azuis de Páscoa, desafiando o tempo e formando uma paisagem misteriosa e única. Os mais importantes grupos de moais – localizados em plataformas cerimonias chamadas ‘ahus’ – são o Tongariki (o maior deles, com 13 estátuas), de onde se assiste ao nascer do sol; e o Tahai, de onde se vê o pôr do sol.

Este último pode ser visitado a pé desde o vilarejo de Hanga Roa, o maior da ilha e onde estão quase todos os hotéis, mas para ver o Tongariki é preciso contratar um tour ou alugar um carro. A segundo opção é a mais indicada, sendo que você pode combinar o amanhecer com a visita à antiga ‘fábrica de moais’, na encosta do vulcão Rano Raraku, e uma tarde relaxando na praia de Anakena, no norte da ilha.

O lugar é minúsculo e, tendo um mapa básico nas mãos, não há como se perder. Você pode chegar à Ilha de Páscoa em um dos diversos voos diários desde Santiago do Chile, ou no voo semanal que vem da Polinésia Francesa. Confira nosso Guia de Viagem Ilha de Páscoa e descubra tudo o que você precisa saber sobre como visitá-la! Veja também nossa sugestão de onde ficar na ilha e gastar pouco aqui.

Casal faz selfie com moai ao fundo na Ilha de Páscoa (Chile)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 12 – Rotorua (Nova Zelândia)

Esta cidade localizada na Ilha Norte da Nova Zelândia, a 230 quilômetros de Auckland, é um famoso centro de atividade geotérmica. Traduzindo: Rotorua tem gêiseres, piscinas de lama borbulhante, lagos de água fervente e fede como o inferno. Literalmente, pois toda a área da cidade sofre com um forte odor de enxofre, embora não seja nada intolerável.

⇒ Reserve já seu hotel em Rotorua e garanta os melhores preços! ⇐

A grande atração da cidade é o parque Te Puia, lar do famoso gêiser Pohutu. Seus jatos de água fervente e vapor podem alcançar os 30 metros de altura! Além disso, ele é considerado o gêiser ‘mais confiável’ do planeta por ter até 20 erupções por dia. É praticamente impossível você visitar o parque sem ver o Pohutu em ação.

Rotorua (Nova Zelândia) é um dos lugares mais incríveis do mundo - Rotorua (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

O Te Puia está localizado a cerca de 20 minutos de caminhada do centro da cidade e abriga ainda lagos ferventes e piscinas de lama, além de um centro de tradições maori e de um viveiro de kiwis, a ave símbolo do país e hoje em risco de extinção. Outras atrações locais são os parques termais Wai-o-Tapu, que fica a 28 quilômetros de Rotorua – é preciso ter um carro ou contratar um tour para ir até lá.

Não perca ainda o Parque Kuirau, totalmente acessível no centro da cidade e o único local geotérmico público e com entrada gratuita no país. Para chegar a Rotorua, você pode escolher entre diversas linhas de ônibus que saem tanto de Auckland (4 horas de viagem) como de outras cidades turísticas da Ilha Norte, entre elas Taupo (1h40) e Waitomo (2 horas). Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Rotorua.

Casal faz selfie com o gêiser Pohutu ao fundo em Rotorua (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 13 – Capadócia (Turquia)

Localizada no coração da Turquia, essa região de delimitações geográficas incertas se situa ao redor da cidade de Goreme, a mais de 700 quilômetros e 10 horas de ônibus de Istambul. A área, formada por uma rocha vulcânica porosa na superfície e dura na base, foi esculpida durante milhares de anos pela ação do vento e da chuva.

⇒ Reserve já seu hotel em Goreme e garanta os melhores preços! ⇐

O resultado são as incríveis formações de pedra que caraterizam a Capadócia, entre elas as chamadas ‘fairy chimneys’ (que parecem ter um chapéu na parte superior) e as que lembram falos humanos. Foram estas últimas que deram nome a um dos lugares mais visitados pelos turistas: o Vale do Amor.

Capadócia (Turquia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Outras atrações muito procuradas são as vilas subterrâneas, o voo de balão ao amanhecer e as igrejas e capelas cavadas na rocha durante o período Bizantino, sendo que muitas delas exibem belíssimos afrescos. Passear por todos esses lugares é muito fácil, seja alugando um carro, seja contratando os tradicionais tours verde e vermelho (o azul é dispensável). Reserve um terceiro dia para voar de balão, caminhar pelas ruas da cidade ou fazer trekking pelo Vale do Amor ou o Vale Rosa.

A maioria dos visitantes completa essa experiência surreal se hospedando em um hotel-caverna. Para chegar a Goreme, você pode pegar um avião até o aeroporto da cidade vizinha de Nevsehir (a 40 quilômetros de distância) ou um ônibus desde Istambul ou outras cidades da rota turística turca, como Pamukkale e a capital, Ancara. Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Goreme.

Casal se beija com as formações rochosas da Capadócia (Turquia) ao fundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 14 – Geleira Franz Josef (Nova Zelândia)

Situada a apenas 20 quilômetros da costa oeste da Ilha Sul da Nova Zelândia, Franz Josef é uma atração turística famosa justamente por ser de fácil acesso. Enquanto a maior parte das geleiras está localizada em algum canto extremo e selvagem do planeta ou no pico das montanhas, Franz Josef e sua vizinha, a Geleira Fox, ficam apenas 300 metros acima do nível do mar e bem no meio de duas cidades.

⇒ Reserve já seu hotel em Franz Josef e garanta os melhores preços! ⇐

No entanto, o aquecimento global tem acelerado o degelo de Franz Josef e há previsões de que este que é um dos lugares mais incríveis do mundo possa desaparecer em apenas 20 anos! Antes, era possível chegar até o gelo caminhando, mas, agora, as trilhas por terra levam apenas até um mirante, não sendo mais permitido entrar na Franz Josef sozinho por conta das fendas no gelo e do risco de deslizamentos.

Geleira Franz Josef (Nova Zelândia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Para ver a geleira de perto, só abrindo a mão e pagando cerca de US$ 300 para ser levado até ela de helicóptero. O passeio inclui cerca de duas horas de caminhada pelo gelo e vale muito o custo. Quem tiver disponibilidade no orçamento vai ter uma oportunidade única de escorregar por fendas no gelo, se espremer por cânions brancos e ser uma das últimas gerações a colocar os pés nesta gigante que agoniza.

Mas atenção porque o passeio de helicóptero precisa ser agendado com alguma antecedência! Quem não tiver esta quantia, ainda pode fazer a caminhada de 20 minutos desde o centro da cidade até a base da geleira e admirá-la de longe. É de graça e você ainda pode visitar alguns lagos que espelham a geleira e cachoeiras pelo caminho.

Chegar à cidade de Franz Jospeh também é muito fácil: há ônibus que partem de praticamente qualquer localidade da Ilha Sul para lá, direta ou indiretamente. Desde Christchurch, a principal cidade desta parte do país e onde fica o maior aeroporto da ilha, são 8h30 de viagem. Desde Queenstown, outro popular destino de turistas na Nova Zelândia, são oito horas de estrada. Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Franz Joseph.

Mulher atravessa fenda no gelo da Geleira Franz Josef (Nova Zelândia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 15 – Cânion de Petra (Jordânia)

Chamado ‘The Siq’, o caminho entre as rochas que leva os visitantes até a cidade nabateia de Petra, localizada em Wadi Musa, no sul da Jordânia, sem dúvida é um dos lugares mais incríveis o mundo. Enquanto Petra foi construída pelo homem por volta do século VI antes de Cristo, este cânion de dois quilômetros de extensão foi formado por um movimento de placas tectônicas, que dividiu a rocha vermelha ao meio há milhões de anos.

⇒ Reserve já seu hotel em Petra e garanta os melhores preços! ⇐

A erosão do solo contribuiu para aprofundar a ‘garganta’ ao longo do tempo e, hoje, as paredes do cânion podem ter 200 metros de altura. O Siq chega a ser claustrofóbico em alguns pontos, onde a distância entre as duas paredes é de apenas três metros. Mas nada que vá distrair você da beleza das cores das diversas camadas de pedra onde o vento e a chuva – embora a região seja desértica – esculpiram formas curiosas, como a de um peixe gigantesco.

Rocha tem forma de peixe no Cânion de Petra (Jordânia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Além do que foi moldado pela ação da natureza, existem vários nichos votivos gravados nas paredes do cânion e que seriam para que os antigos habitantes de Petra, os nabateus, adorassem seus deuses. Outra atração do cânion é o sistema de aquedutos, cavado nas paredes de pedra ao longo de dois quilômetros para o abastecimento de água na cidade. No ‘gran finale’, o Siq descortina diante dos seus olhos a maior atração de Petra: o ‘Al Khazneh’, ou Tesouro.

O cânion está localizado dentro do sítio arqueológico de Petra e é preciso pagar a entrada para acessá-lo. Quem não quiser encarar a caminhada pode alugar um cavalo ou charrete. Em algumas noites da semana, é possível assistir a um espetáculo de música beduína no Tesouro, ocasião em que os dois quilômetros do Siq são iluminados apenas pela luz de centenas de velas. É  imperdível! Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como visitar Petra.

Casal faz selfie no Cânion de Petra (Jordânia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 16 – Whitehaven Beach (Austrália)

Se você consultar qualquer lista de praias mais lindas do mundo, com certeza verá fotos de Whitehaven Beach, na Austrália. São sete quilômetros de areias completamente brancas compostas 98% por sílica, que repousam entre a vegetação tropical e o mar azul turquesa. Na enseada de Hill Inlet, localizada a alguns minutos de barco da praia, a areia é deslocada pela água cristalina conforme a maré sobe ou desce, criando uma fusão de branco, verde e azul.

⇒ Reserve já seu hotel em Airlie Beach e garanta os melhores preços! ⇐

Localizada em Whitsunday Island, ela é parte do famoso arquipélago das Whitsundays, composto por 74 ilhas que flutuam entre a costa nordeste de Queensland e a Grande Barreira de Corais. A cidade-base mais comum e barata para fazer o passeio é Airlie Beach, onde se pode chegar de ônibus vindos de diversas outras cidades da costa leste australiana ou de avião.

Maré começa a baixar na enseada de Hill Inlet, Whitehaven Beach (Austrália)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Há voos saindo de Sydney ou qualquer outro aeroporto australiano, quase todos com escala em Brisbane, até Proserpine, que é o terminal mais próximo de Airlie. De lá, você pode pegar um shuttle regular que leva até a cidade em cerca de 30 minutos. Existe ainda um pequeno aeroporto em Hamilton Island, mas os voos até lá são pouco frequentes fora da alta temporada de férias. Além disso, você precisará de um transporte de barco se o seu destino final não for esta ilha específica.

Só existem duas maneiras de chegar a Whitehaven, que é uma área de preservação ambiental: de barco ou de hidroavião. Os passeios nas alturas são mais caros (US$ 215), é claro, mas não tanto que não valham ter uma visão aérea deste lugar sensacional. Para ir de barco, há vários tipos de tours que saem tanto de Airlie Beach quanto das próprias ilhas, é só perguntar no seu hotel.

Já quem gosta de isolamento ou não quer ter hora para sair deste paraíso pode solicitar uma vaga para acampar na praia. As reservas para o camping de Whitehaven são restritas e devem ser feitas junto ao Departamento de Parques Nacionais da Austrália. É preciso ainda contratar um barco ou hidroavião para ir e voltar da praia, já que não existe acesso terrestre. Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre como visitar Whitehaven! E veja aqui nossa sugestão de hospedagem.

Whitehaven Beach (Austrália) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 17 – Cliffs of Moher (Irlanda)

Esta série espetacular de penhascos sobre o mar está localizada na costa oeste da Irlanda, a 280 quilômetros de Dublin. As falésias se debruçam sobre o Oceano Atlântico ao longo de oito quilômetros, sendo que o ponto mais alto sobre o nível da água chega a inacreditáveis 214 metros. Moher é uma paisagem tão mágica que acabou virando cenário de um dos filmes do menino-bruxo Harry Potter: você verá a sua esquerda a caverna que aparece em ‘O Enigma do Príncipe’.

⇒ Reserve já seu hotel em Galway e garanta os melhores preços! ⇐

Para estacionar e usar as facilidades do centro de convivência, é preciso pagar uma entrada de 6 euros (ingressos online aqui), mas muita gente deixa o carro nos arredores e literalmente pula a cerca que delimita o perímetro oficial das falésias. Essa parte tem trilhas e muros de concreto, oferecendo total segurança a quem está viajando com crianças. Mas, se você não está, é bom driblar a cerca do lado esquerdo e seguir um pouco mais pelo caminho de terra.

Cliffs of Moher (Irlanda) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Você ainda terá excelentes vistas do sul em direção ao norte, onde os rochedos são coroados pela Torre de O’Brien. Para chegar aos Cliffs, você pode alugar um carro e dirigir desde Galway, que é a cidade normalmente usada como base para o turismo pela região (75 quilômetros pela rodovia N67), ou mesmo de Dublin (277 quilômetros). Outra opção é pegar um ônibus intermunicipal na rodoviária de Galway.

A linha 350 até Ennis para nos penhascos e sai em três ou cinco horários ao longo do dia, dependendo da época do ano (confira aqui os preços e horários). A terceira opção para fazer a visita é embarcar em algum dos ‘day tours’ que partem de Galway – ou de Dublin – para visitar os Cliffs e também outras atrações da região (normalmente este roteiro é combinado com o Burren). Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Galway.

Mulher admira os Cliffs of Moher (Irlanda)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 18 – Pamukkale (Turquia)

Lugar mais visitado entre todas as atrações da Turquia, seu nome significa ‘Castelo de Algodão’ e não poderia ser mais adequado. Embora pareça uma montanha nevada, Pamukkale é, na verdade, uma grande formação de rocha calcária que está localizada na cidade do mesmo nome, 650 quilômetros ao sul de Istambul.

⇒ Reserve já seu hotel em Pamukkale e garanta os melhores preços! ⇐

O ‘castelo’ se formou a partir de um evento geológico raro, em que o calor no subsolo provoca a saída de água com bicarbonato de cálcio, que depois se solidifica na forma de ‘piscinas’ e cria um dos lugares mais incríveis do mundo. Na medida em que elas vão enchendo, a água cai de uma para a outra, construindo assim uma série de terraços onde o líquido azul contrasta com o calcário branco.

Pamukkale (Turquia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Os terraços baixos, que se encontram ao longo da subida desde a entrada até o topo de Pamukkale, podem ser frequentados por turistas e banhistas. Já os terraços superiores são fechados ao público, podendo ser admirados apenas através dos mirantes que se debruçam sobre a montanha. Para entrar em Pamukkale é preciso estar descalço, então considere levar uma sacola para os seus sapatos e algo para abrigar os pés caso seja inverno (como um saco plástico).

O ingresso também dá direito a visitar as ruínas da cidade romana de Hierápolis, construída no local para abrigar um centro de banhos termais. amukkale fica aberto diariamente, das 6h às 18h30 de novembro a março, e das 6h às 0h de abril a outubro. O ingresso custa 50 liras turcas (US$ 8,20). Quem quiser nadar na antiga piscina termal de Hierápolis precisa pagar uma taxa extra que era de 32 liras (US$ 5,25) em 2015 – não conseguimos encontrar preços atualizados na internet.

Você pode chegar a Pamukkale de avião, via aeroporto de Denizli; de trem, também por lá; ou de ônibus que partem de diversas cidades da Turquia. A rota mais comum entre os turistas é tomar o coletivo noturno que sai da Capadócia, passa a noite na estrada e chega a Pamukkale às 6h. Confira aqui nossa sugestão de hospedagem econômica na cidade.

Mulher molha as mãos nos terraços inferiores de Pamukkale (Turquia)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 19 – Meteora (Grécia)

Ainda pouco conhecidos pelo turista em geral, os Mosteiros de Meteora não deveriam estar apenas em qualquer lista de coisas imperdíveis o que fazer na Grécia, como também de lugares mais incríveis do mundo! Não é à toa que a rede CNN se refere a eles como ‘os mosteiros gregos no céu’, já que estes seis edifícios ortodoxos  estão literalmente pendurados em picos extremamente estreitos, que mais parecem dedos apontados para o céu do que rocha firme.

⇒ Reserve já o seu hotel em Meteora e garanta os melhores preços! ⇐

Alguns deles estão localizados a mais de 400 metros de altura!  Construídos entre os séculos XIV e XVI por monges eremitas, os mosteiros são hoje tombados como Patrimônio Mundial pela UNESCO. Meteora fica na cidade de Kalampaka, na região centro-norte da Grécia. Para chegar até ela, você pode pegar um trem ou ônibus partindo de inúmeras cidades do país, sendo que da capital, Atenas, a viagem dura entre 5 horas (de trem direto) e 5h30 (trem com parada ou ônibus).

Mosteiro 'Holy Trinity' com a cidade de Kalampaka (Grécia) ao fundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Para ir de Kalampaka até os mosteiros, existe um ônibus turístico que circula entre a avenida principal e as montanhas ao longo do dia, basta perguntar no seu hotel onde pegá-lo. É possível ainda fazer todo o trajeto a pé, mas achamos a caminhada excessiva e desnecessária. Se você gosta de andar, sugerimos que faça a subida de ônibus, vá a pé de um mosteiro para outro – a estrada é totalmente plana – e depois desça também a pé pela trilha que leva de volta à cidade.

Embora a visão mais bonita de Meteora seja do lado de fora, todos os seis mosteiros são abertos à visitação, sendo que o ingresso custa 3 euros em cada (como não existem banheiros públicos, é inevitável que você acabe entrando em pelo menos um deles, hehe). Recomendamos que você escolha um ou dois para visitar, já que eles são todos mais ou menos iguais. O maior e mais procurado é o Great Meteora (abre das 9h às 17h e fecha nas terças).

Os outros mosteiros são St. Stephen (abre das 9h30 às 13h30 e das 15h30 às 17h30, fecha nas segundas), Roussanou (abre das 9h às 14h e fecha nas quartas), Holy Trinity (abre das 9h às 17h e fecha nas quintas), Varlaam (abre das 9h às 16h e fecha nas sextas) e St. Nikolaos Anapafsas (abre das 9h às 15h30 e fecha nas sextas). Não deixe de conferir aqui nossa sugestão de hospedagem econômica em Meteora.

Meteora (Grécia) é um dos lugares mais incríveis do mundo

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar


Lugares mais incríveis do mundo 20 – Algarve (Portugal)

O Algarve é a região no extremo sul de Portugal onde falésias douradas encontramo azul, o verde e todas as outras cores que o Mar Mediterrâneo é capaz de proporcionar aos olhos. Entre as cidades de Lagos e Faro, as duas principais do local e mais comumente usadas como base pelos turistas, desenrolam-se dezenas de pequenos balneários convidativos, praias paradisíacas e baías de sonho quase inacessíveis.

⇒ Reserve já seu hotel em Lagos e garanta os melhores preços! ⇐

Seus verões longos, quentes e secos; águas mornas e calmas; patrimônio histórico e a deliciosa gastronomia típica a base de peixes e frutos do mar atraem milhões de turistas e fazem do Algarve a região mais visitada e uma das mais desenvolvidas do país. Entre as atrações de destaque em Lagos, estão as Praias de Dona Ana e Camilo, ambas a poucos minutos de carro do centro de Lagos, e também a Ponta da Piedade, de onde sem pequenos barcos de passeio para ver as grutas marinhas.

Praia da Marinha, no Algarve (Portugal)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Mas a gruta sensação da região é o Algar de Benagil, localizada na praia do mesmo nome e de onde saem barcos de turismo para visitá-la. Benagil está 35 quilômetros a leste de Lagos e 61 quilômetros a oeste de Faro. Nas suas proximidades, ficam outras duas praias cercadas por belíssimas falésias que valem a pena conhecer: a Praia da Marinha, 3 quilômetros a leste; e a Praia da Albandeira, mais dois quilômetros adiante na mesma direção.

Para desfrutar do Algarve como ele merece, alugar um carro é indispensável (faça cotação de preços aqui!). Já chegar ao Algarve é bem mais fácil. Você pode voar diretamente para o aeroporto regional de Faro ou desembarcar em Lisboa, que fica 275 quilômetros ao norte. Da capital, partem ônibus da Rede Nacional de Expressos – Estação Oriente – que completam a viagem até Lagos em 4h15, e até Faro em 3h50 (consulte preços e horários aqui).

De Faro para Lagos, há coletivos regionais em horários espaçados que saem diretamente do terminal rodoviário e podem demorar até duas horas. De trem, o trajeto de Lisboa – também Estação Oriente – a Lagos demora cerca de quatro horas, sendo que até Faro a viagem cai para três horas. Entre as duas localidades, circulam comboios regionais que percorrem o trajeto em 1h45 (consulte preços e horários aqui). Confira aqui nossa sugestão de onde ficar em Lagos.

Mulher admira a vista de uma das enseadas da praia de Benagil, no Algarve (Portugal)

Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Posts relacionados

Deixe um comentário

2 comentários

carla 17 de setembro de 2016 - 09:58

olá , estou planejando algumas viagens por enquanto só pelo Brasil, como vocês fazem para se comunicar nesses lugares só o inglês é suficiente?. beijos e mais viagens muito mais.

carla

Responder
Escolha Viajar 17 de setembro de 2016 - 12:35

Olá, Carla. Inglês é suficiente em quase 100% dos lugares turísticos. Se não, criatividade e mímica resolvem.

Responder